sábado, 26 de setembro de 2020

Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa

O centro antigo de Varsóvia (ou Stare Miasto) foi estabelecido no século XIII, mas só se tornou a capital do país na segunda metade do século XVI, quando o rei polonês Sigismundo III transferiu a capital de Cracóvia para lá. Foi ocupada pelos suecos e pelos russos e até por Napoleão Bonaparte nos séculos seguintes. A população em 1939 (antes da Segunda Guerra Mundial) era de aproximadamente 1.290.000 habitantes e a cidade era chamada até de "Paris do leste".


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Praça do Mercado (Rynek) na Stare Miasto - cidade antiga de Varsóvia


Varsóvia já passou por várias transformações e nem sempre foi a capital da Polônia (aliás a Polônia também já teve diversas configurações diferentes do que o que conhecemos hoje). Mas a maior e mais significativa mudança foi a destruição e reconstrução no pós-Segunda Guerra Mundial. Ao final do conflito em 1945, calcula-se que cerca de 90% da cidade tinha sido destruído! Felizmente decidiu-se reconstruir o centro histórico igual ao que era antigamente, mas também tivemos o surgimento de um novo centro, com edifícios modernos, hotéis, sede de muitos escritórios, shoppings, restaurantes etc.


Passei 5 dias na capital polonesa no verão europeu de 2019 e no post de hoje vou dar dicas sobre onde ficar em Varsóvia, onde comer e sobre o transporte público na cidade que adorei e estou louca para voltar!


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa





Onde ficar em Varsóvia


Eu acabei ficando no apartamento de uma amiga blogueira (thanks Katarina!), mas cheguei a fazer reserva em um quarto privativo em um hostel que tem a localização ideal para turistar - o eMKa Hostel (pertinho da Nowy Swiat, rua bastante movimentada à noite)! Outro que gostei bastante na faixa econômica foi o Kapsula Hostel Warszawa. Outro com preço mediano, boa localização e também com opção de quarto privativo é o Tatamka Hostel. Para quem curte apartamentos, ficaria no B&B Autor Rooms ou no Ego Apartments Old Town, apesar de que na 2a opção o transporte para chegar e sair com malas fica um pouco mais difícil porque ele fica bem no centro histórico mesmo!


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Nowy Swiat + Krakowskie Przedmiescie - uma rua é continuação da outra e são várias lojas, restaurantes, cafeterias etc - região "entre" o centro novo e o centro antigo



Para o pessoal dos hotéis tradicionais, recomendo em ordem crescente de preço 4 opções na região do Palácio da Cultura e Ciência, que é o novo centro da cidade e super conectado com transporte: Hotel Metropol, Holiday Inn - Warsaw City Centre (um pouco menos perto do Palácio da Cultura e Ciência), Novotel Warszawa Centrum ou Warsaw Marriott HotelAqui estão todas as opções de hospedagem em Varsóvia.

Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Na foto de cima à esquerda, o Novotel. Na direita, de ladinho o Metropol, na mesma rotatória do Novotel. E na foto de baixo, a área vista do observatório do Palácio da Cultura e Ciência.








Booking.com





Descobri uma fonte multimídia com apresentação de música e luzes em Varsóvia! Antes de ir para lá, é bem legal e importante entender um pouquinho sobre a História do país e da cidade e um dos episódios mais importantes é o Levante de Varsóvia.





Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa


Transporte em Varsóvia


O melhor app de transporte público na Polônia toda é o Jakdojade, mas muitas vezes eu usava o Google Maps mesmo e sempre deu certo. O Uber funciona lá, mas o Bolt tem mais carros e eu achei até mais barato. Caso vá baixar o aplicativo Bolt, utilize o meu código para ganhar um desconto na primeira corrida "TYEVN9". ;)




É muito fácil se virar em Varsóvia de metrô, tram e ônibus. Só senti falta bem no miolinho do centro histórico, que às vezes ao final de uma dia de caminhada dá uma preguiça de andar até o metrô mais perto, que não é tão perto assim... A região do centro novo é na estação Centrum do metrô e como foi construída na época soviética, segue aquela arquitetura monumental opressora e as quadras são gigantes!!! Um dia perdi um tempinho ali procurando onde ficava o ponto de ônibus que precisava pegar debaixo do sol, o que não foi muito agradável. Não tente atravessar as avenidas na região da estação Centrum - são muito movimentadas, mas sempre vai ter alguma passagem subterrânea! Aliás, as passagens subterrâneas são um labirinto cheeeio de lojinhas de bugigangas.

O metrô de Varsóvia (clique no link para o site da empresa) tem as linhas M1 (basicamente de norte a sul) e M2 (basicamente de leste a oeste), cruzando na estação Świętokrzyska, que fica uma estação pra cima da Centrum. É um sistema novo, inaugurado nos anos 90 e ainda tem estações sendo planejadas e construídas e até uma linha M3. Como é novo, a acessibilidade é bem boa.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa - metrô
Eu estava na casa de uma amiga perto da estação Wierzbno na linha azul e chegava rapidinho no centro. Também peguei tram para ir para Praga (do outro lado do rio) e ônibus em diversas ocasiões. Jurij - CC BY Sa 3.0


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa - metrô
Essa estação é novinha, nem todas são bonitonas assim rs Nowy Świat-Uniwersytet Station (M2) - Foto: Fred Romero - CC BY  2.0


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Entrada da estação Centrum à esquerda de noite com o Palácio da Cultura e Ciência ao fundo e na direita, a mesma entrada vista do alto - é esse pedacinho debaixo da foto com muitas pessoas andando. Tão vendo porque não dá para atravessar as avenidas largas ali? Tem que ser pelas passagens subterrâneas!



Eu acabei indo embora para o aeroporto de Bolt, mas o ônibus para o aeroporto principal (Chopin) passa ali no Centrum perto do Palácio da Cultura e Ciência (número 175), assim como o Modlin Bus que vai para o aeroporto Modlin (principalmente companhias aéreas low costs). Claro que você deve calcular levando em consideração o seu hotel para facilitar.

Para facilitar, compre tickets nas máquinas vermelhas nas paradas - alguns trams mais novos tem dentro, mas nem todos - às vezes só aceita moeda e outro probleminhas então melhor garantir antes. Saiba o nome da estação que vai descer e a direção que você deve seguir (o último ponto da linha). Os letreiros dos pontos podem ser só um cartaz com horários, mas escrito em polonês ou uma tela, que informa em quanto tempo o próximo transporte passará. As paradas de tram e ônibus tem nome e número porque as vezes são muitos parando no mesmo cruzamento ou quadra - eu acho que isso facilita demais e faz muita falta não ter isso aqui no Brasil. Além dos tickets por tempo (20 min, 75 min e 90 min), tem também o ticket de 24h ou 76h, que eu acho que vale a pena demais caso você pegue 3 transportes por dia - foram os que eu usei. Tem também alguns tickets de fim de semana, de grupo/família etc. Não esqueça de validar o ticket! Mais informação sobre os tickets aqui - não coloco preços no blog para não ficar desatualizado rapidamente.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Tram na primeira foto visto de longe. Atravessando o rio de tram e o estádio Narodowy da janelinha.



Se quiser dar uma olhada em como são os trams, sugiro o vídeo abaixo. Também mostra um pouco sobre as paradas, sinalização dos transportes públicos etc - dicas válidas para todos os tipos de transporte.







Onde comer em Varsóvia



Experimentei diversos restaurantes, cafeterias, lanchonetes nos meus dias em Varsóvia e marquei todos eles no mapa no final do post - os que eu comi em laranja, outros recomendados (ou filiais) em azul, mercados/food halls (como uma praça de alimentação de shopping só que mais arrumadinha) em roxo e os restaurantes tradicionais da época socialista com comida caseira barata (chamados de "milkbar") em marrom. Diversos mercados/food halls foram inaugurados nos últimos anos em antigos prédios abandonados reformados e esse movimento continua - pesquisando para esse post, descobri mais alguns que abriram entre a minha viagem e hoje ou que ainda vão abrir nem breve. Quando voltar, com certeza verei muitas novidades.

Coloquei os preços na moeda polonesa, que em 2019 valia o mesmo que o real, mas o real se desvalorizou muito em 2020. Clique no nome do local para abrir o site oficial (ou rede social) e ver o menu, preços atualizados, horários de funcionamento etc. Coloquei links explicando algumas comidas típicas polonesas - é só clicar para entender o que é.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Parei para jantar no Croque Madame em uma das ruas principais e mais movimentadas de Varsóvia (Nowy Świat) porque gostei da decoração bonitinha rs Pedi um sanduíche Croque Madame que dá nome ao restaurante francês - eu adoro e nunca acho aqui em Campinas! Custou 24,00 zloty.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Na esquerda, zapiekanka do Zapiexy Luxusowe - encontrei indicações na internet como uma das melhores zapiekankas da cidade e já estava em clima de despedida nos meus últimos dias. Paguei 20 zloty com a coca. Fique em uma área bem movimentada no centro novo de Varsóvia, que marquei em cinza no mapa mais abaixo. No meio, crepe do Manekin, uma rede especializada em crepes espalhada pelo país. Já tinha visto em várias cidades, mas sempre acabava comendo outra coisa e no meu último almoço, resolvi experimentar. Gastei 25 sloty, mas não lembro o recheio. É bem grande e ainda vem com uma mini saladinha, mas eu deveria ter colocado o molho branco antes da foto rs. Na direita, café gelado de uma food bike por 14,00 zloty na porta do Parque Łazienki, café da manhã no dia que fui ver um concerto de Chopin. Pelo menos no verão, vi muuuitas bikes pelos pontos turísticos vendendo várias comidinhas e bebidinhas, mas principalmente limonada.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Meu último jantar na Polônia tinha que ser pierogi mesmo (clique no link anterior para dica de onde comer pierogi em São Paulo)! rs Escolhi o Gościniec Polskie Pierogi que fica ao lado do Croque Madame que falei acima pela localização mesmo. Tem outras unidades na capital e gastei 30,00 zloty com bebida. Adorava essas decorações com flores bem típica do país. Apesar do nome, serve várias outras comidas típicas polonesas também.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Tinha algumas horas no meu último dia antes de seguir para o aeroporto então decidi só tomar um brunch e fechar as malas. Achei na internet a indicação de vários lugares para isso e escolhi o Bułkę przez Bibułkę, que serve café da manhã o dia inteiro. Era dia de semana e tinha fila para entrar, mas como pedi uma mesa para uma pessoa, não esperei nem 10 minutos para sentar. Fica perto do Palácio da Cultura e Ciência (na área que marquei em cinza no mapa abaixo), decoração fofa (não tirei foto porque estava lotado) e gastei 29,00 zloty por um omelete com salada e café gelado grande.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
No meu primeiro jantar em Varsóvia, lembrei que não tinha experimentado a sopa polonesa mais típica - o Żurek. Escolhi então comer no Zapiecek, restaurante de rede com unidades em outras cidades polonesas, que serve comida típica polonesa. São diversas unidades, mas comi na que fica entre o Barbican e a Nowy Miasto. Gastei 31,90 com bebida e tive que tirar print do menu no site porque perdi as fotos do meu primeiro dia na cidade! Como é uma sopa "azeda" de centeio, nem gostei rs, mas tinha que experimentar. Ainda bem que vem com pãozinho e linguiça.





Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Um dos milkbars mais tradicionais de todos fica do outro lado do rio Vístula - o Rusalka, boa opção para comer no bairro Praga. No google, procure por Mleczarnia ou Bar Mleczny.

Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Em cima, café da manhã na Green Caffè Nero na frente do Castelo Real de Varsóvia (12,90 zloty). É uma rede com várias unidades em algumas cidades grandes polonesas (mas acho que só descobri nos últimos dias mesmo). Parecida com Starbucks ou Costa Coffee, mas beeeem melhor. Embaixo na esquerda, zapiekanka em uma lanchonete bem simples na frente do castelo também - Cafe Baguette, 27,90 zloty com bebida - parei ali para comer entre 2 walking tours, só por conta da localização mesmo. Na direita, lanchinho da tarde comprado em food bikes na praça do castelo - limonada (8 zloty) e queijo oscypek (5 zloty), que já tinha experimentado em Gdansk - que é típico do sul da Polônia.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
No dia que fiz o walking tour no bairro de Praga, do outro lado do rio, conheci mais um prato típico da região, o pyzy! É uma espécie de nhoque ou bolinho de batata bem fofinho, às vezes com recheio, às vezes sem. O guia disse para experimentar o sem recheio, mas com bacon em cima (que seria o mais típico) e foi o que eu fiz depois que o tour acabou. Ele contou sobre uma barraquinha em uma feira famosa Różycki Market (foto da esquerda) e depois mostrou um restaurante pequeno, mas fofo onde comi - Pyzy Flaki Gorace (foto da direita). Paguei 19,00 zloty. São trocentos tipos de bolinho de batata poloneses - não sei a diferença. Achei a apresentação do "prato" bonitinha (na verdade um pote), mas não dá pra ver direito (aqui tem fotos). O lugar é bem pequeno, daqueles que dividimos a mesa com desconhecidos e cheio de moradores locais.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
Estava morrendo de calor depois de subir ao observatório no Palácio da Cultura e Ciência e já nos últimos dias da viagem, ainda não tinha experimentado o que é considerado o melhor chocolate da Polônia - da tradicional chocolateria E. Wedel. Fui ao mais perto, no shopping com essa arquitetura louca aí - o Złote Tarasy. Me perdi no shopping lotado em um sábado à tarde, mas pelo menos descansei um pouco no ar condicionado. Pedi um chocolate gelado por 18,00 zloty e comprei chocolate para levar para casa. Eles servem lanches também. Não sei como não tinha experimentado ainda porque são dezenas de lojas pelo país todo e o chocolate em barra dá para comprar em qualquer supermercado.


Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
A Katarina que estava me hospedando me deu a dica desse café por conta do tema Friends, que eu amo! Tentei um dia parar para jantar no How u doin cafe (eles tem algumas opções de sanduíches e saladas), mas a cozinha já tinha fechado. Em outro dia, o meu walking tour terminou bem naquela praça e não resisti - entrei para um café gelado porque estava quente demais. Custou 12,90 zloty.



Acabei não conhecendo nenhum dos mercados, mas destaco o Nocny Market (mercado noturno), o Hala Gwardii, o Hala Koszyki e o Hala Mirowska (o último é mais mercado mesmo de comprar ingredientes mesmo). Os outros são uma espécie de "praça de alimentação" cheia de bares/restaurantes pequenos/food trucks etc mais moderninhos. Marquei no mapa também na mesma cor dos mercados, o Pawilony Nowy Świat, região cheia de barzinhos.


Ver essa foto no Instagram

Koszyki Market Hall🎈

Uma publicação compartilhada por Go2Warsaw (@go2warsaw) em




Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa
No domingo, fui caminhar na beira do rio Vístula e ali tem diversas barraquinhas, barzinhos, beach clubs, etc. Comi pizza na Dwa Osiem - 40 zloty - deve ter sido a refeição mais cara no país todo! Perto dali tem outra estátua da sereia, símbolo de Varsóvia.


Logo que cheguei na cidade, tomei um café no Miau Cafe, perto de onde estava hospedada em uma região bem residencial. Dá para chegar rápido de metrô estando no centro. Fui pela curiosidade, porque na verdade sou meio alérgica. - parece que poloneses gostam bastante dessa ideia de cafeterias com gatos. Gastei 14,90 zloty em um café gelado, mas como já disse, perdi as fotos do primeiro dia :(. Segue um videozinho que achei na internet:





Varsóvia: Onde ficar, onde comer e tudo sobre transporte na capital polonesa



Leia aqui sobre Varsóvia na Segunda Guerra Mundial, o Levante de Varsóvia, a destruição e a reconstrução da cidade, entrando para a lista de patrimônios da UNESCO!


Onde comer em Varsóvia no mapa


Clique em cada ponto marcado para saber o que é! Marquei todos os restaurantes, cafeterias, etc no mapa abaixo - os que eu comi em laranja, outros recomendados (ou filiais) em azul, mercados/food halls em roxo e os milkbars em marrom. Marquei também os aeroportos da cidade em preto, algumas das ruas principais e mais movimentadas (Nowy Swiat + Krakowskie Przedmiescie), onde não vão faltar opções para refeições e uma área em cinza, que também é cheia de lugares legais para comer.




Se tiverem alguma dúvida, só perguntar nos comentários. Em breve, dicas do que fazer na cidade!


Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

10 comentários:

  1. Ah, eu sou apaixonada por Varsóvia! Fiquei com água na boca de lembrar da comida de lá. Adorei suas dicas e já guardei pra quando voltar.

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post! As dicas de hotéis e transporte estão ótimas, mas o que curti mais foram as gastronômicas. Quanta comida diferente na Polônia!!! Me deu água na boca o pyzy. Amo nhoque e pela se descrição é parecido. Você gostou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É parecido sim, mas tanto o Pyzy como o Pierogi (que é tipo um ravioli mais leve), os poloneses costumam comer sem molho, só com um bacon por cima mesmo rs Então nada daquelas massas nadando em molho como aqui no Brasil.

      Excluir
  3. Você acha que os 5 dias que você ficou em Varsóvia foram suficientes ou tiraria ou incluiria dias??? Estou programando essa viagem conjugada com outros países e seria importante ter essa noção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil dizer pq depende de taaanta coisa rs Eu fui no verão e aproveitei a cidade do "lado de fora" mesmo com mtos walking tours. Ainda quero voltar pq não visitei nenhum museu, nem um castelo lindooo q tem mais pro sul da cidade. Mas no inverno, imagino q perca metade da graça pq não tem condições de fazer nada ao ar livre... Ah, foi minha última cidade em 3 meses d viagem - tava bastante cansada e isso influencia mto pq a paciência pra fazer mta coisa por dia já tinha acabado rs Além do calor infernal que peguei...

      Excluir
  4. Com esse guia super completo, a viagem pra Varsóvia já está organizada! Informações muito úteis e necessárias para qualquer planejamento.

    ResponderExcluir
  5. Gozado que comi a sopa Zurek em um pub na Eslováquia e achei super gostosa. Não sei se é tao gostosa quanto feita na Polonia, mas tava super boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É q eu não gosto de coisas amargas ou azedas rs Não curto cerveja, por exemplo, mas acho q quem bebe cerveja tem mais chance de gostar da Zurek.

      Excluir

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.