domingo, 3 de abril de 2016

Uma tarde em Mainz (Alemanha)

Mainz é uma cidade alemã tão pertinho de Frankfurt, que o transporte público das duas cidades estão interligados. A parte histórica da cidade está quase na beira do rio Reno, mas o encontro com o rio Meno é bem ali pertinho também. Me recuso a pronunciar ou escrever o nome em português da cidade. Aproveitei uma tarde quando estava estudando em Frankfurt para passear na cidade vizinha. Infelizmente não prestei atenção no dia da semana e fui em uma 2a feira e por isso não visitei o Gutenberg Museum, onde ficam duas das raríssimas Bíblias de Gutenberg. O inventor da imprensa, Johannes Gutenberg nasceu e morreu em Mainz.

Catedral de Mainz, Alemanha
Catedral de Mainz

Seguro viagem europa 468x60

A cidade cresceu a partir do acampamento militar romano Moguntiacum, de 39aC e ainda hoje podemos ver várias ruínas romanas. Mas não chegam a ser tantos resquícios dessa época como em Trier ou Colônia. Marquei no mapa abaixo todos os pontos que pesquisei e pareciam interessantes - em vermelho os que eu não fui, as 2 estações que utilizei (para chegar e sair em Mainz), informação turística e os pontos que visitei/passei em frente para fotos com uma câmera.




O que ver em Mainz


Cheguei de propósito na estação Mainz Römischer Theater e não na estação principal para já ver um pouquinho das ruínas romanas na cidade. Essas primeiras fotos foram tiradas de dentro da estação mesmo!

Mainz Römischer Theater

Mainz, Alemanha
Caminhando em direção ao Kirschgarten, região da cidade cheia de casas enxaimel. Na foto do alto à esquerda, fachada da Zitadelle.

Mainz, Alemanha

Kirchgarten, Mainz, Alemanha
Como não amar a área do Kirchgarten? O conjunto de casas é do século XVI ao XVIII.

Kirchgarten, Mainz, Alemanha
Abaixo à esquerda, a Holzturm

Staatstheater Mainz
Staatstheater Mainz (sede da filarmônica da cidade) e a praça Gutenberg. O teatro foi construído entre 1829 e 1833 e a parte de vidro que aparece na foto é fruto da reconstrução pós-guerra.

Catedral de Mainz, Alemanha
Chegando na Catedral de Mainz e na praça principal da cidade, Markt

Catedral de Mainz, Alemanha

A Catedral de São Martinho (em alemão conhecida como Mainzer Dom) em estilo românico tardio simboliza o poder dos Kuurfürsten, príncipes eleitores que coroavam os reis alemães. Ao lado das catedrais de Worms e Speyer, é uma das 3 catedrais românicas imperiais que continuam intactas até hoje. As partes mais antigas datam do século XI, mas a construção básica foi traçada entre 1081-1137 e 1183-1239.Algumas capelas laterais em estilo gótico foram adicionadas nos séculos XIII e XIV. Destaque para as cadeiras do coro, o monumento a Heinrich Ferdinand von der Leyen, o túmulo de Jakob von Liebenstein e o portal da capela funerária "Memorie". Confiram os horários de visitação - normalmente está aberta todos os dias, mas bem no dia que eu fui, estava fechada aparentemente por conta de alguma reforma.

Markt, Mainz, Alemanha
Markt - amei essas casas fofas na praça!!! E a fonte também!

Markt, Mainz, Alemanha

Museu Gutenberg, Mainz, Alemanha
Museu Gutenberg e esculturas na praça em frente representando os tipos móveis que permitiram a impressão em quantidade. Das 200 cópias originais da Bíblia de Gutenberg, eu perdi de ver duas das 46 restantes porque fui em uma 2a feira! Vejam horário e dias de funcionamento do museu, aberto em 1900 com uma reconstrução da oficina do inventor em 1450.




Mainz, Alemanha
Acima à esquerda, casa "Zum Römischen Kaiser", hoje Gutenberg Museum. Andando para a praça Fischtor

Fischtorplatz, Mainz, Alemanha
Fischtorplatz, no local onde antes existia um mercado de peixes que deu nome ao portão de entrada na cidade que existia ali (Fischtor).

Mainz, Alemanha
Fischtorplatz e caminho para o centro de informações turísticas

Mainz, Alemanha
A Eisenturm ou Iron Tower e o rio Reno

Rio Reno e a ponte Theodore Heuss em Mainz, Alemanha
Rio Reno e a ponte Theodore Heuss

Electoral Palace, Mainz
Electoral Palace ou Kurfürstliches Schloss, a coluna Jupiterssäule e a Igreja Sankt Peter.

No subsolo do shopping Römerpassage foram encontradas ruínas de um santuário e objetos antigos, hoje organizados em uma exposição grátis (aberta de 2a a sábado, veja os horários aqui). A atração chama-se Isis und Magna Mater Heiligtum.

Santuário Isis e Magna Mater na Römerpassage em Mainz

Santuário Isis e Magna Mater na Römerpassage em Mainz

Santuário Isis e Magna Mater na Römerpassage em Mainz
Esses "fantasmas" aí são projeções para explicação a utilização do local. A cada 15 minutos mais ou menos tem um filminho também para ajudar.

Ufa! Depois de tudo isso, fui para a Hauptbahnhof de Mainz, voltar para Frankfurt. Não tenho dicas de onde comer na cidade pois cheguei depois do almoço e fui jantar somente em Frankfurt. A principal mancada foi não ter prestado atenção que o museu do Gutenberg fecha de segunda e ter ido justamente nesse dia. Mas deu para aproveitar bem a tarde!

Como chegar em Mainz, saindo de Frankfurt


Como eu estudava até perto de 12h30, almocei um sanduíche da estação perto da escola (Frankfurt Südbahnhof) e já parti para Mainz, pegando o SBahn 8 (direção Wiesbaden). Cerca de 40 minutos depois, estava em Mainz(na estação do teatro romano acima). Para voltar da Hauptbahnhof existem mais opções de trem, por exemplo o R 03, que não para em todas as estações do caminho. Confiram os horários e preços no site da RMV ou Deutsche Bahn.

No caminho, passei pelo aeroporto de Frankfurt, tanto na ida como na volta, então é um passeio recomendado também para quem for fazer uma longa conexão em Frankfurt, já conhecer a cidade e quiser conhecer algum outro lugar da região!


Leia mais sobre Mainz


No blog Morando na Alemanha (residentes na cidade), Pelo Mundo e Esvaziando a Mochila. A Poliana do Comendo Chucrute e Salsicha já morou na cidade e escreveu sobre o mercado de Natal de Mainz e sobre arte no cemitério da cidade. Veja também dicas de cafés em MainzMainz 05 (time de futebol da cidade), dicas de restaurantes em Mainz - post 1post 2 e post 3.


Alguém aí já conheceu Mainz? Tem alguma dica que ficou faltando no post? Pode deixar nos comentários!


Você já curte nossa fanpage no Facebook, já segue o nosso Twitternosso Instagram e o Google+?

8 comentários:

  1. Que saudade danada que me deu!
    O templo de Isis e o museu da cidade são as melhores dicas!
    O campus da universidade e seu jardim botânico também.
    Eu tenho um post e até um artigo científico sobre a Mainz romana. E... O nome dessa cidade em português é Mainz mesmo, aquele que você não gostou é o nome romano. 😂
    Obrigada pela menção. Um abraço e boas viagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembra q foi vc que me deu a dica do templo de Isis pelo facebook? rs Obrigada! Ah, até existe sim um nome em português parecido com o nome romano (mas não é mesmo utilizado na maioria das vezes - talvez em Portugal?). Não entendo essa mania do povo de traduzir nomes, não faz sentido! Trier até que fica ok, mas além de Mainz, a mais sofrível é Aachen! Um horror!!!

      Excluir
  2. Ps.: faltou recomendar também a igreja de san stephan e seus vitrais belíssimos assinados por Chagall.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Fer. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
  4. Lindo post, Fer! Não conheci Mainz, mas adoro a Alemanha e pretendo voltar! Quem sabe conseguimos incluir no roteiro? Adoraria conhecer o Museu Gutenberg!!! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu pretendo muuuito voltar para a Alemanha, são tantas cidades lindas para conhecer!

      Excluir