sábado, 16 de abril de 2022

Aura - espetáculo de luzes na Basílica de Notre Dame em Montreal (Canadá)

Durante o planejamento da viagem para o Canadá, descobri um espetáculo muito diferente e bonito em Montreal, que fiz questão de incluir no meu roteiro! O preço está bem salgado agora em 2022, mas se você se planejar, vale a pena conferir (tem descontos para maiores de 60 anos ou famílias). Estou falando do show de luzes na Basílica de Notre-Dame, chamado "Aura".



Aura - espetáculo de luzes na Basílica de Notre Dame em Montreal (Canadá)
A principal igreja de Montreal se ilumina por alguns minutos e a experiência torna a visita mais interessante.





quinta-feira, 14 de abril de 2022

Onde e quando ver as cerejeiras florindo em Toronto (Canadá)?

Já aviso que este será um post com muito mais foto e menos texto do que o normal porque o que importa aqui são as árvores floridas lindas! Em viagens durante a primavera para o Hemisfério Norte, sempre é legal procurar informações sobre festivais diversos e em alguns caos, até marcar a viagem a melhor época para ver alguma flor específica. Quando estava pesquisando sobre Toronto e o Canadá para a viagem de 2018, descobri que se tivesse sorte, poderia pegar a florada das cerejeiras logo que chegasse na cidade perto do dia 10 de maio. E realmente, torci muito e consegui chegar no auge! Era uma sexta-feira e chegamos na parte da tarde, mas até fazer check-in no hotel (clique para ler dicas dos 2 hotéis onde ficamos!) e esperar meus tios que chegariam no final do dia, só fomos ver as cerejeiras no dia seguinte.


Onde e quando ver as cerejeiras florindo em Toronto?



Cerejeiras em Toronto



Em 1959, a embaixada japonesa doou 2.000 mil mudas de cerejeiras (sakura em japonês) em agradecimento ao apoio que a população de Toronto deu aos refugiados japoneses após a Segunda Guerra Mundial. As mudas foram plantadas em diversas regiões da cidade, mas a maioria ficou no High Park (abaixo), que se tornou o local mais famoso para curtir a florada das cerejeiras. A prefeitura de Toronto deu continuidade ao projeto e até os dias atuais, planta mais cerejeiras pela cidade. 



Leia aqui todas as dicas sobre Toronto no blog!


sábado, 9 de abril de 2022

El Born e La Ribera (Barcelona) - dicas de turismo na região interessante ao lado do Bairro Gótico

Ao lado do Bairro Gótico em Barcelona fica o bairro La Ribera, que antigamente ficava na beira do Mar Mediterrâneo. Parte do bairro passou a ser conhecida como "El Born" e o conjunto de ruas interessantes hoje abriga muitos restaurantes, lojinhas fofas e atrações diversas, que atraem muitas pessoas, mas ainda menos do que o vizinho Gótico apesar da vibe e das ruelas serem essencialmente iguais. Alguns anos atrás a área era decadente, mas por conta dos preços não absurdos, começou a atrair moradores artistas e estudantes e então turistas, mas hoje é claro que os preços já subiram. Muitos dos walking tours pelo bairro Gótico acabam cobrindo também por pelo menos um pedaço do El Born e La Ribera (o meu foi assim) e tem vários cantinhos interessantes que valem a pena conhecer por lá (para mim, os destaques são o Centro Cultural El Born no antigo Mercado do Born e a Basilica Santa Maria del Mar). Preparei um super mapinha  com os pontos interessantes e também dicas de onde comer na região lá no final o post!


El Born e La Ribera (Barcelona) - dicas de turismo
Santa Maria del Mar



Na Ciutat Vella de Barcelona, temos 4 regiões administrativas: o Gótico, o Raval, a Barceloneta e Sant Pere, Santa Caterina i La Ribera como mostra o mapa abaixo, mas vou chamar a última delas de La Ribera/El Born aqui neste post.


El Born e La Ribera (Barcelona) - dicas de turismo
Vilarrubla - CC SA 3.0



La Ribera é separado do bairro Gótico pela Via Laietana, que está sendo reformulada agora em 2022 (link em espanhol) para ser mais atrativa e segura para pedestres - você só percebe que está saindo do Gótico para La Ribera porque tem que atravessar essa rua mais larga, mas o estilo das ruazinhas e construções continua o mesmo. Recentemente abriu um novo museu no bairro - o MOCO, museu de arte e contemporânea, com obras de arte de Banksy, Andy Warhol, Jean-Michel Basquiat, Salvador Dalí, Damien Hirst, Keith Haring, KAWS, Yayoi Kusama e muitos outros artistas. Muitas das construções da região são medievais e ainda da época que o bairro estava na costa de Barcelona (antes de La Barceloneta ser aterrada). A parte mais ao norte do bairro é beeem mais vazia de turistas.





quinta-feira, 7 de abril de 2022

O que ver e fazer em Regensburg (Baviera/Alemanha) - dicas de turismo

Uma cidade linda, com centro histórico encantador e aconchegante, a primeira capital da Baviera, pertinho de Munique, com 2 títulos de Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, que já foi casa de Goethe, Kepler e até do casal Schindler... Assim é Regensburg, que nasceu a partir de um acampamento romano chamado Castra Regina, estabelecido na região em 179 aD por Marco Aurélio. Antes disso, já havia registros de assentamentos na Idade da Pedra e até de um forte romano cerca de 90aD no local. Do ano 530 (aproximadamente) a até a primeira metade do século XIII, Regensburg foi capital da região da Baviera!



O que ver e fazer em Regensburg, Alemanha - dicas de turismo


Regensburg um dos bispados mais antigos da Alemanha, datando de antes de 739 - são diversas igrejas, antigos mosteiros e abadias para visitar aqui. Tornou-se protestante em 1542, mas sempre manteve um bispado católico. Ainda no século XVI, viu nascer o filho bastardo do Imperador do Sacro Império Romano-Germânico, bastante importante para conter os turcos na Batalha de Lepanto em 1571 (mais sobre ele abaixo).

O nome "oficial" traduzido para português seria Ratisbona (talvez em português de Portugal?), mas vou continuar chamando de Regensburg aqui no blog porque ninguém conhece/entende essa versão feia aqui no Brasil (já reclamei dessas traduções horrorosas onde Mainz vira MogúnciaTrier vira Tréveris e Aachen vira Aquisgrana - é pra morrer, mesmo sabendo que esses nomes tem alguma relação com os nomes romanos dos locais.).

A cidade é banhada pelo rio Danúbio, segundo maior rio da Europa, que nasce na Floresta Negra e também passa por SigmaringenUlm, Bratislava, Budapeste, Viena e Belgrado (e também pelos rios Regen e Naab). A construção da famosa ponte de pedra da cidade no século XII impulsionou o comércio entre Veneza e o norte da Europa, gerando fortunas para Regensburg. Em 1245, se tornou uma Cidade Imperial Livre e era um importante centro na época do Sacro Império Romano-Germânico.



O que ver e fazer em Regensburg, Alemanha - dicas de turismo



No século XII era não só uma das maiores cidades alemãs, como uma das maiores cidades da Europa. Com cerca de 150 mil habitantes hoje, 20 mil deles são estudantes. É a 4a maior cidade da Baviera hoje, atrás de Munique, Nuremberg e Augsburg. O centro histórico está bem preservado, pois a cidade quase não sofreu bombardeios aéreos durante a Segunda Guerra - a Obermüster é uma exceção. Assim, o centro histórico juntamente com a região de Stadtamhof foi declarada patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO em 2006! Depois da guerra, ficou sob domínios dos norte-americanos.


PS: lá no final do post tem um mapinha com todos os atrativos marcados, dicas de onde comer, ruas fofas, lojas diferentes e mais!



Leia aqui todas as dicas sobre Munique e sobre a Alemanha no blog!


sábado, 26 de fevereiro de 2022

Onde ficar e onde comer em Quebec (Canadá)?

Quebec é a cidade mais charmosa do Canadá e é bastante turística. É uma das principais cidades da província/estado de Quebec (é tipo o Rio de Janeiro ou São Paulo que a cidade tem o mesmo nome do estado). Para a viagem ficar ainda mais interessante e encantadora, recomendo DEMAIS se hospedar dentro das muralhas na parte alta da cidade, ou ainda na parte baixa conhecida como Quartier Petit Champlain. Estive na cidade mais francesa do Canadá em maio/2018 (por acaso era um feriado nacional e a cidade estava cheia) e conto no post de hoje sobre o hotel onde ficamos, outros que considerei reservar e também todas as dicas de onde comer em Quebec!


Onde ficar e onde comer em Quebec?
O Chateau Frontenac é um símbolo de Quebec! E aliás, é um hotel tradicionalíssimo (e caro)!







domingo, 20 de fevereiro de 2022

Roteiro Limburg an der Lahn e Idstein (Alemanha) - um dia perfeito saindo de Frankfurt

Frankfurt acaba sendo a porta de entrada mais fácil para brasileiros chegarem na Alemanha, mas depois de estudar na cidade em 2014, eu já conheço bastante. Quando voltei para a Alemanha (e outros países) em 2019, meu voo chegava por Frankfurt novamente e como não gosto da correria de chegar e já correr para outra cidade, decidi ficar 2 noites lá e explorar mais cidadezinhas da região. São dezenas de passeios de um dia fáceis saindo de Frankfurt e já tinha feito alguns em 2014, mas muita coisa legal tinha ficado de fora e decidi então conhecer esses lugarzinhos. Fui um dia para Wiesbaden e reservei o outro dia para Limburg an der Lahn e Idstein, que conto neste post!


Roteiro Limburg an der Lahn e Idstein (Alemanha) - um dia perfeito saindo de Frankfurt
Idstein - algumas das casas enxaimel!


Roteiro Limburg an der Lahn e Idstein (Alemanha) - um dia perfeito saindo de Frankfurt
Limburg an der Lahn - praça Plötze com a fonte Ritter Hattstein-Brunnen



Veja aqui todos os posts no blog sobre Frankfurt e aqui sobre a Alemanha!


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Melhores lugares para conhecer em um dia (ou menos) saindo de Stuttgart

No post de hoje organizo uma listinha dos melhores passeios de meio dia ou um dia inteiro saindo de Stuttgart! A cidade fica em uma posição estratégica na Alemanha e esse também foi um dos critérios que usei para escolher passar uma semana lá, utilizando como uma cidade base da minha viagem de 2019. Listo aqui muitos palácios e castelos, cidades fofíssimas e uma overdose de casas em estilo enxaimel, aquela construção com madeira aparente que está no imaginário de todo brasileiro quando pensamos em Alemanha! Claro que existem muitas outras opções de day trips saindo de Stuttgart, mas essas foram as que escolhi.

Eu fiz tudo de transporte público (uma combinação de trem e ônibus - e na verdade teve até um trecho de carona com uma blogueira) porque odeio dirigir, mas se você alugar um carro, ficaria mais fácil conhecer 2 delas em um mesmo dia - eu só consegui porque saía perto de 9 da manhã do local onde estava hospedada, não tinha hora para voltar e estava viajando no verão, quando escurece tarde. Às vezes o foco da visita era só o centrinho fofo do local, às vezes era somente um palácio, castelo ou mosteiro em uma cidade sem interesse. Tinha um chip de internet para o celular então conseguia resolver os imprevistos com o transporte relativamente fácil (foram muitos), com a ajudinha do fato que sei falar alemão. Os locais abaixo não estão em nenhuma ordem específica e todos ficam no estado de Baden-Württemberg.

Residenzschloss Ludwigsburg


São 52 cômodos distribuídos em 18 prédios e uma área de 32 hectares que formam o complexo do Palácio de Ludwisburg. A pedra fundamental foi colocada em 17 de maio de 1704 para o que então seria um pavilhão de caça do 10° Duque de Württemberg. Em 1718, Ludwisburg tornou-se a residência oficial dos duques de Württenberg, mas algum tempo depois a residência voltou a ser Stuttgart, cerca de 15km dali. O palácio foi neglicenciado por duques da disnatia, mas sobreviveu intacto à Segunda Guerra e em 1953, os jardins foram abertos ao público. Ocupam 30 hectares e é chamado de Blühendes Barock ou Barroco Florido). Hoje, eles segue o estilo que o jardim tinha em 1800. teatro do palácio, que é o mais velho teatro preservado da Europa, juntamente com a sua maquinaria de palco, de 1758 ainda estão em operação. Tem vários museus no local e um jardim bem grande, além de um evento interessantíssimo - festival de abóboras no outono! Dá para conhecer em meio dia e também passear na cidade, mas achei que não seria algo interessante (pelas fotos que vi) então só visitei o castelo mesmo e voltei cedo pra Stuttgart.




Trem: 25 minutos (trem/metrô + ônibus)
Carro: 21 minutos


Melhores lugares para conhecer em um dia (ou menos) saindo de Stuttgart - Residenzschloss Ludwigsburg