terça-feira, 2 de agosto de 2016

Prenzlauer Berg e Kulturbrauerei em Berlim

No final do século XIX, Prenzlauer Berg era um dos bairros mais pobres e densamente povoados de Berlim. No período em que a cidade foi dividida pelo famoso muro, a região já chamava a atenção de artistas e estudantes e depois da queda do muro, criou-se ali uma vibrante comunidade. Hoje já é um bairro mais popular para habitantes jovens com famílias ou solteiros, mas com renda mais alta. Fica bem perto da parte mais turística de Berlim, mas com bem menos turistas. É conhecido por ter muitos bares, restaurantes, galerias, cafés e lojas interessantes, mas ainda conseguir ser relativamente calmo pelo menos durante o dia e fora das ruas principais (além de não ser sujo como outras áreas de Berlim). Alguns prédios  ainda não foram restaurados e ainda dão uma ideia de como Berlim era antigamente.

bairro Prenzlauer Berg em Berlim
Neste print do Google Maps, dá para ter uma ideia que ele está a nordeste do centro da cidade, mas ainda bem perto da Alexanderplatz.

A Schönhauser Alle é a principal avenida do bairro e o destaque hoje é para uma antiga cervejaria que foi transformada em um centro cultural, a Kulturbrauerei. A Kollowitz Platz também é um polo da região, assim como as ruas Husemannstraße e Kastanienallee. A Oderberger Straße tem lojinhas interessantes e o trecho da Eberswalder Straße entre a estação de UBahn de mesmo nome e o Mauerpark também (muitos brechós inclusive). O "parque do muro" fica no limite à esquerda do bairro e acaba sendo o ponto mais visitado pelos turistas durante suas feiras (e karaokê) de fim de semana.








Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!





O que ver e fazer em Prenzlauer Berg


Durante o dia, a região é bem tranquila como na foto abaixo. À noite, é mais movimentada e cheia de gente e por isso é uma região interessante para se hospedar, por exemplo. O cemitério judaico é a morada final do pintor Max Liebermann e do compositor Giacomo Meyerbeer. Alguns marcos do bairro que eu não conheci foram a sinagoga da Rykestraße (uma das poucas remanescentes após a noite dos cristais em 1938 - a maior sinagoga hoje na cidade), as igrejas Zionkirche e Gethsemanekirche e o Museu de Prenzlauer Berg, contando a história do bairro. O Planetário Zeiss acabou de ser reinaugurado.

Kollwitzplatz


O centro do bairro hoje. Muitas ruas residenciais com esses predinhos simpáticos abaixo e a feirinha de bioprodutos - Ökomarkt - de 5a feira na praça (das 12h màs 19h) e outra aos sábados. O nome da praça vem da artista Käthe Kollwitz que morava e trabalhava na praça (a casa dela não existe mais).

Kollowitzplatz e Prenzlauer Berg - Berlim


Wasserturm


Essa caixa d´água é um símbolo informal do bairro. O reservatório de água foi construído em 1877 com 30m de altura, mas foi fechado em 1914. Nesse "morrinho" existiam alguns moinhos, que eram o "símbolo" do Prenzlauer Berg no pobre século XIX. A casa de máquina foi utilizada não oficialmente como prisão entre 1933 e 1945 e hoje a torre é usada como moradia!

Wasserturm Prenzlauer Berg - Berlim


Kulturbrauerei


A antiga cervejaria Schultheiss se transformou em um complexo que abriga hoje museus (inclusive o ótimo "Alltag in der DDR"), cinema, teatro, restaurante, etc em pleno bairro de Prenzlauer Berg. Algumas partes da construção tem 150 anos de idade. Foi reformado no final dos anos 90 e atrai muitos locais. O complexo não cobra entrada e ali também sempre acontecem diversos eventos, inclusive um mercado de Natal escandinavo (abaixo)! 


Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim

Kulturbrauerei Berlim
E esse carro mala que atrapalhou a minha foto da escultura "Liebe"? Liebe significa amor em alemão.

Alltag in der DDR


Falei bastante sobre esse museu interativo sobre a Alemanha socialista e vida das pessoas nessa época neste post aqui. Além de perfeito, ele é grátis!!! Acho que foi minha maior descoberta desta viagem! Fica dentro do Kulturbrauerei.

Alltag in der DDR - Kulturbrauerei Berlim

Alltag in der DDR - Kulturbrauerei Berlim

Alltag in der DDR - Kulturbrauerei Berlim

Lucia Christmas Market


Bem menor do que os outros mercados de Natal, as coisas para vender eram as mesmas, mas nas barraquinhas de comida tinham algumas especialidades escandinavas. Legal para quem curte DinamarcaNoruegaSuécia, Finlândia e Islândia. Acontece dentro do complexo Kulturbrauerei e fui com meus colegas de curso e acabei não tirando fotos, sorry!

Vejam aqui o post que fiz sobre os 8 mercados de Natal em Berlim que visitei!

Lucia Christmas Market at the Kulturbrauerei, Berlim
foto do site do evento

Mauerpark


O "parque do muro" ocupa uma área por onde o muro de Berlim passava. O karaokê e a feirinha aos domingos no Mauerpark já viraram tradição na cidade! Estou louca para ir no verão e curtir o karaokê. Falei sobre o Mauerpark aqui. Leia mais sobre o Mauerpark no Simplesmente Berlim.

Mauerpark Berlim

Mauerpark Berlim
Nesse palco redondo acontecem as sessões de karaokê, mas eu cheguei na cidade no dia e hora exata em que estava acontecendo o último evento do ano... (fecham no outono/inverno)

Onde comer em Prenzlauerberg


Marquei algumas opções no mapa lá no começo do post. Entre eles, destaco o SODA na Kulturbrauerei (que de noite funciona como balada, mas almocei ali um dia e gostei muito - esse prato da foto abaixo!). Tanto a feirinha da Kollwitzplatz como a do Mauerpark são clássicos para comidas de rua, como o cachorro quente da foto acima. A região é muito popular para café da manhã e brunch aos domingo, por exemplo no Cafe Anna Blume. O Konnopke é um dos imbiss (tipo barraquinha) mais famosos de currywurst (aberto em 1930 embaixo do viaduto do metrô). Ali perto também fica o Prater, famoso beer garden que foi construído em 1837 e só abre nos meses mais quentes.

Onde comer em Berlim - SODA Restaurant, Kulturbrauerei, Prenzlauer Berg
Falei sobre esse restaurante no post com vários dicas de onde comer em Berlim.

Onde ficar em Prenzlauerberg


Segundo o Booking, são 73 opções de hospedagem no bairro Prenzlauer Berg, a maioria apartamentos. Pesquisei somente os que tem nota maior do que 8 e marquei no mapa acima todas as opções a seguir. Também evitei os que não ficam perto do metrô. Essa região fazia parte da antiga Berlim oriental então o transporte por tram é muito eficiente, mas o tram não vai para a antiga parte ocidental da cidade.

Um hotel que tem nota muito boa e fica pertinho do Kulturbrauerei é o  Hotel Oderberger, que inclusive está reformando a histórica piscina Stadtbad Prenzlauer Berg (em inglês) com previsão de reabertura em outubro/2016.  O hotel boutique Myer´s parece interessante e tem também o Linnen para os lados do Mauerpark. Um pouco mais para o norte do que eu gostaria e perto do S+UBahn Schönhauser Allee, tem o City Guesthouse e o mais perto do Mauerpark (e menos perto da badalação) é o 4 Youth am Mauerpark (tem até quartos quádruplos).

Dos apartamentos/quartos/studios e similares, gostei do Eeastside Prenzlauer Berg, do Hotel die Schule (studios dentro do complexo da escola de idiomas GLS - que até onde eu sei, o nome da escola deve ser uma sigla e não ter nada a ver com o que quer dizer GLS no Brasil), do Schönhouse Studios, do Mopsbox, do Ackselhaus e do Amano Home (mais perto da estação Rosa-Luxemburg).

Observação: Berlim andou tendo muitos problemas com apartamentos alugados pelo Airbnb então sugiro pesquisar sobre isso antes de alugar qualquer apartamento na cidade!

Entre as opções de hostel, gostei do East Seven, do Pfefferbett (wifi aparentemente o mais fraquinho de todos), Old Town Hostel (apesar do nome, cabem no máximo 3 pessoas em cada quarto), do Alcatraz Backpacker e do Wombat´s (já grudado na estação Rosa-Luxemburg e bem mais ao sul do mapa, mas que é outra região ótima para hospedagem - perto da região da Oranineburger Straße que já falei aqui).







Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

Nenhum comentário:

Postar um comentário