sábado, 24 de outubro de 2020

O que fazer em Berlim com chuva?

O sonho de qualquer viajante é pegar vários dias com clima perfeito no destino - nem muito quente, nem muito frio, mas pelo menos para mim, o mais importante é pegar dias de céu aberto e sem chuva! Mas claro que azarada que sou, a chuva (ou pelo menos um dia muito nublado) sempre "atrapalha" a viagem (ou no mínimo as fotos!).

Coloquei o atrapalha acima entre aspas porque não necessariamente você precisa perder o seu dia de viagem por conta da chuva. Claro que pode dar uma desanimada se for chuva forte, mas pelo menos em Berlim, sempre tem o que fazer independentemente do clima! Já escrevi aqui no blog um post específico sobre dicas para aproveitar a sua viagem com chuva, que valem para qualquer destino e o post de hoje é sobre o que fazer em Berlim com chuva!

O que fazer em Berlim com chuva? Museus e exposições


Começando pelos itens mais óbvios em dias chuvosos - visitar museus e exposições! E são muuuitas opções em Berlim! Clique nos nomes abaixo para abrir o post completo sobre o local.



O que fazer em Berlim com chuva?
Museu Histórico Alemão (DHM - Deutsches Historisches Museum)


O que fazer em Berlim com chuva?
DDR Museum e Alltag in der DDR: 2 museus contando como era a vida na Berlim e Alemanha orientais



Veja aqui todos os posts no blog sobre Berlim - são mais de 100!


quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Roteiro Wiesbaden (Alemanha) em um dia

"Baden" em alemão quer dizer "banho" e Wiesbaden é uma cidade famosa por suas águas termais (o nome traduzido seria "prado de banho"). O primeiro spa na cidade foi construído em 1810 por Christian Zais e apesar de ser um prédio modesto, foi até visitado por Goethe, que passou diversas vezes na cidade. Durante o século XIX, os benefícios do spa atraíram a classe alta e o número de visitantes em Wiesbaden de 20 mil em 1840, já tinha subido 10 vezes até 1910.

A capital do estado de Hesse conhecida por ser uma cidade-spa, fica pertinho de Frankfurt e dá um bate-volta perfeito. Quando estudei na cidade em 2014, meu plano era conhecer Wiesbaden em uma tarde, mas entre lições de casa, lavar roupa e sair com o pessoal do curso, não tive tempo. Quando comprei minha passagem da viagem de 2019 chegando por Frankfurt, a primeira coisa que pensei foi dormir lá algumas noites e aproveitar para conhecer Wiesbaden. Veja aqui dezenas de opções de passeios de um dia ou uma tarde saindo de Frankfurt e aqui dicas para viajar de trem e ônibus pela Alemanha. Cerca de 25% de Wiesbaden foi destruída na Segunda Guerra Mundial, mas comparando com outras cidades alemãs, dá para considerar que a cidade saiu praticamente ilesa.



Roteiro Wiesbaden (Alemanha) em um dia
Neues Rathaus, Marktsäule e ao fundo, Marktkirche


Logo na chegada, preste atenção no lindo prédio da estação! Ela foi inaugurada em 1906 pelo Imperador Wilhelm II. Em estilo neobarroco, é feito de pedra vermelha e a torre tem 40m de altura.

Roteiro Wiesbaden (Alemanha) em um dia



Roteiro Wiesbaden (Alemanha) em um dia
Era um sábado cedo e estava rolando feira em uma das praças perto da Marktkirche (Dern'sches Gelände). Queria comprar tudo, mas era o primeiro dia de uma  viagem de 3 meses rs.




Dostoiévski escreveu um dos seus livros mais famosos "O jogador" depois de acumular dívidas de jogo em Wiesbaden nos anos 1860. As principais ruas de compras são a Langgasse e a Kirchgasse. O centrinho histórico mais interessante fica a cerca de 1km ao norte da estação de trens, mas dá tranquilo para ir andando.


terça-feira, 20 de outubro de 2020

Lindau (Lago de Constança) - o que ver, onde ficar e onde comer em um dos destinos preferidos para férias dos alemães

Lindau é uma cidade de cerca de 30 mil habitante no sul da Alemanha, no estado da Baviera, às margens do Lago de Constança e bem próxima à fronteira com a Áustria. O centro histórico está em uma ilha, mas grande parte da cidade (a parte moderna), fica em terra firme, conectada por pontes para carros, trens e pedestres. É possível conhecer as atrações históricas de Lindau em uma tarde ou manhã, mas é uma ótima base para conhecer toda a região do Lago de Constança, inclusive localidades na Áustria, Suíça ou até mesmo Liechtenstein!



Lindau (Lago de Constança) - o que ver, onde ficar e onde comer
O leão e o farol no porto de Lindau - símbolos da cidade!


Minha amiga alemã de Munique sempre falou sobre Lindau porque os avós dela chegaram a ter casa ali e ela tem boas recordações de férias durante a infância à beira do Lago de Constança. Isso ficou marcado na minha cabeça e eu também queria conhecer a cidade. Na minha viagem pela Alemanha em 2019, me programei para dormir 3 noites em Lindau, no roteiro entre Ulm e Munique. Queria fazer vários passeios pela região e poderia ter ficado mais tempo - vou ter que voltar porque não consegui ver tudo! Numa dessas, eu só explorei Lindau à noite, quando saía para jantar nas 3 noites. Foi suficiente, mas só porque era verão e escurecia tarde e não fiz questão de entrar em nenhuma das atrações.

A maior desvantagem de visitar Lindau no verão é o excesso de turista na região, que é super queridinha pelos alemães para passar férias e feriados. Desde o trem lotado para chegar ali até as hospedagens que enchem com antecedência. Não dá para aparecer em alta temporada sem reserva garantida! E tem de tudo - casais idosos, famílias com filhos pequenos, famílias com filhos adolescentes, grupos de casais jovens e adultos - só não vi viajantes solos e festa/agito para falar a verdade. Lindau tem uma parte no continente, que não é interessante - tudo para ver fica em uma ilha, então confira se a sua hospedagem fica na ilha também!




domingo, 18 de outubro de 2020

Tudo sobre o Lago de Constança (Bodensee), na fronteira entre Alemanha, Áustria e Suíça

Bem no sul da Alemanha, na fronteira com a Suíça e a Áustria, abrangendo partes dos estados de Baden-Württemberg e da Baviera, fica um lago bem grandinho, o Bodensee (nome em alemão) ou Lago de Constança (em português). O nome do lago vem da cidade maiorzinha na beira do lago, Konstanz. A região é muito procurada para férias dos alemães então principalmente no verão está sempre bem movimentada. Tem muita coisa para ver e fazer no Lago de Constança: cidades fofas, castelos, patrimônios da UNESCO, a ilha das flores, passeios de barco, atração ligada ao Zeppelin e muito mais!


Lago de Constança (Bodensee) no sul da Alemanha
Meersburg


Lago de Constança (Bodensee) no sul da Alemanha
porto de Lindau



O Lago de Constança é perfeito para conhecer em uma viagem que inclua também Munique e Stuttgart! Ele fica relativamente no "meio" do caminho entre as 2 cidades e pode ser uma boa parada para descansar alguns dias de cidade grande!




sexta-feira, 16 de outubro de 2020

10 museus para visitar em Stuttgart

Na minha viagem de 2019 pela Alemanha, incluí uma semana em Stuttgart no meu roteiro, mas queria fazer vários passeios pela região então só tive 2 dias efetivamente para conhecer a cidade. Sorte que era verão, amanhecia cedo e escurecia tarde, porque foi beeem corrido! Aproveitei o primeiro dia que estava com um tempo bem fechado e conheci 3 museus - um sobre a cidade, outro sobre o estado e o terceiro, sobre automóveis, o tema principal da cidade e um dos museus mais visitados do país todo! Além destes 3, destaco outros 7 museus na cidade no post de hoje. Em breve, outro post sobre o que fazer na cidade além dos museus!


10 museus para visitar em Stuttgart
Para começar o post, foto do museu mais famoso e visitado de Stuttgart, o Mercedes-Benz Museum, que falo mais abaixo!






10 museus para visitar em Stuttgart



Veja aqui todos os posts sobre Stuttgart no blog!


quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Varsóvia: Segunda Guerra Mundial, o Levante de Varsóvia, destruição e reconstrução da cidade, entrando para a lista de patrimônios da UNESCO

Em setembro de 2020 fez 40 anos que o centro histórico de Varsóvia recebeu o título de patrimônio mundial da UNESCO. Dá para entender o motivo uma vez que o antigo centro da capital polonesa é bonito, organizado e a História da cidade (e de toda a Polônia) é relevante para a História do mundo. O que impressiona nisso tudo é que cerca de 90% de Varsóvia foi destruída na Segunda Guerra Mundial e os poloneses reconstruíram o centro da cidade o mais fiel possível. Não sei se temos outros patrimônios pela UNESCO que são réplicas, mas essa pelo menos foi muito bem feita.


Varsóvia: Segunda Guerra Mundial, o Levante de Varsóvia,  destruição e reconstrução da cidade, entrando para a lista de patrimônios da UNESCO
Praça do antigo mercado em Varsóvia, no centro antigo (Rynek - Stare Miasto)



Varsóvia já passou por várias transformações e nem sempre foi a capital da Polônia (aliás a Polônia também já teve diversas configurações diferentes do que o que conhecemos hoje). Mas a maior e mais significativa mudança foi a destruição e reconstrução no pós-guerra. Nas aulas de História do colégio, pouco se fala sobre a Polônia, mas definitivamente foi um dos países que mais sofreu na Segunda Guerra devido à sua localização, exatamente entre Alemanha e Rússia. O país e o povo polonês são exemplos de reconstrução, não só por conta da guerra mais famosa, mas em outras ocasiões também e brasileiro geralmente não fica sabendo dessa parte da História. Acho que esse foi um dos motivos que eu gostei tanto do país, quero muito voltar em breve e cada dia que leio mais sobre lá para fazer os posts do blog, me apaixono um pouquinho mais!

Varsóvia até 1939


O centro antigo de Varsóvia (ou Stare Miasto) foi estabelecido no século XIII, mas só se tornou a capital do país na segunda metade do século XVI, quando o rei polonês Sigismundo III transferiu a capital de Cracóvia para lá. Foi ocupada pelos suecos e pelos russos e até por Napoleão Bonaparte nos séculos seguintes. A população em 1939 era de aproximadamente 1.290.000 habitantes e a cidade era chamada até de "Paris do leste". Deixo 2 vídeos para vocês terem uma ideia da beleza que era Varsóvia.










Leia aqui todos os posts sobre Varsóvia e sobre a Polônia no blog!

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Esslingen e Herrenberg (Alemanha) - onde ver casas enxaimel perto de Stuttgart

Stuttgart é uma cidade alemã bem localizada em Baden-Württemberg (sul da Alemanha) e com a boa malha ferroviária, dá para fazer diversos passeios de um dia ou até de meio dia nas proximidades. Me programei então para ficar uma semana na cidade e o primeiro passeio de uma tarde que tive certeza que faria era para Esslingen, uma cidadezinha grudada em Stuttgart linda demais! Também descobri Herrenberg na internet e como sou a louca das casas em estilo enxaimel, dei um jeito de encaixar no roteiro.


Esslingen e Herrenberg - onde ver casas enxaimel perto de Stuttgart
Esslingen





sábado, 10 de outubro de 2020

Visitando cenários reais dos filmes da Turma da Mônica em Minas Gerais e São Paulo

Acho que toda criança dos anos 80 e começo dos anos 90 era fissurada pelas histórias em quadrinho da Turma da Mônica. Meus pais assinaram a revistinha para mim e todo mês chegavam alguns gibis em casa. Acho que isso influenciou muito o meu hábito de leitura até hoje, apesar de nunca ter gostado de nenhuma outra história em quadrinho.

A Turma da Mônica começou a ser criada por Maurício de Souza lá nos anos 60 e a partir dos anos 70, diversas editoras publicaram as revistas em quadrinho. Além dos personagens clássicos Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão, existem diversos outros personagens no mesmo universo como a Tina e o Rolo, o Chico Bento e a Rosinha, o Bidu, o Franjinha etc. Mais recentemente foram lançadas histórias até com os personagens adolescentes e jovens (originalmente eles são crianças). O Parque da Mônica em São Paulo faz sucesso com a criançada até hoje e são diversos produtos licenciados com os personagens, de bolachas a cadernos. Em junho/2019, estreou o filme "Turma da Mônica: Laços", baseado na graphic novel com o mesmo nome e fez um imenso sucesso no cinemaarrecadou mais de R$ 29 milhões em bilheterias, sendo visto por mais de 2 milhões de telespectadores. O filme é uma live action, ou seja, com atores reais e não um desenho animado e conta a aventura dos quatros personagens procurando o cachorro desaparecido do Cebolinha, o Floquinho. Cuidado com os spoilers abaixo!


Visitando cenários reais dos filmes da Turma da Mônica em Minas Gerais e São Paulo
Foto de divulgação


Visitando cenários reais dos filmes da Turma da Mônica em Minas Gerais e São Paulo
Foto de divulgação



Na ficção, Mônica, Cebolinha, Cascão e Magali moram no bairro do Limoeiro em uma cidade não especificada, mas Maurício de Souza já disse em entrevista que o bairro foi inspirado no Cambuí aqui em Campinas, uma vez que o escritor morou na cidade nos anos 60/70. Hoje, o Cambuí não é mais tão calmo - é dos melhores bairros para morar e para sair em Campinas, cheio de escritórios, lojas, escolas, clínicas, restaurantes, cafeterias e bares e bastante movimento, mas com trechos ainda tranquilos. Eu considero que é o melhor bairro para se hospedar em Campinas.

Pesquisando sobre as locações do filme, são diversas informações conflitantes na internet - mas alguns cenários são facilmente reconhecidos e este é o assunto do post de hoje!

Em algumas reportagens, dizem que houveram cenas gravadas em Holambra, Limeira, Paulínia, Mairiporã e até Cubatão, mas os principais cenários representando o bairro do Limoeiro fictício foi mesmo Poços de Caldas, no sul de Minas.




quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Berlim fora do óbvio - 7 lugares desconhecidas para a maioria dos turistas

Estudei em Berlim por 2 meses em 2014 e depois voltei para mais 10 dias na capital alemã em 2019. Já visitei dezenas de atrações na cidade - das mais básicas e conhecidas até as mais exóticas e no post de hoje conto sobre sete delas que não costumam estar nos roteiros turísticos por Berlim, mas que são bem legais e eu acho que vale a pena sim conhecer! E o bônus: todos os lugares são grátis!

Não tem nenhum museu nem exposição nessa lista de hoje porque já fiz uma lista com 10 museus e exposições fora do óbvio em Berlim aqui no blog - alguns pagos e alguns grátis - não deixe de conferir se estiver procurando o que fazer na cidade sem ter um excesso de turista em volta!


Berlim fora do óbvio - 7 atrações desconhecidas para a maioria dos turistas - Treptower Park
Falo sobre esse parque a seguir!



Berlim fora do óbvio - 7 lugares desconhecidas para a maioria dos turistas



Leia aqui todos os posts sobre Berlim no blog!


terça-feira, 6 de outubro de 2020

Onde comer em Munique - com dicas de moradores locais!

Em 2019, voltei a Munique (Alemanha) pela 3a vez para revisitar a cidade, fazer alguns passeios de um dia nas proximidades que não tinha conseguido ainda, descansar no meio de uma longa viagem pela Europa e principalmente rever uma grande amiga que conheci viajando quase 2 décadas atrás. No post de hoje, dou dicas de onde comi no centro histórico, restaurantes clássicos da cidade e também até algumas dicas fora do circuito turístico. Para sempre ter dicas gastronômicas atuais na cidade, veja esta lista em inglês de instagrams sobre comida em Munique. Clique no nome do local para o site oficial ou redes sociais com informações de horários de funcionamento, menu etc. No final do post tem um mapinha com todos os lugares!


Onde comer em Munique - com dicas de moradores locais!
Biergarten na Chinesicher Turm no Englischer Garten. Foto: Luis Gervasi



Leia aqui todos os posts sobre Munique no blog!

domingo, 4 de outubro de 2020

Roteiro de algumas horas em Tübingen (Alemanha)

Tübingen é uma cidade universitária no sul da Alemanha, no estado de Baden-Württemberg, às margens do rio Neckar e não muito longe de Stuttgart. Cerca de um terço dos mais de 90 mil habitantes são estudantes então é uma cidade com atmosfera bem animada. 

O centro histórico, que preserva as características medievais, é basicamente um grande calçadão para pedestres, mas repleto de ladeiras. Mencionada em documentos pela primeira vez em 1078, a cidade só cresceu de verdade com o surgimento da universidade cerca de 400 anos depois. A Universidade de Tübingen, oficialmente Eberhard Karls University of Tübingen foi fundada em 1477 e é uma das universidades mais antigas da Europa Central.


Roteiro de algumas horas em Tübingen (Alemanha)
Casas na beira do rio Neckar


Segundo a Deutsche Welle, "a Faculdade de Medicina sempre ocupou um lugar de destaque. A primeira Faculdade de Ciências Naturais em uma universidade alemã foi fundada em Tübingen, em 1863. Hoje os institutos especializados em pesquisa e tecnologia médicas situam-se entre os primeiros do mundo. Mas a universidade também deve seu renome à tradição de suas faculdades de Filosofia e Teologia. Atualmente há mais de 100 acordos de cooperação com universidades de 35 países, inclusive o Brasil. Nos últimos 30 anos foram intensificados os contatos com universidades e escolas norte-americanas. Cerca de 10% dos universitários de Tübingen são estrangeiros." Não sei se continua assim, mas alguns anos atrás Tübingen era a cidade alemã onde a população tinha a menor média de idade!

Por conta dos estudantes, fora do período das aulas a cidade pode ser até calma demais. Eu visitei em um final de tarde em dia de semana em junho e Tübingen estava movimentadíssima - alguns poucos turistas, mas em maior parte, moradores mesmo aproveitando as sorveterias, lojas, livrarias, restaurantes etc na Marktplatz e arredores. A cidade foi poupada da destruição na Segunda Guerra Mundial e depois, ocupada pelos franceses.


Roteiro de algumas horas em Tübingen (Alemanha)
Encontrei essa casa colorida no caminho curto entre a estação de trens e o centro antigo. O principal ponto interessante no caminho é a ponte Eberhardsbrücke, de onde tirei as outras fotos acima. Tübingen nem ficava na Alemanha Oriental, mas achei esse semáforo aí de Ampelmann por lá também!





sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Comemorações dos 250 anos de Beethoven em 2020 e 2021 (Alemanha e Áustria)

Revolucionário, visionário, cosmopolita. Um dos compositores de música clássica tocado mais frequentemente em todos os cantos do planeta, Ludwig van Beethoven era um excelente artista. Até hoje, sua música une pessoas do mundo todo. De rock a sertanejo, várias músicas atuais se inspiram em seus acordes e também fazem parte da trilha sonora de diversos filmes. Sua nona sinfonia foi escolhida como hino da União Europeia. Em 2020 é comemorado o 250o aniversário de Beethoven e diversos eventos aconteceriam ao redor do mundo em sua homenagem, principalmente na Alemanha e na Áustria. Alguns aconteceram online devido à pandemia do coronavírus e outros foram adiados. As comemorações seguem até setembro/2021 então ainda dá tempo de conferir!


Comemorações dos 250 anos de Beethoven em 2020 (Alemanha e Áustria)
Cópia de partituras de Beethoven - Foto: Sonja Werner



Batizado em Bonn em 1770 (não se sabe a data exata do nascimento), começou a aprender piano, órgão e violino desde cedo e aos 7 anos deu seu primeiro concerto. Em 1792 mudou-se para Viena e viveu ali até sua morte em 1827. Beethoven era conhecido por seu gênio forte e nunca se casou. Uma de suas ousadias musicais foi incluir um coro cantando na nova sinfonia, um estilo de música que era até então somente instrumental. O alemão deixou cerca de 240 obras entre concertos, sinfonias, outras peças e uma ópera (Fidelio). Entre seus interesses estavam também filosofia, literatura e política e chegou a dedicar uma sinfonia a Napoleão Bonaparte, retirando a dedicatória quando este se coroou imperador. Antes mesmo dos 30 anos, Beethoven começou a perder sua audição e ficou surdo, mas isso não o impediu de continuar compondo, inclusive sua provável obra mais famosa, a Nona Sinfonia, terminada em 1824.


Comemorações dos 250 anos de Beethoven em 2020 (Alemanha e Áustria)
Retrato mais famoso de Beethoven feito por Joseph Karl Stieler em 1820 (domínio público)


Nove sinfonias parece um número pequeno perto da obra de outros músicos - 60 de Mozart e 107 de Haydn, mas duvido com todas as minhas forças que você não conheça as 2 obras abaixo, Nona Sinfonia (Ode à Alegria) e Für Elise (a musiquinha do caminhão de gás aqui no Brasil):







Leia aqui todos os posts sobre a Alemanha e sobre a Áustria no blog!