segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Milão: o que ver e fazer

Milão é considerada por muitos como uma cidade sem graça e sem nada para fazer. OK, que comparando com outras cidades italianas como Veneza ou Verona, eu acredito que Milão seja menos interessante, mas só vai faltar coisa para fazer na cidade se você não pesquisar direito! Centro da moda, dos negócios e das finanças, Milão é o coração da economia italiana. Era chamada de Mailand (terra de maio) pelos godos que a tomaram dos romanos, pois era um lugar de calor e inspiração. Por sua localização cerca dos Alpes, tornou-se disputada por diversas dinastias, sendo o nome que se destaca até hoje o da família Sforza.


Milão: o que ver e fazer


Na minha viagem para a Itália em 2016, fiquei 5 noites em Milão porque queria conhecer a cidade e fazer alguns passeios de um dia saindo daqui. Cheguei pelo aeroporto de Linate (que não é o aeroporto principal), fiquei muito bem localizada em um hotel em Brera (tive alguns probleminhas com o hotel, mas recomendo demais a região onde me hospedei) e separei um dia inteiro para turistar por Milão, além do dia da chegada e as noites depois que voltava de outra cidade. No post de hoje, conto sobre os lugares que visitamos e gostamos e mais algumas coisas para você observar quando for a Milão! O transporte público é bem abrangente, mas se você se hospedar em um lugar bem localizado, dá para conhecer toda a parte turística a pé.


Milão: o que ver e fazer




Leia aqui todas as dicas sobre Milão no blog!






Lá no final do post tem um mapinha onde marquei todas as atrações que destaco aqui e mais algumas coisas interessantes para quem tem mais tempo. Clique no nome da atração para abrir o site oficial ou redes sociais da mesma com as informações atualizadas de horários de funcionamento, preços dos ingressos, restrições, eventos especiais, como chegar etc.


Última Ceia e Igreja Santa Maria delle Grazie



Adoro conhecer ao vivo todas aquelas obras de arte que ouvimos falar a vida inteira e vemos em livros e filmes ou nas aulas do colégio então em Milão, eu sabia que tinha que reservar com urgência o ingresso para admirar a Última Ceia de Leonardo da Vinci, em uma igreja local. Só consegui ingresso para o final do meu último dia em Milão então recomendo DEMAIS você correr garantir esse ingresso logo depois de comprar a passagem! Leia aqui o post completo sobre como reservar seu ticket e como é a visita!

A "Última Ceia" foi pintada por Leonardo da Vinci na parede do refeitório de um mosteiro (e por isso acabou recebendo tantas intervenções como essa porta esquisita que aparece no meio do afresco, na parte de baixo).


Milão: o que ver e fazer - Última Ceia e Igreja Santa Maria delle Grazie


Piazza e Teatro alla Scala


Eu estava viajando com meus pais e principalmente a minha mãe queria conhecer o icônico Teatro alla Scala de Milão por dentro! Existe um tour guiado durante o dia, mas nem sempre é possível ver o teatro em si por conta de apresentações diversas então procuramos algum espetáculos nos dias que estaríamos em Milão. Não somos tão fãs de óperas, balés, concertos, etc, mas fomos assistir à Filarmônica della Scala e contei tudo neste post, inclusive com dicas do que vestir. A praça onde está o teatro é cercada por outros edifícios interessantes e tem uma estátua de Leonardo da Vinci no centro.


Milão: o que ver e fazer - Piazza e Teatro alla Scala



Veja aqui as nossas dicas de onde comer em Milão!



Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogReal Seguros - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!



Seguro viagem europa 336x280


Galeria Vittorio Emmanuele II



A galeria comercial conhecida como a "sala de visitas de Milão" (il Salotto di Milano) foi projetada pelo arquiteto Giuseppe Mengoni em 1865. Mengoni caiu da escada e morreu pouco antes de sua inauguração em 1877. A galeria tem formato de cruz com um centro adornado por mosaicos que representam quatros continentes (Europa, América, África e Ásia - acredito que a Oceania não era considerada na época) e também a Arte, a Agricultura, a Ciência e a Indústria. O telhado de vidro foi a primeira estrutura na Itália a usar metal e vidro como parte da estrutura e não somente como decoração. O piso é decorado por mosaicos com os signos do zodíaco e para dar sorte, deve-se pisar nos genitais do Touro e dar 3 giros (como na minha foto abaixo rs). As lojas, cafés e restaurantes da galeria são alguns dos mais chiques, caros e tradicionais da cidade. É considerado o primeiro "shopping" do mundo e leva o nome do primeiro rei da Itália (leia aqui sobre alguns palácios da Casa Real de Savóia, que visitamos em Turim e Gênova).

Milão: o que ver e fazer - Galeria Vittorio Emmanuele II

Milão: o que ver e fazer - Galeria Vittorio Emmanuele II

Milão: o que ver e fazer - Galeria Vittorio Emmanuele II

Milão: o que ver e fazer - Galeria Vittorio Emmanuele II




Duomo de Milão


O Duomo de Milão é uma das maiores igrejas góticas do mundo com 157m de comprimento e 92m de largura. A igreja começou a ser construída no século XIV, mas só foi concluída 500 anos depois. Seu telhado tem 135 agulhas e muitas estátuas e gárgulas e nos dias claros, pode-se avistar até os Alpes. Na fachada, misturam-se os estilos góticos, neoclássico e renascentista. Os baixos-relevos das portas contam a história da Virgem Maria e da cidade de Milão. 52 enormes pilares dividem as naves iluminadas por vitrais. Debaixo do altar-mor está o tesouro da catedral com trabalhos medievais em ouro e prata. Resquícios do batistério original do século IV foram descobertos em escavações.

São meia dúzia de opções de ingresso - nós pegamos o mais completo que dá direito a visitar a igreja em si, a área subterrânea arqueológica, o terraço (com subida de elevador ou de escada - são preços diferentes, mas a descida é sempre de escada) e ainda o museu que fica em outro prédio da praça, que acabamos pulando.



Milão: o que ver e fazer - Duomo
Logo no dia de chegada, já demos uma passada para ver a fachada do Duomo e o final de tarde estava lindo! Quando tivemos tempos de voltar para visitar o Duomo e subir até o terraço, o dia infelizmente estava bem fechado :(.

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo
Escavações da Milão do século IV! Mais exatamente da Basilica de Santa Tecla que existia naquele local.


A parte mais diferentona da catedral de Milão é a visita ao terraço, onde podemos observar a cidade do alto e também o telhado - são mais de 3 mil estátuas na igreja toda!


Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo

Milão: o que ver e fazer - Duomo
A Piazza del Duomo vista do terraço do Duomo, um dos melhores atrativos da cidade!!!


Museo del Duomo está instalado no Palazzo Real (Palácio Real) na Piazza del Duomo. O palácio foi casa dos Visconti e outras famílias que governaram Milão. Conta a história da catedral desde a igreja que existia no local no século XIV, passando pelo concurso de 1886 para redesenhar a fachada.







Quadrilátero da moda/do ouro


É a região entre a Via Montenapoleone, a Via Alessandro Manzoni, a Via della Spiga e a Corso Venezia (marcada no mapa ao final do post com um quadrado lilás). Sendo bem sincera, como uma pessoa que não liga para moda e marcas de roupa, achei bem sem graça simplesmente dar uma volta por esse trecho da cidade cheio de lojas de grife. Mas aqui estão dicas das melhores ruas para fazer compras em Milão - algumas dicas do quadrilátero da moda e outras fora dali, com lojas mais comuns.







Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!
* indicates required











Leonardo 3


Era para ser uma exposição temporária sobre Leonardo da Vinci em plena Galeria Vittorio Emmanuele II, mas fez tanto sucesso, que tornaram permanente. Não é tanto visitada pelos turistas e até essa viagem, eu nem tinha achado informações sobre ela em português na internet. A parte dos protótipos das invenções do gênio é parecida com exposições temporárias que já vi pelo mundo, como essa em São Paulo em 2019 ou essa aqui que vi em Berlim em 2014.



Chiesa di San Maurizio al Monasterio Maggiore (San Maurizio)



É considerada a "capela sistina de Milão"! São aproximadamente 4 mil metros de afrescos maravilhosos do século XVI como nas fotos abaixo, trabalho de mais de um pintor, como o lombardo Bernardino Luini e o professor de Caravaggio, Simone Peterzano. O exterior da igreja é bem simples, a visita vale mesmo pelo interior. Leia mais sobre detalhes dos afrescos e lendas aqui.


Milão: o que ver e fazer - Chiesa di San Maurizio al Monasterio Maggiore (San Maurizio)

Milão: o que ver e fazer - Chiesa di San Maurizio al Monasterio Maggiore (San Maurizio)

Milão: o que ver e fazer - Chiesa di San Maurizio al Monasterio Maggiore (San Maurizio)







Fiz vários passeios de um dia saindo de Milão! Aqui estão todas as dicas sobre Gênova e os posts sobre Bellagio/Como e Bérgamo sairão em breve!


Chiesa San Bernadino alle Ossa


Uma igreja cheia de ossos - veja detalhes no vídeo abaixo (ignore as pessoas falando em italiano - ou tente entender pra praticar)! Do lado de fora, parece uma igreja normal e mesmo o altar não chama a atenção, mas o ossuário de 1200 (mas reconstruído em 1676) é o destaque!







Quer viajar conectado? Já usei e aprovei o chip abaixo em diversos países da Europa!



Viaje Conectado



Castelo Sforzesco e Parco Sempione


Já tem aqui no blog um post exclusivo sobre o Castelo Sforzesco e seus museus, que visitamos em um dia grátis. Aqui fica a última obra-prima de Michelangelo, a Pietà Rondanini ainda inacabada. O castelo de Ludovico e Francesco Sforza é do século XV, mas antes já existia outro castelo medieval no local. O parque Sempione fica ali atrás e demos uma passada rápida. Veja pelo menos o Arco della Pace.


Milão: o que ver e fazer - Castelo Sforzesco e Parco Sempione

Milão: o que ver e fazer - Castelo Sforzesco e Parco Sempione




Pinacoteca di Brera


Instalada no Palazzo di Brera do século XVI, a Pinacoteca de Brera é onde está o melhor acervo de arte de Milão, com os melhores exemplos da pintura italiana renascentista e barroca, com obras de Tintoretto, Canaletto, Rafael, Bellini e outros. Pulamos essa atração porque não ia dar tempo e ainda teríamos uma longa viagem pela frente para ver mais arte italiana. O bairro de Brera é um dos mais legais e centrais da cidade e é um ótimo lugar para se hospedar, cheio de restaurantes também.



Booking.com








Navigli


Um bairro mais boêmio de Milão, com diversas opções de restaurantes, bares, sorveterias, lojinhas etc na beira dos canais. São poucos canais então não se parece com Veneza, mas não deixa de ser interessante (anteriormente eram mais, mas foram aterrados para se virarem ruas normais). Comemos ali em uma das noites (clique no link para várias dicas de onde comer em Milão). É possível fazer passeio de barco nos canais, mas não vimos quando estivemos ali. No último domingo do mês, uma grande feira de antiguidades agita o local.


Milão: o que ver e fazer - Navigli

Milão: o que ver e fazer - Navigli








Estádio Giuseppe Meazza / San Siro


Não sou a maior fã de futebol então nem cogitei gastar meu único dia inteiro na cidade para visitar o estádio que fica fora de mão para quem está turistando na parte central - mas tem transporte público sim para quem for fã do Inter de Milão ou do Milan, que dividem o estádio! Ele começou a ser construído em 1925, passou por grandes reformas para a Copa de 1990. Inicialmente era o estádio do Milan, mas a partir da década de 40, passou a ser a casa do Internazionale de Milano também. Foi anunciado recentemente que um novo estádio vai ser construído no estacionamento do atual estádio e toda a área será um grande complexo esportivo e de lazer, mas o estádio atual só será demolido quando o novo estiver pronto.






Pinacoteca Ambrosiana


É sede da biblioteca do cardeal Federico Borromeo, com 30 mil manuscritos, inclusive um exemplar ilustrado do século X de "A Ilíada" de Homero, primeiras edições de "A Divina Comédia" (1353) de Dante e o Códex Atlântico (século XV) de Leonardo da Vinci. Abriga também a galeria de arte doada na morte do cardeal em 1618. A coleção de quadros vai do século XIV ao início do século XIX, com obras de da Vinci, Boticelli, Rafael e Caravaggio. Bom acervo de arte veneziana.







Basílica de Sant´ Ambrogio


Santo Ambrósio é o padroeiro de Milão e a basílica começou a ser construída em 379dC, mas a maior parte da obra é do século X, em estilo românico. Na cripta está o túmulo do santo.


Piazza Gae Aulenti e Bosco Verticale


Praça com edifícios mais modernos, interessante para quem curte arquitetura. O destaque é o Bosco Verticale (abaixo), projeto arquitetônico ícone no mundo inteiro. O complexo residencial tem mais de 2 mil plantas! Passamos rapidamente por ali quando tivemos que pegar algum trem na estação Porta Garibaldi, ali perto.






Outras atrações e tours em Milão


Claro que essa lista não é completíssima, até porque seria humanamente impossível listar todas as atrações de uma cidade grande como Milão. Indico ainda as colunas de San Lorenzo, a Chiesa di San Fedele (foto abaixo), o Museo Poldi-Pezzoli, as ruínas do palácio de Maximiliano (foto abaixo) e o ADI Design Museum (foto abaixo), inaugurado em 2021.


Milão: o que ver e fazer - Outras atrações e tours em Milão




 



 










O que ver e fazer em Milão no mapa


Marquei os aeroportos e estações de trem principais em preto, atrações em roxo, estrela para as mais importantes. O quadrilátero da moda é o quadrado lilás. Tem mais coisas interessantes para ver marcadas no mapa do que o que está descrito no post, para quem for ficar mais tempo e for entrar em museus por exemplo - é só ir mexendo e clicando no mapa. Veja aqui 10 obras de street art pelas ruas de Milão.





Já estiveram em Milão? O que mais gostaram de conhecer?


Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações e tours no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

7 comentários:

  1. Milão tem esse estigma de não ter muito o que ver e fazer né? Passamos 2 noites quando fomos e saímos com a sensação de que a cidade merecia mais tempo sem dúvida nenhuma. Era nossa segunda vez na Itália e pensamos que 2 dias fossem suficientes justamente pelos comentários que ouvíamos e líamos. Pretendemos voltar para conhecer mais a fundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, eu ainda quero voltar pra conhecer a pinacoteca ambrosiana!

      Excluir
  2. Que lista legal sobre o que ver e fazer em Milão, adorei os lugares. Quero conhecer um dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima cidade para começar uma viagem pela Itália!

      Excluir
  3. Estou planejando ir para a Itália esse ano e Milão não vai ficar de fora do meu roteiro de jeito nenhum! Obrigada pelas dicas do que fazer lá, não vejo a hora

    ResponderExcluir
  4. Ahh que lugar incrível é Milão né, amei todas as suas dicas e fui viajando de pouquinho a pouquinho no seu post. Mega abraço 💙

    ResponderExcluir

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.