sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Festival de Tulipas em Ottawa (Canadá)!

Quando marquei minha viagem para o leste do Canadá em maio, adorei saber que pegaria uma das festas mais lindas do país - o Festival de Tulipas em Ottawa, a capital canadense! Em 2020 ele acontecerá de 08 a 18 de maio, então se estiver com passagem comprada, se programe! Ou já marque na agenda a sua viagem de 2021...


Festival de Tulipas em Ottawa (Canadá)!


Festival de Tulipas em Ottawa (Canadá)!


Durante o mês de maio, várias cidades canadenses estão floridas pelas tulipas, mas o lugar com maior concentração dessa flor é a capital Ottawa. O festival propriamente dito acontece em um parque longe do burburinho turístico, mas as tulipas estão por toda parte. Você acha tulipa até em pequenos canteiros em algum cruzamento aleatório!




quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Flixtrain é confiável? Trem barato entre Frankfurt, Berlim, Stuttgart, Hamburgo, Colônia e outras cidades na Alemanha

Em tempos de euros nas alturas, deixar para comprar passagens de trem pela Alemanha em cima da hora acaba virando uma facada! Mesmo com antecedência, diversos trechos concorridos saem muito caros, pois o país parece pequeno, mas as viagens entre as principais cidades (Berlim, Frankfurt, Munique, Stuttgart, Hamburgo por exemplo) não são curtas. Os ônibus low coast da Flixbus já são bastante populares pela Alemanha e pela Europa toda! E a empresa expandiu também para as ferrovias com o Flixtrain, o trem low coast que opera entre algumas das principais cidades do país (todas as que falei acima, exceto Munique).


Flixtrain é confiável? Trem barato entre Frankfurt, Berlim, Stuttgart, Hamburgo, Colônia e outras cidades na Alemanha

CC BY-ND 2.0



Quando viajei para a Alemanha em junho/2019, os trens pela empresa de trens tradicional alemã (Deutsche Bahn) estavam caríssimos entre Frankfurt-Berlim, Berlim-Stuttgart ou Frankfurt-Stuttgart, mesmo procurando com meses de antecedência. Existem passes de trem que podem diminuir os custos, mas estava viajando sozinha, não queria algumas das restrições desses passes e na maioria dos casos esses passes econômicos são somente para trajetos regionais, o que não era o meu caso. Sendo assim, a solução foi testar o Flixtrain! Não queria alugar um carro

Meu voo chegava em Frankfurt no começo de junho e devido a compromissos na República Tcheca em julho, o meu roteiro na Alemanha teve que ficar Frankfurt - Berlim - Stuttgart - Munique, incluindo cidades menores no meio aí também. O trajeto Frankfurt - Berlim leva 4h10 de trem ou 6h50 de ônibus. Berlim - Stuttgart, que foi meu 2o trecho, leva 5h34 de trem ou 6h40 de ônibus. O trecho de Stuttgart a Munique e depois de lá para a República Tcheca foi uma combinação de carona de amigos, trens regionais da Deutsche Bahn (que são mais baratos) e Flixbus.

Já conhecia o Flixbus da minha viagem de 2014 pela Alemanha (na verdade viajei em outra empresa que foi comprada posteriormente pela verdinha) e de lá para cá, as viagens de ônibus se popularizaram ainda mais pela Europa toda! Na Alemanha, elas foram liberadas faz poucos anos devido à mudanças na legislação, que antes não permitiam esse tipo de transporte e sempre incentivavam as viagens de trem pela malha ferroviária extensa e bem completa - tem estação de trem em tudo quanto é cidade ou vilarejo do país! Tem que ser algo beeeem pequeno para não ter uma estação de trem por perto.


Flixtrain é confiável? Como viajar barato entre Frankfurt, Berlim, Stuttgart, Hamburgo, Colônia e outras cidades
Linhas da Flixtrain



Leia aqui todos as dicas do blog sobre a Alemanha e dicas específicas sobre Stuttgart, Frankfurt, Berlim, Hamburgo, Colônia, Heidelberg e Leipzig!



segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Castelo Hohenzollern em Sigmaringen, no sul da Alemanha

Quando estava planejando minha viagem pela Alemanha em 2019, vi fotos do castelo de Sigmaringen e percebi que daria para conhecer em um bate-volta saindo de Stuttgart (onde fiquei por uma semana justamente para fazer bate-voltas e conhecer a região). Mas como a cidade em si não era tão interessante e seria pouca coisa para fazer, fiquei tentando combinar com outra atração na região, mas a questão logística sempre era um problema, já que eu não queria alugar um carro e iria fazer tudo de trem (ou ônibus). Com tantos lugares lindos para conhecer na Alemanha, deixei um pouco de lado essa ideia e foquei em outros lugares. Quando já estava em Stuttgart, por diversos motivos tive que fazer algumas alterações nas programações e vi algumas fotos deste castelo. Aí bati o pé que iria para Sigmaringen, mesmo se tivesse que tirar outro lugar do roteiro (afinal, sou a louca apaixonada por castelos) - no caso, o que foi tirado foi Tübingen. Não confundam esse castelo com o mais famoso Burg Hohenzollern ali pertinho.


Castelo de Sigmaringen, no sul da Alemanha
Quando cheguei em Sigmaringen, nem sabia onde era esse lugar para ter essa vista maravilhosa do castelo, mas foi a funcionária da lojinha do castelo que pegou um mapa e marcou 2 pontos com ótimas vistas para eu dar uma passada depois do tour. No final do post tem um mapa interativo com várias dicas de Sigmaringen!


Castelo de Sigmaringen, no sul da Alemanha
Fiquei babando aí passeando na beira do rio Danúbio! Sim, esse é aquele rio famoso!


Mas como o destino às vezes colabora, no final das contas conheci o castelo de Sigmaringen maravilhoso, andei um pouquinho pela cidade com poucos atrativos e consegui passar algumas horas em Tübingen antes de voltar para Stuttgart! Tübingen é fofa demais, mas vai ser tema de outro post. Foi um dia definitivamente melhor do que o esperado!


Leia aqui todas as dicas no blog sobre Stuttgart, sobre a Alemanha e todos os castelos,palácios e fortalezas que já apareceram aqui no blog!


sábado, 15 de fevereiro de 2020

Onde comer o melhor currywurst de Berlim?

Já contei sobre o inusitado Currywurst Museum em Berlim neste post e sobre algumas experiências que tive experimentando o prato mais típico de Berlim na minha primeira viagem para lá (em 2014), mas no post de hoje vou atualizar com uma listinha pessoal com os melhores currywursts de Berlim! Entre os meses que passei estudando em Berlim em 2014 e meus 10 dias de revisita à cidade em 2019, foram dezenas de currywursts ingeridos (que sacrifício #sqn). Mas é aquela coisa né? Gosto é algo pessoal. As barraquinhas que cito no post de hoje costumam também aparecer em posts deste tipo em blogs gringos, mas a ordem pode mudar.


Aqui no blog já foram publicadas várias dicas de onde comer em Berlimonde comer barato em Berlim (por menos de 10 euros) e aqui dicas de onde comer e se divertir em Berlim mais atualizadas (da viagem de 2019).

Onde comer o melhor currywurst de Berlim?

Currywurst é um prato típico alemão (super comum em Berlim) que consiste de salsicha com ketchup e um tempero de curry, como na foto acima. Normalmente servido com batatas fritas (e às vezes com pão), o prato surgiu após a Segunda Guerra Mundial na Berlim ocidental. Com a escassez de diversos ingredientes tradicionais, as pessoas tinham que ser criativas para a alimentação do dia a dia (lembram que contei da história do bloqueio de Berlim no post sobre o aeroporto Tempelhof?). Dizem que a data exata da invenção de Herta Heuwer foi 4 de setembro de 1949 e por isso hoje 04 de setembro é o dia do currywurst. Ela havia conseguido o curry com soldados britânicos que ocupavam aquela área da cidade na época. O lanche rapidamente fez sucesso nas barraquinhas de rua (imbiss em alemão) onde o pessoal come em pé na maioria das vezes. A primeira barraquinha onde o currywurst surgiu na região de Charlottenburg não existe mais (mas tem uma placa comemorativa no local!), mas um dos que experimentei em 2019 foi o  da primeira barraquinha a servir currywust na Berlim oriental, na época da Guerra Fria. Hoje você pode pedir currywurst sem a casquinha da salsinha (ohne darm) e vi até currywurst vegetariano não lembro onde (não sei do que seria feita a salsicha vegetariana...).




quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Tempelhof: o aeroporto desativado que virou parque em Berlim

Muito dinheiro é investido na construção de um aeroporto e uma área enorme é reservada para ele em qualquer lugar do mundo. Só na Alemanha mesmo, mais precisamente em Berlim, um aeroporto central é desativado, mantém sua estrutura (praticamente) intacta por anos e tem grande parte da sua área transformada em um parque aberto para a população local!


tour guiado pelo Tempelhof: o aeroporto que virou parque em Berlim
Tempelhof - aeroporto desativado em Berlim




segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

Onde comer e se divertir em Berlim - dicas 2019

Na minha primeira (e longa) estadia em Berlim, comi em muuuitos lugares e compartilhei aqui no blog as dicas que gastei menos de 10 euros e aqui as outras dicas de onde comer em Berlim. O post de hoje traz dicas da última viagem, 10 dias em junho de 2019. Tem restaurante, lanchonete, comida de rua, cafeteria, café da manhã, mercados, barzinho... Tem mapa lá no fim do post e a ordem que os restaurantes/cafeterias/bares etc aparecem por aqui é mais ou menos da esquerda para a direita no mapa. Para os horários de funcionamento, menus com preços, endereço, reserva, etc, cliquem nos nomes do estabelecimento para serem direcionados para os sites ou redes sociais de cada um (e assim o blog não fica desatualizado)!


Onde comer e se divertir em Berlim


Onde comer e se divertir em Berlim - dicas 2019


Leiam aqui todas as dicas sobre Berlim no blog!


quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

10 cafeterias e/ou docerias em Campinas

Nos últimos meses, as cafeterias com cafés especiais e decoração bonitinha vem aumentando em Campinas (e as docerias também). No final de 2018, cheguei até a fazer um curso rápido sobre cafés especiais e infelizmente Campinas não chega aos pés da variedade de São Paulo quando se trata de cursos sobre o universo de café e lugares fofos para experimentar os melhores grãos e métodos. Ainda assim, estou conhecendo diversos estabelecimentos pela cidade. No mesmo período, também aumentou consideravelmente o número de docerias na cidade e como muitas vezes doces e cafés se misturam ou se complementam, conto no post de hoje sobre 10 lugares para tomar café especial ou comer um docinho em Campinas! Tem mapinha lá no fim do post!


10 cafeterias e/ou docerias em Campinas
Coreto na Praça Carlos Gomes, entre o centro e o bairro Cambuí

terça-feira, 4 de fevereiro de 2020

Onde e o que comer em Stuttgart (Alemanha)?

Vai para Stuttgart? Prepare-se - programe-se para jantar muito cedo! Ou comprar comidinhas em mercados e comer na sua hospedagem...

Durante uma semana que passei em Stuttgart em 2019, experimentei alguns restaurantes e comidas típicas que conto no post de hoje. Mas também comprei sanduíches e saladas em padarias ou supermercados para comer no hotel ou hostel em diversas ocasiões porque nunca vi uma cidade grande (para os padrões alemães) com taaanto estabelecimento alimentar que fechasse tão cedo! Mesmo no verão, era quase impossível encontrar algum lugar que fechasse às 21h. A maioria fechava às 20h, 19h ou até mesmo 18h. Por conta disso, tinha várias indicações de restaurantes/lanchonetes que não pude conhecer. No almoço, estava fora da cidade na maioria dos dias.

O que comer em Stuttgart - Maultaschen


É praticamente obrigação experimentar o Maultaschen (foto abaixo), uma das comidas típicas mais famosas do sul da Alemanha. Experimentei essa espécie de ravioli em 3 locais e gostei mais do mais barato! rs Eles são maiores do que os raviolis italianos e a massa é mais pesada do que a do pierogi polonês, mas o conceito de "pacotinho/trouxinha de massa com recheios diversos" é o mesmo. Alguns dos recheios clássicos são espinafre, queijo, carne moída etc.

O Maultaschen é originário da região da Suábia (hoje oficialmente uma região administrativa dentro do estado da Baviera, mas antigamente se estendia por Baden-Württemberg e até Suíça e Alsácia, na França) e uma das lendas diz que foi inventado no Mosteiro de Maulbronn para esconder a carne nas refeições durante a quaresma! Desde 2009, os schwäbische maultaschen (maultaschen suábios) receberam o selo de indicação geográfica protegida da União Europeia.


O que comer em Stuttgart? Maultaschen
Na esquerda, restaurante Carls Brauhaus na Schlossplatz, praça principal de Stuttgart. No meio, Maultaschen do simples, mas recomendadíssimo Herr Kächele Maultaschen e na direita, refeição em um restaurante aleatório na praça principal de Schwäbisch Hall (bate-volta gostoso que fiz saindo de Stuttgart).


Leia aqui todas as dicas sobre Stuttgart no blog!


domingo, 2 de fevereiro de 2020

Como foi a resistência alemã contra Hitler e o nazismo? Memorial da Resistência Alemã, Operação Valquíria e grupo Rosa Branca (Weisse Rose)

Quando falamos em Segunda Guerra Mundial, na maioria das vezes pensamos nos campos de concentração, nas mortes, nos guetos e no extermínio dos judeus, no louco do Hitler ou até nas consequências históricas (por exemplo Guerra Fria e corrida espacial entre EUA e URSS) . Muita gente se pergunta como que o povo alemão concordou com aquilo tudo e deixou chegar ao ponto onde chegou. Claro que muita gente concordou e trabalhou para que tudo isso virasse realidade. Muitos fizeram vista grossa. Mas teve uma outra parcela que muita gente esquece de alemães (e outros povos) que resistiram e lutaram contra toda a sandice do nazismo.


Como foi a resistência alemã contra Hitler? Memorial da Resistência Alemã, Operação Valquíria e grupo Rosa Branca (Weisse Rose)
Memorial da Resistência Alemã e Memorial Rosa Branca


No post de hoje, vou falar sobre duas iniciativas de resistência contra o nazismo e dois memoriais imperdíveis sobre o assunto, um em Berlim e o outro em Munique. E os dois locais são grátis - não tem desculpa para não visitar!



Vejam aqui todas as dicas de Berlimaqui as dicas de Munique e aqui as dicas da Alemanha toda no blog!


sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Fontes multimídia com shows de luzes e músicas na Polônia!

 Uma das atrações mais diferentes das noites de Barcelona é a Fonte Mágica, aquela fonte com show de luzes e jatos d´água coloridos entre o Museu Nacional de Arte da Catalunha e a Plaça d´Espanya -  programa praticamente obrigatório na cidade. Quando visitei a capital da Catalunha em 2016, passei por lá em uma das noites. O que eu não sabia é que os poloneses curtiram a ideia e fizeram a mesma coisa com fontes em diversas cidades! Na minha viagem pela Polônia em 2019, conheci 3 destas fontes (em Tórun, em Bydgozcsc e em Varsóvia) e uma 4a fonte (a mais famosa delas, em Wroclaw ou Breslávia) ficou de fora porque não estava me sentindo bem naquela noite. Depois que voltei, descobri até o site de várias destas fontes: Fontanna Multimedialna (só em polonês). Segue abaixo todas as informações sobre as fontes - ótimas atrações gratuitas!


Fontes multimídia com shows de sons e luzes na Polônia!
Duvido que alguém adivinhe em que cidade vi essa fonte linda acima e abaixo! É a primeira cidade do post!

Fontes multimídia com shows de sons e luzes na Polônia!