quinta-feira, 29 de junho de 2017

Ajuntament de Barcelona e El Born Centro Cultural - 2 atrações ótimas e quase desconhecidas em Barcelona!

Ninguém pode reclamar de falta do que fazer em Barcelona, mas tem muita atração com preço bem salgado. Em compensação, tem muita coisa legal de graça também e hoje mostro 2 das coisas que mais gostei pela cidade e que não gastei nadinha! A maioria das pessoas não sabe, mas é possível visitar o maravilhoso prédio da prefeitura da cidade de graça aos domingos e no bairro do Born abriu não faz muito tempo um centro cultural no local do antigo mercado, inclusive com exposições arqueológicas sobre o passado de Barcelona!

Passei na frente desses 2 locais durante o Free Walking Tour que fiz, mas já tinha entrado do El Born CC no dia anterior. Após o tour, corri para entrar na prefeitura que tem um horário de visitação chatinho.

El Born Centro Cultural em Barcelona

Visitando a prefeitura de Barcelona (Ayuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad)





Para quem procura a arquitetura modernista cara de Barcelona, recomendo demais visitar o Palau de la Musica Catalana e o Hospital de la Santa Creu i Sant Pau!

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad


É o prédio da prefeitura da cidade, que pode ser visitado gratuitamente em horários restritos aos domingos em plena Plaça Sant Jaume! Vale a pena levar em consideração na hora de fazer o seu planejamento porque tem uma das salas que é espetacular! Cliquem no link acima para os horários exatos de visitação e também para muita informação sobre a arquitetura do prédio (as fachadas, as escadarias, o Salón de Ciento ou Saló de Cent)! Existem visitas guiadas (informações abaixo),  mas eu fiz a visita sem guia mesmo e eles dão um folder bem legalzinho explicando cada ambiente!

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
São 2 palácios imponentes na Plaça de Sant Jaume. O da foto acima é a prefeitura e o outro (que não está neste post) é a sede do governo da Catalunha - todas as vezes que eu passava por aqui eu sempre me confundia rs. A fachada é neogótica e as colunas da varanda são em estilo jônico. 

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Além de vários detalhes arquitetônicos lindos, tem várias esculturas espalhadas pelo grande pátio no piso inferior. A de cima é a Mujer (Joan Miró) de 1981, que eu reconheci  de cara!

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Uma das lindas escadarias - La escalera negra - o nome é por causa da cor do mármore. Escultura "La Buena Acogida", de Josep Viladomat.

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
A galeria gótica e o mural de Miquel Viladrich (1930) que mostra personagens e motivos catalães.

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Salón de Ciento (ou Saló de Cent) - o salão para deixar todo mundo de queixo caído! Garanto que as fotos não chegam aos pés do salão ao vivo! Construída para as reuniões dos membros do "Consejo de Ciento" (o conselho que governava a cidade entre os séculos XIII e XVIII - formado por 100 cidadãos). O salão original é do ano 1639 e foi obra de Pere Loblet, mas pouco restou depois de diversas reformas. A que deixou o salão com a aparência atual foi feita por Lluís Domànech i Montaner com colaboração de Josep Puig i Cadafalch, 2 famosos arquitetos modernistas.

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Salón de Cent, Salón de la Reina Regente e Capela do Bom Conselho

Salón de la Reina Regente é utilizado para as discussões do Plano Municipal. Em formato de semicírculo, conta com tribunas e assentos para a imprensa e o público. A sala foi feita originalmente para a Rainha Regente Maria Cristina na década de 1860

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Novamente Salón de la Reina Regente e Sala de las Crónicas (que nem consegui admirar muito tempo porque tinha uns grupos enormes de excursão que não deixavam nem a gente tirar fotos! Além de ser a sala mais escura de todas.)

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad
Descemos por uma escadaria com estilo diferente da que subimos - a Escalera de Honor (escada de honra) - maravilhosa!

Ajuntament de Barcelona - Casa de la Ciudad


A entrada é pela fachada gótica do século XIV na lateral (sem fotos, sorry) e é necessário passar por detectores de metal e raio-x. Pode entrar com mochilas, mas eles olham o que tem dentro. Ali do lado, ficam banheiros disponíveis aos visitantes.

Informações Práticas

Localização: Plaza Sant Jaume
Como chegar: Fica mais ou menos em distância equivalente das estações Jaume I (linha amarela) e Liceu (linha verde) do metrô.
Horários de funcionamento: Domingo entre 10h e 13h30. Visitas guiadas em inglês às 10h e em espanhol às 10h30 e 12h.
Preço: Grátis


El Born Centro de Cultura i Memoria


No local do antigo Mercat del Born, foi aberto um centro cultural. Além de eventos diversos, o local abriga uma exposição sobre uma parte da história de Barcelona (paga). Existem tours guiados para ter acesso à área de arqueológica, mas é possível vê-la de graça, como eu fiz, pois é aberta para o saguão. 

Centro Cultural El Born, Barcelona
O edifício de ferro em estilo modernista foi desenhado por Antoni Rovira i Trias, que também desenhou outro mercado da cidade (o Sant Antoni) no final do século XIX. Inagurado em 1876, foi o mercado central de Barcelona até 1971.

Centro Cultural El Born, Barcelona
Em 2002, decidiu-se instalar uma biblioteca no local, mas durante as escavações para a reforma, foram descobertas ruínas do bairro que existia no local até o século XVIII. Parte do bairro da Ribera foi destruída para a construção de uma fortificação militar, a Citadela (que posteriormente foi destruída para a construção do Parc de la Ciutadela).

Centro Cultural El Born, Barcelona
Existem painéis em espanhol e inglês explicando toda a história da região e do mercado ao redor das escavações e o acesso ali é grátis.


Informações Práticas

Localização: Plaza Comercial, 12
Como chegar: Fica mais ou menos em distância equivalente das estações Jaume I e Barceloneta da linha amarela do metrô. Muito perto da Estació de Francia para trens de média/longa distância.
Horários de funcionamento: de 3a a domingo das 10h às 20h (entre outubro e fevereiro, fecha 1h mais cedo de 3a a sábado). Mesmo horários para feriados.
Preço: Grátis para entrar no saguão e ver o que eu vi. Exposição  permanente com audioguia - 4,40 euros. Tour guiado pelas ruínas (1 hora de duração) - 5,50 euros - sábado e domingo 16h30 em inglês. Visita guiada às ruínas e à exposição permanente - 8,80 euros, 1h30 de duração. Sábados às 17h em espanhol.


Neste post tem um montão de dicas de museus, centros culturais e experiências praticamente desconhecidos em Barcelona e neste outro post, falo sobre os principais museus de arte da capital catalã!



Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

Nenhum comentário:

Postar um comentário