segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)

Quando estava planejando a minha viagem pela Polônia, lembrei das aulas de História do colégio sobre a Liga Hanseática e depois de ver algumas fotos, decidi incluir Gdansk no meu roteiro. Mas como a viagem  foi longa, acabei não pesquisando tanto como eu faço geralmente e deixei só 4 noites para conhecer a região, o que se mostrou pouco tempo posteriormente. Acabei passando um dos principais feriados poloneses por lá e a cidade estava LOTADA de turistas poloneses mesmo - o destino é o preferido deles no verão. Apesar de ter sido difícil achar hospedagem que não custasse um absurdo, aproveitei demais aqueles dias e por mim teria ficado até mais tempo! A minha falta de pesquisa me trouxe uma surpresa também quando descobri em um walking tour que foi exatamente em Gdansk que começou a Segunda Guerra Mundial! Garanto que vale a pena DEMAIS conhecer a Polônia além de Varsóvia e Cracóvia! No post de hoje, falo sobre onde ficar e onde comer em Gdansk e claro que tem mapinha com todas as dicas no final do post.


Onde ficar e onde comer em Gdánsk (Polônia)
The Crane - guindaste medieval preservado e uma das principais atrações da cidade!

Sobre Gdansk (Polônia)


maior cidade portuária polonesa e também a maior cidade no norte da Polônia fica na foz do rio Vístula, no Mar Báltico e é o centro da Tricidade (em polônes - Trójmiasto - núcleo urbano de aproximadamente 800 mil habitantes formado por Gdansk, Gdynia e Sopot). Fundada no século X, Gdansk foi uma importante fortificação, porto de pesca e centro comercial de âmbar, tendo sido dominada pelos Cavaleiros Teutônicos nos séculos XIV e XV. Mais tarde, ela era disputada pela Alemanha e pela Polônia e com o Tratado de Versalhes ao final da Primeira Guerra Mundial, foi declarada como cidade livre. Mas a Cidade Livre de Gdansk não durou muito tempo e tentando anexá-la ao país, a Alemanha invadiu a Polônia e começou a Segunda Guerra Mundial. Nos anos 90, a cidade viu nascer em seus estaleiros o Solidariedade, o sindicato que sob a liderança de Lech Wałęsa foi fundamental na luta contra o comunismo e o controle da União Soviética no Leste Europeu.







Onde ficar em Gdánsk


A estação principal de trens de Gdansk (Gdańsk Główny) fica nos arredores do centro histórico e para ficar bem localizada tanto na chegada como na saída com a mala e também para os passeios que faria naqueles dias, cheguei à conclusão que deveria me hospedar entre a estação e o centro. Por conta do feriado que contei acima, tudo estava muito caro e quase esgotado. Foi a primeira cidade polonesa que fechei a hospedagem porque vi a tempo que os preços estavam altos (mas só descobri o motivo depois). Assim sendo, escolhi ficar em um quarto compartilhado no Midtown Hostel Gdansk.


Onde ficar em Gdansk (Polônia) - Midtown Hostel Gdansk
Áreas comuns do Midtown Hostel Gdansk - fotos de divulgação

Os funcionários do hostel foram todos simpáticos e solícitos com informações de passeios, indicações de onde comer, providenciando trocas de camas (para outros hóspedes) e pequenos consertos. Não era um "party hostel", mas tinham algumas pessoas bem legais ficando ali, desde alguns alemães de cerca de 25 anos viajando entre amigos até uma divorciada canadense de 45/50 anos viajando sozinha pela Europa. Sempre tinha alguém na sala para bater papo! A TV era desligada às 23h. A cozinha era livre para uso, mas acho que o pessoal só usava mesmo para café da manhã (café preto disponível 24h).


Onde ficar em Gdansk (Polônia) - Midtown Hostel Gdansk
Quartos e banheiro do Midtown Hostel Gdansk - fotos de divulgação

Haviam 2 ou 3 quartos duplos, que estavam sempre ocupados por casais asiáticos e 3 quartos compartilhados. Fiquei no quarto debaixo da montagem acima com cama para 4 pessoas e os outros quartos eram maiores (6 pessoas). Eram 2 banheiros - o da foto acima era o maior, mas o outro não era pequeno, o que formava uma pequena fila para banho em alguns horários (eu sou chata com isso, mas não fiquei incomodada por 4 noites). Os quartos compartilhados contavam com pias, tomadas e luz individual, além de armários para as malas.

Para chegar ao hostel, o Google Maps e apps de transporte como o Uber não acertam o caminho porque a entrada é pela porta de trás - mas você recebe email com as infos direitinho depois da reserva. Para ficar mais fácil, o ideal é colocar o bar LOFT como referência, pois ele fica praticamente na porta de entrada do hostel nos fundos do prédio (e é um bar recomendadíssimo para curtir uma noite mais tranquila em Gdansk). Você recebe a chave para entrar no prédio do hostel, pois das 23h até de manhã cedinho não tem ninguém na recepção. Com certeza voltaria a me hospedar no Midtown Hostel Gdansk.


Para quem prefere ficar em hotel, recomendo o Hampton by Hilton Gdansk Old Town, o Holiday Inn Gdansk City Centre, o Ibis Gdansk Stare Miasto ou o Mercure Gdansk Stare Miasto - todos bem avaliados na internet e com boa localização (mas os 2 primeiros um pouco mais longe da estação).

Reserve aqui a sua hospedagem no Midtown Hostel Gdansk! Se preferir escolher outro local, aqui estão todas as opções de hospedagem em Gdansk no Booking!



Booking.com







Viaje Conectado




Onde comer em Gdánsk


Gdansk foi minha 4a cidade polonesa na viagem, já na segunda metade no meu mês na Polônia e no fim da minha viagem pela Europa, então já estava acostumada com os cardápios poloneses e ao mesmo tempo, cansada de comer fora. Ainda assim, comi pierogi (dumpling típico polonês), muita batata e economizei nos milk bars (espécie de restaurantes simples, quase um por kilo ou bandejão, muito comum na Polônia desde a era comunista).


Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)
Indicado por todo mundo na cidade como o melhor lugar para comer pierogi, fica bem pertinho do hostel onde fiquei - Pierogarnia Mandu Centrum. Gastei 29 złoty com limonada e foi dos melhores pierogis da viagem inteira! Valeu a pena ficar cerca de meia hora na fila esperando por uma mesa.

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)
Na parte turística da cidade, fica o Bar Mleczny Stągiewna, um dos milkbars que falei acima. Fiz o pedido apontando na vitrine o que eu queria. Esse frango estava bom demais com essa crostinha de ovo! Acompanhado de purê de batata com esse purê/salada de beterraba e pepsi custou 25,50 złoty.

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)
Na esquerda, batata recheada do Bar Pod Rybą (com coca 31 złoty - mil e uma opções de batata recheada e não lembro qual pedi) e na direita, outro milkbar bem mais simples, Bar Turystyczny. Pedi carne de porco a milanesa com purê de batata e cenoura e ervilha refogadas (estava sentindo muita falta de verduras e legumes nessa parte da viagem) - com coca custou 19,50 złoty e mais uma vez pedi apontando o prato.

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)
Na esquerda, fui em mais uma "pyra bar" que já conhecia de outra cidade polonesa - restaurante especializado em batata. Pedi essa batata ao forno com brócolis e mais alguma coisa por 16 złoty no Pyra Bar Gdansk. E na direita, café gelado do Cafe Mariacka, na rua mais bonitinha da cidade, a ulica Mariacka (10 złoty).

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)
Esse queijo diferentão é típico da região sul da Polônia, as montanhas Tatra, mas achei muito pelas ruas de Gdansk e adorei! O oscypek é vendido frito com geléia de cranberry para comer na rua como na foto da direita ou o queijo inteiro para levar para casa. Sorvete de casquinha é definitivamente uma paixão na Polônia - cansei de verdade de ver barraquinhas vendendo "lody", mas não achei nada demais. As casquinhas brasileiras são melhores.


Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogReal Seguros - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!


Seguro viagem europa 336x280


Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)


Marquei no mapa abaixo o aeroporto de Gdansk, a estação de trem e o ponto de parada do Flixbus em preto, o hostel onde me hospedei e outras opções de hospedagem que citei acima em roxo e todos os restaurantes e cafés comentados neste post em laranja, com mais algumas opções que não conheci, mas me recomendaram muito. As estrelas azuis são outras cidades nas proximidades que podem ser passeios legais de um dia saindo de Gdansk (conheci Sopot e Malbork e falo mais sobre elas em outros posts).





E aí, gostaram de conhecer um pouquinho de Gdansk? Tem mais dicas sobre a cidade? Post sobre o que fazer e visitar na cidade e na região em breve!

Onde ficar e onde comer em Gdansk (Polônia)



Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.