domingo, 19 de fevereiro de 2017

Como é se hospedar no Soul Hostel em São Paulo?

No fim de janeiro/início de fevereiro, passei uma semana em São Paulo por conta de um curso na Faculdade Casper Líbero. Fiquei hospedada no Soul Hostel ali pertinho e conto no post de hoje como é esse hostel e a região onde ele está!


Aproveitei que estaria na região para andar muito pela Avenida Paulista, que já mostrei aqui no blog em 2 posts: parte, 1 incluindo o MASP e o Conjunto Nacional e parte 2, incluindo a Casa das Rosas. Então antes de falar propriamente sobre o hostel, seguem algumas fotos da parte de São Paulo que eu mais gosto!

Avenida Paulista, São Paulo
Fundação Cásper Líbero/Gazeta, Edifício Santa Catarina e outros prédios

Avenida Paulista, São Paulo
O Edifício Savoy, um pedacinho do Shopping Cidade São Paulo e a avenida vista de dentro do Outback, neste mesmo shopping! O famoso prédio "torto" da Paulista - da Fiesp/Ciesp/Sesc/Senai!

MASP e Avenida Paulista, São Paulo
O MASP e o Palacete Franco de Mello - falei mais sobre os 2 nos posts sobre a Paulista.



Avenida Paulista, São Paulo
Toda vez que passo por ali, tiro uma foto diferente desse coração na frente do Shopping Center 3

Avenida Paulista, São Paulo

Como é o Soul Hostel em São Paulo?


O Soul Hostel é uma das pouquíssimas opções de hospedagem em conta na região da Paulista. Do lado de fora quando o portão cinza está fechado, quase não dá para perceber que aquela casa é um hostel. Se você chegar e estiver fechado, é só tocar a campainha que a pessoa da recepção vai abrir a porta. As 2 primeiras fotos são do site do hostel.

Onde ficar em São Paulo - dica de hospedagem barata - Soul Hostel, perto da Avenida Paulista
A cozinha do hostel fica no andar de baixo e aí na frente fica uma mesinha e bancos, onde sempre tem uma galera à noite, aproveitando o bar do hostel.

O pessoal que se hospeda no hostel é uma mistura de brasileiros e latinos turistando por São Paulo com uma galera que foi para a cidade para fazer cursos, provas ou participar de feiras. Tinha até uma chinesa que já estava passeando pelo Brasil há meses e arranhava um português entendível até.

Onde ficar em São Paulo - dica de hospedagem barata - Soul Hostel, perto da Avenida Paulista
O local do café da manhã se transforma em bar à noite. Ali atrás, a recepção/sala comum onde a galera fica conversando. Naquele corredor da direita ficam 2 quartos, alguns banheiros e os chuveiros femininos.

Acabei não tirando foto do café da manhã :(, mas cada pessoa tem direito a uma fruta (normalmente maçã, às vezes banana) e um sanduíche de presunto e queijo, que já ficam arrumados em bandejas nas mesinhas (que não aparecem na foto). Nesse balcão, ficam suco, leite, chocolate em pó, bolachas, bolo (de banana delicioso!), cereal e café à vontade.


Onde ficar em São Paulo - dica de hospedagem barata - Soul Hostel, perto da Avenida Paulista
Mais da entrada e um quarto do primeiro andar.

wi-fi free era muito bom nas áreas comuns, mas caía bastante, pelo menos no quarto feminino do primeiro andar. Não sei como era o sinal no segundo andar (aparentemente era melhor). Não vi vídeos nem baixei nada, mas fiquei algumas horas pesquisando e lendo matérias para o curso, além das redes sociais e e-mails por 5 dias, pelo menos logo que acordava e antes de ir dormir (quase sempre eu estava passeando pela cidade durante o dia - saía cedo e voltava quase na hora do curso, saía de novo e voltava tarde).

Onde ficar em São Paulo - dica de hospedagem barata - Soul Hostel, perto da Avenida Paulista
As 2 fotos do quarto acima são do quarto feminino de 6 camas no primeiro andar, que foi onde eu dormi. Os chuveiros femininos (3) ficam no final do corredor (com um pia) e entre a recepção e os 2 quartos, ficam essa pia da foto e 3 banheiros unissex.

Cada cama tem uma luzinha e tomada próprias, além de um armário e um gavetão em baixo das camas. Leve um cadeado se quiser utilizar os 2 porque eles só fornecem um cadeado. Lençol, toalha e cobertores  estão incluídos. E um artigo raro em vários hostels: tem lugar para pendurar a toalha no quarto - você não precisa ficar disputando as beiradas das camas para secar a toalha! No quarto feminino só tinha um ventilador e não ar-condicionado aí de vez em quando rolava uma "disputa" entre as meninas do quarto para ligar/desligar o ventilador ou deixar as janelas abertas/fechadas - claro que pela lei de Murphy cada hora uma queria uma coisa e a outra queria o oposto. Mas apesar dos dias super calorentos que peguei por lá, um ventilador (ou deixar a janela aberta) era o suficiente para o calor. 

Não cheguei a ver os quartos compartilhados do andar de cima e nem os chuveiros masculinos lá em cima também. Um inconveniente dos chuveiros femininos é que não tem espaço ali para 3 pessoas tomarem banhos ao mesmo tempo e principalmente se trocar ali. Na verdade isso é um problema na maioria dos hostels que tem chuveiros coletivos assim - dificilmente o espaço é suficiente! Acabava que tirando o horário de pico perto de 8 da manhã, as mulheres esperavam as outras tomarem banho e só depois que uma saísse de lá é que a próxima entrava.

Eu nem estava esperando por isso, mas depois de 3 noites no hostel, eles trocaram a minha roupa de cama e a toalha, o que achei bem legal (acho que eu nunca tinha ficado mais de 3 noites em hostel nenhum).  O suporte de madeira da minha cama para deixar o celular carregando (ou água, remédio, etc) estava caído quando cheguei e até esqueci de reclamar na recepção. Só lembrei de falar na metade da semana, mas aí consertaram rapidinho. Quanto à limpeza, deu para perceber que nos 2 últimos dias o quarto e o banheiro não estavam tão 100% como estavam nos 3 primeiros dias, mas não sei se foi descuido do pessoal do hostel ou se foi porque o quarto estava mais cheio mesmo (sabem aquela mulherada com muito cabelo que vai caindo por todo canto?).


Localização do Soul Hostel em São Paulo


Sou suspeita para falar porque adoro a Avenida Paulista e arredores, mas o Soul Hostel está muito bem localizado e isso foi o principal fator para ter me hospedado ali. É definitivamente a melhor opção para quem vai fazer algum curso livre da Cásper Líbero (que acabam tarde - voltei andando sozinha perto de 23h todos os dias sem problemas), a menos de 2 quadras do hostel. Muito perto dali, fica o The Hostel Paulista, onde já tinha me hospedado em 2015 (clique no link para ver o post!).

Também não muito longe dali, fica o apartamento enorme que aluguei com outras blogueiras pelo Airbnb ano passado! No mapa abaixo, marquei alguns atrativos turísticos da área, shoppings, as estações de metrô mais perto, farmácias e algumas opções de barzinhos, cafés e restaurantes (que vou falar melhor em outro post) para vocês verem que tem de tudo por perto! Como é uma região bem central, acabei andando muito a pé por ali, de metrô quando precisei ir um pouco mais longe (Vila Madalena, Praça da Árvore ou centro de São Paulo) e quando peguei Uber, a corrida ficou barata.

Se você ainda não tiver o aplicativo Uber instalado, baixe e utilize o código EDEY7DE8UE para ganhar R$ 10,00 de desconto nas 2 primeiras vezes que você utilizar o app (podem usar sem medo - é o meu código pessoal e se você utilizar, eu também ganho descontos. Todo mundo que utiliza o Uber ganha um código desses para compartilhar com os amigos e todo mundo sai ganhando no final das contas)!





Soul Hostel fica exatamente na frente do ponto inicial/final de uma das linhas do Airport Bus Service, o que é uma super vantagem para quem estiver chegando/saindo pelos aeroportos, mas a desvantagem é que aquele ônibus parado ali na frente é muito barulhento e dá para ouvir bastante ali da área comum do hostel, que acaba sendo onde o pessoal trabalha, lê, etc.

No geral, a estadia no Soul Hostel foi ótima e com certeza voltaria a me hospedar ali!


Reserve o seu hotel/hostel em São Paulo pelos links e banners aqui do blog, não pague nenhum centavo a mais por isso e ajude o blog a se manter! Obrigada!






Este post contém links para programas de afiliados.


Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

4 comentários:

  1. A localização realmente é ótima. Gostei do fato de cada cama ter luz e tomada e super diferencial ter lugar no quarto para pendurar toalha. Quando fiz minha volta ao mundo, geralmente voltava correndo para o quarto para disputar um lugar do beliche para pendurar a toalha. rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha hostel rendendo histórias engraçadas! E dependendo do tipo de cama, não tem como pendurar então é bom mesmo que tenha uns ganchinhos na parede para isso né?

      Excluir
  2. O lugar parece mesmo muito ajeitadinho e a localização é fantástica. Terei em mente para quando for a SP.

    ResponderExcluir