sábado, 23 de maio de 2020

Top 10 museus mais surpreendentes que já visitei! (a maioria fora do óbvio)

Dia 18 de maio é o Dia Internacional dos Museus então resolvi fazer uma lista de top 10 museus que mais me marcaram lá no Instagram. Como a legenda lá não pode ser tão grande, trouxe a ideia para o blog, para poder contar mais sobre o motivo de cada um dos museus citados serem especiais, apesar da maioria não ser tão visitado Quem acompanha o "Tá indo pra onde?" já sabe que adoro museus e já são cerca de 120 posts publicados sobre o tema aqui no blog. Anualmente é comemorada a #MuseumWeek nessa época do ano e sempre participo de blogagem coletivas sobre o tema "museu", mas esse ano tive que pular por motivos de pandemia (não faz sentido "incentivar/divulgar" viagens nessa época), mas claro que não deixo de recomendar a visita a museus quando tudo isso passar.




#MuseumWeek - Hoje é o Dia Internacional dos Museus então resolvi fazer uma lista de top 10 museus q mais me marcaram - como podem ver, não necessariamente os mais famosos q já visitei. São cerca de 120 posts sobre museus lá no blog (incluindo todos esses exceto o último q visitei que não deu tempo ainda de escrever)! Vou publicar já já lá no blog pq cada um desses museus me conquistou (aqui ñ cabe rs). A listinha não está em ordem nenhuma: 📷 1 - Museu D´Orsay (Paris) antiga estação de trem com pinturas impressionistas e esculturas; 📷 2 - Museu Carnavalet (Paris) - sobre a História da cidade - muitos mapas, quadros mostrando como a cidade foi mudando ao longo dos séculos, maquetes, móveis antigos: 📷 3 - Museu Thyssen-Bornemisza (Madri) - 3o museu mais famoso da cidade, com obras de Tiziano, Caravaggio, Rembrandt, Renoir, Van Gogh, Picasso, Dalí e Mondrian etc; 📷 4 - Alltag in der DDR (Berlim) - sobre como era a vida na Alemanha Oriental (socialista); 📷 5 - Museu Egípcio (Turim) - maior museu sobre o tema fora do Egito (e de onde saíram as peças da expo sobre Egito q rolou nos últimos meses no CCBB de SP e do Rio); 📷 6 - Museu da Segunda Guerra Mundial (Gdansk, Polônia) - na cidade onde a guerra começou; 📷 7 - Casa da Anne Frank (Amsterdã) - já falei sobre a menina que escreveu um diário nos 2 anos em q passou escondida dos nazistas durante a 2a Guerra Mundial e sobre o museu no esconderijo da família em uma das últimas fotos aqui e tem muito mais nos stories com dicas de leitura tb. Mas essa grafite na verdade fica na entrada do Anne Frank Zentrum em Berlim; 📷 8 - Memorial JK (Brasília) - foi o último museu q visitei. Mostra todo o processo de construir uma cidade do zero e q além de tudo, merece destaque pela arquitetura diferenciada q fez a cidade entrar para a lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO; 📷 9 - MUHBA - Museu de História de Barcelona - são várias sedes espalhadas pela cidade, mas a principal na parte gótica da cidade é incrível; 📷 10 - Insitituto Ricardo Brenand (Recife) - já votado melhor museu do país e junto com a Oficina de Cerâmica Francisco Brennad é um dia perfeito. Qual vc gostou +?
Uma publicação compartilhada por Blog Tá Indo Pra Onde? (@taindopraonde) em




A listinha abaixo não está em ordem nenhuma, mas indico demais que você inclua estes museus no seu roteiro quando for para os destinos citados. Para informações sobre horários de abertura e regras de visitação, clique no nome do museu para acessar o site oficial, que estará sempre mais atualizado.


Museu D´Orsay (Paris)



Provavelmente o museu mais famoso e mais visitado desta seleção. Fiquei embasbacada com aquele saguão enooorme de uma antiga estação de trens transformado em museu de esculturas e pinturas impressionistas (meu tipo preferido de quadro). Monet, Van Gogh, Cezanne, Gauguin, Manet, Matisse, Klimt, Mondrian, Delacroix, Munch, Renoir, Rodin e Toulouse-Lautrec são alguns dos principais artistas com obras expostas no D´Orsay e aposto que você vai reconhecer algum (ou vários) quadro(s) porque são dos mais famosos.



museus surpreendentes - Museu D´Orsay (Paris)
Foto: Son of Groucho - CC BY 2.0


Adoro quando o prédio do museu em si é também uma atração, o que definitivamente é o caso do Museu D´Orsay!



museus surpreendentes - Museu D´Orsay (Paris)
Foto: Daniel Vorndran - CC BY 3.0





Leia aqui todas as dicas sobre Paris no blog, inclusive roteiro para uma semana na cidade luz!





Museu Carnavalet (Paris)


Mais um museu em Paris. O Carnavalet conta sobre a História da cidade e está longe de ser conhecido, mas vale a pena DEMAIS - são muitos mapas, quadros mostrando como a cidade foi mudando ao longo dos séculos, maquetes, móveis antigos, objetos dos antigos habitantes da cidade e relíquias arqueológicas etc. Lembro bem de uma sequência de quadros mostrando o mesmo local e como foi mudando ao longo dos séculos. O nome do museu vem do palácio onde está instalado e o museu passou por uma reforma que durou anos e por isso muita gente que visitou Paris nos últimos anos nem tinha essa possibilidade de passeio. Eu conheci em 2003 e até hoje é o museu mais incrível que consigo me lembrar!



museus surpreendentes - Museu Carnavalet (Paris)
Foto: Olive Mallich/ CC BY ND 2.0

museus surpreendentes - Museu Carnavalet (Paris)
Mapa de Paris em 1576. Acho incrível ver esses mapas antigos (e quadros e maquetes também) e acompanhar o que mudou ou não ao longo do tempo! Foto: Jean-Pierre Dalbéra/ CC BY 2.0


Foi o primeiro museu do tipo que conheci e depois fiz questão de conhecer outros museus incríveis de cidades como Nova York, Londres e Amsterdã. Infelizmente nem todas as cidades tem museus históricos tão interessantes, mas desde que visitei este aqui em 2003, antes de qualquer viagem eu pesquiso se existe algum museu do tipo onde estou indo. Museus sobre histórias de países também são legais, mas as cidades maiores e mais antigas definitivamente merecem um museu do tipo exclusivo, com a possibilidade de se aprofundar mais.


Museu Thyssen-Bornemisza (Madri)



Por muita gente, o Museu Thyssen é considerado o terceiro museu de Madri, "atrás" dos famosos Museu do Prado e do Museu Reina Sofia, mas independente de uma "ordem", este é o trio de museus mais visitado da capital espanhola. Ele tem obras de Tiziano, Caravaggio, Rembrandt, Renoir, Van Gogh, Picasso, Dalí e Mondrian (e vááários outros né?). Não sei exatamente o motivo, mas a ordem que colocam tudo, acabou fazendo mais sentido e eu achei o máximo que consegui reconhecer muitos quadros e entender mais sobre eles. Senti que aproveitei muito mais a visita do que nos grandes museus como Metropolitan, British Museum, Louvre ou até mesmo Museu do Prado. Não entendo até hoje porque é tão pouco conhecido/falado pelos turistas brasileiros - quero dizer, entendo sim - infelizmente os brasileiros estão entre os povos que menos gostam e menos visitam museus do mundo! (Fonte: vozes da minha cabeça, mas faz sentido e vou pesquisar se existe alguma pesquisa sobre o assunto).



museus surpreendentes - Museu Thyssen-Bornemisza (Madri)
Foto: Nieves Sebastian/CC By Sa 2.0

museus surpreendentes - Museu Thyssen-Bornemisza (Madri)
Foto: Emiliojrp/CC By Sa 2.0

Mostrei aqui alguns dos quadros que estão no Museu Thyssen e que são alguns dos meus preferidos da vida! Não sei se comecei a gostar mais porque vi ao vivo ou gostei mais do museu porque já gostava deles antes e encontrei eles ali sem querer (eu não sabia exatamente o que tinha no museu até visitar!).






Alltag in der DDR (Berlim) 




São dois museus em Berlim específicos sobre a vida na Alemanha oriental (socialista), um super famoso e pago (sempre cheio) e outro desconhecido e grátis, a exposição Alltag in der DDR. Eles não são 100% iguais e achei que um tem um ponto forte diferente do outro, mas não me conformo com essa exposição nunca ser citada em nada relacionado a Berlim e ser praticamente impossível ver uma matéria de revista ou jornal sem citar o outro museu pago.

O "Alltag in der DDR", que já detalhei neste post comparando com o museu pago, é grátis e está instalado em uma antiga cervejaria que se transformou em centro cultural no bairro Prenzlauer Berg, a Kulturbrauerei. É uma das minhas regiões preferidas da cidade, então vale a pena demais visitar tudo de uma vez só. O tema "Alemanha oriental" também está presente em dezenas de outros museus em Berlim, desde o Museu Histórico Alemão (onde é bem menos detalhado) até o Trabi Museum (específico sobre o carro mais famoso da Alemanha socialista).


museus surpreendentes - Alltag in der DDR (Berlim)
Foi neste museu onde mais aprendi sobre as férias na antiga Alemanha oriental
museus surpreendentes - Alltag in der DDR (Berlim)
Vitrines típicas da época

museus surpreendentes - Alltag in der DDR (Berlim)
Casa, moda e muito mais sobre a Alemanha socialista, que hoje virou tema de museu


Aqui no blog tem posts específicos com dicas de várias atrações grátis relacionadas ao muro de Berlim e sobre o bairro Prenzlauer Berg e a Kulturbrauerei.



Quando estava elaborando meu roteiro de viagem de 3 semanas pelo norte da Itália, pensei em fazer bate-volta de Milão para Turim só pra visitar este museu, mas vi que a cidade teria muito mais para ver e fiquei 3 noites lá. O Museu Egípcio de Turim foi quase um dia inteiro da programação e tem um post só para ele - é o maior museu sobre o tema fora do Egito (e de onde saíram as peças da exposição sobre Egito que rolou nos últimos meses no CCBB de SP e do Rio).


museus surpreendentes - Museu Egípcio (Turim)



museus surpreendentes - Museu Egípcio (Turim)


Museu da Segunda Guerra Mundial (Gdansk) 




Eu não sabia da existência deste museu até começar a pesquisar sobre a cidade, mas só me dei conta da importância e grandiosidade dele quando cheguei lá. Fiquei a maior parte de um dia aqui, já que é o maior museu específico sobre o tema. Tem coisas repetidas que você acha em qualquer grande museu (por exemplo salas de cortar o coração sobre os campos de concentração), mas tem muita coisa que nunca tinha visto em museu nenhum ainda. Contei tudo sobre este museu aqui. Para quem não sabe, foi exatamente em Gdansk onde a Segunda Guerra Mundial começou.


museus surpreendentes - Museu da Segunda Guerra Mundial (Gdansk)
Prédio moderno - o museu foi inaugurado faz pouco tempo


museus surpreendentes - Museu da Segunda Guerra Mundial (Gdansk)
Me dá um arrepio de ver esses uniformes em museu - imagina ao vivo que terror!


museus surpreendentes - Museu da Segunda Guerra Mundial (Gdansk)
Sala que imita como as cidades ficaram destruídas com a guerra



Casa da Anne Frank (Amsterdã)



Anne Frank é um garota judia que viveu 2 anos escondida com sua família e outras pessoas em Amsterdã fugindo dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Contei lá no instagram que já tinha lido o diário que ela escreveu sobre esse período quando tinha mais ou menos a idade dela e me emocionei muito ao visitar o esconderijo da família





[Viajando na História] Exatamente 60 anos atrás, foi inaugurado em Amsterdã o museu na casa onde Anne Frank se escondeu dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. A Fundação Anne Frank foi estabelecida 3 anos antes para salvar o edifício da demolição e torná-lo público. Otto Frank, o pai de Anne e único sobrevivente da família, publicou o diário da menina que tinha somente 15 anos na época de sua morte (ela ganhou o diário no seu 13o aniversário e começou a escrever antes de entrar no esconderijo. Continuou escrevendo nele até dias antes de ser descoberta e levada para um campo de concentração). Ele queria fortalecer o contato e a comunicação entre jovens de diferentes culturas, religiões e raças, em oposição à intolerância e a discriminação racial. Às margens do canal Prinsengracht, o edifício sede da empresa onde o pai da Anne trabalhava escondia um "anexo secreto" nos fundos com a entrada por uma estante de livros e foi ali que Anne viveu por vários meses com 3 familiares e 4 outras pessoas (sem luz do sol e sem poder fazer barulhos no horário do expediente, pois o escritório continuava funcionando). A parte mais legal da visita para mim foi realmente poder passar por aquela estante de livros do mesmo jeito que Anne havia feito tantas décadas antes. Eu já conhecia a história porque devoradora de livros como sou, o diário dela foi uma dos primeiros livros que li na vida. Mas quem não conhece nada sobre a história pode aprender tudo por lá, uma vez que o espaço foi aumentado anexando as casas vizinhas e mostra bastante sobre a perseguição aos judeus da época. Mas aconselho fortemente a ler o livro antes - pode começar hoje mesmo (tem filme também)! Todos os livros de perseguidos e sobreviventes do nazismo merecem a leitura, mas acho que "O Diário de Anne Frank" se tornou especial por ter sido um dos primeiros lançados e também pela idade da autora. Como li este livro muito nova, hoje fico chocada com tudo relacionado à Segunda Guerra e Holocausto pq sinto que tudo aquilo aconteceu com alguém muito próximo a mim... Esse é mais um caso de "lembrar a História para não repetir o passado". E vc, já conhecia a história da Anne, já visitou/quer visitar o museu?
Uma publicação compartilhada por Blog Tá Indo Pra Onde? (@taindopraonde) em




museus surpreendentes - Anne Frank
Essa grafite dela na verdade fica na entrada do Anne Frank Zentrum em Berlim.



Leia aqui todas as dicas sobre Amsterdã no blog!



Memorial JK (Brasília)



O memorial ao ex-presidente Juscelino Kubitschek foi o último museu que visitei (em jan/2020) e por isso está bem fresco na minha memória. Mostra todo o processo de construir uma cidade do zero com muitas fotos e um videozinho legal. A cidade merece destaque pela arquitetura diferenciada que a fez entrar para a lista de Patrimônio da Humanidade da UNESCO. O túmulo de JK está no memorial e muitos objetos contando sobre sua vida e seu governo. Mostrarei mais fotos do museu em um futuro post sobre o que fazer em Brasília.


museus surpreendentes - Memorial JK

museus surpreendentes - Memorial JK



[Viajando na História] No dia 21 de abril de 1960 - 60 anos atrás - foi inaugurada a cidade de Brasília pelo então presidente Juscelino Kubitscheck (JK) no planalto central brasileiro, até então uma área praticamente despopulada. Milhares de pessoas migraram para trabalhar nesta construção, principalmente do Nordeste, e ficaram conhecidos como "candangos". Eles se estabeleceram nas proximidades de Brasília, surgindo ou fazendo crescer as cidades satélites. Lúcio Costa e Oscar Niemeyer foram os principais responsáveis pelo planejamento urbano (Plano Piloto - a área central da cidade em formato de avião) e muitos dos prédios públicos e governamentais. Até um imenso lago artificial foi criado - o Lago Paranoá, que junto com as muitas áreas verdes, são muito utilizados pela população atual para esportes e lazer. Não se sabe quanto de dinheiro foi gasto nisso tudo, mas existem estimativas de algo entre 45 e 83 bilhões de dólares. O estilo moderno da arquitetura e o planejamento urbanístico foi reconhecido como patrimônio pela UNESCO em 1987 (a cidade mais nova até então na lista) e a cidade é sonho de viagem de muito arquiteto pelo mundo e sempre foi meu também - até 2016 quando fui para lá pela primeira vez, mas até 2020, voltei outras 3 vezes. O @memorialjk é o melhor lugar para aprender sobre a construção de Brasilia! A ideia de construir a capital brasileira no centro do território do país é muito mais antiga. Lá no século XIX, José Bonifácio de Andrada e Silva (Patrono da Independência) já tinha sugerido transferir a capital do Rio de Janeiro para o interior do Brasil por motivos de defesa contra ataques de forças estrangeiras e inclusive sugeriu o nome "Brasília". A constituição de 1891 já reservava uma área para a construção da nova cidade. Ainda antes de 1900, o presidente Floriano Peixoto enviou uma missão para estudar a área e em 1922 o presidente Epitácio Pessoa lançou a pedra fundamental em Planaltina. A construção de Brasília constava na constituição de 1946 novamente, mas somente JK fez esforços para tirá-la do papel nos anos 1950. Continua nos comentários...
Uma publicação compartilhada por Blog Tá Indo Pra Onde? (@taindopraonde) em



Leia aqui todas as dicas sobre Brasília no blog!

O Museu de História de Barcelona tem várias sedes espalhadas pela cidade, mas a principal na parte gótica da cidade, é incrível e já contei tudo sobre o MUHBA aqui. Não tenho palavras para falar o quanto amei e olha que já fui com expectativa grande porque em geral amo museus de história de cidades.
Dei uma roubadinha e coloquei 2 museus como se fosse um só porque eles ficam um pouco fora de mão do turismo tradicional em Recife e pertinho um do outro, o que acaba fazendo um passeio conjunto o jeito ideal de conhecer os 2 locais! Contei todos os detalhes de cada e a logística de visitação neste post aqui. É um ótimo passeio para variar do "Nordeste de praias" em Recife e por isso mesmo surpreendente. O Instituto Ricardo Brennand já foi inclusive eleito o melhor museu da América Latina e tem uma réplica de castelo com diversas esculturas, pinturas, obejtos antigos etc. Já a oficina de cerâmica, foca em esculturas e azulejos de um artista renomado local.


museus surpreendentes - Oficina de Cerâmica Francisco Brennand e Insitituto Ricardo Brenand (Recife)
Oficina de Cerâmica Francisco Brennand na esquerda e Instituto Ricardo Brennand na direita

museus surpreendentes - Oficina de Cerâmica Francisco Brennand
Oficina de Cerâmica Francisco Brennand


museus surpreendentes -  Insitituto Ricardo Brenand (Recife)
Instituto Ricardo Brennand

museus surpreendentes - Insitituto Ricardo Brenand (Recife)
Instituto Ricardo Brennand


Leia aqui todas as dicas sobre Recife no blog!


Top 10 museus mais surpreendentes que já visitei


Acho que muitos museus entraram nesta lista porque já fui visitar sem expectativas ou expectativas menores comparando com as visitas que fiz ao Louvre, Metropolitan ou British Museum. Mas de qualquer jeito, aprendi muito em todos eles e recomendo demais a visita!

Top 10 museus mais surpreendentes que já visitei! (a maioria fora do óbvio)

Top 10 museus mais surpreendentes que já visitei! (a maioria fora do óbvio)

Top 10 museus mais surpreendentes que já visitei! (a maioria fora do óbvio)


E você, já se surpreendeu com algum museu (quase) desconhecido? Me conte nos comentários!



Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

10 comentários:

  1. Eu adoro viajar e visitar museus pelo mundo. Adorei saber de alguns aqui não conhecia. Esse do Egito deve ser maravilhoso. Fotos lindas.

    ResponderExcluir
  2. Eu AMO museus!!!! Fico horas e mais horas dentro deles sem me cansar! De sua lista incrível de museus mais surpreendentes eu já visitei o Thyssen 2x porque é meu preferido em Madri. Também estive no de Barcelona, em Anne Frank e só. Espero um dia visitar todos os outros, porque se tem um lugar que nunca falta em meus roteiros de viagem são os museus. :) bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, tb AMO visitar museus e é impensável não visitar vários a cada viagem rs. Toca aqui - achei mais uma q ama o Thyssen rs

      Excluir
  3. Eu também adoro museus! Eu visitei o Museu Egípcio & Rosacruz e Tutankhamon em Curitiba e já quero conhecer esse em Turim! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero muito voltar pra Curitiba pra conhecer esse museu q vc falou e tb o Museu do Holocausto!

      Excluir
  4. Muito bacana a sua seleção de museus surpreendentes! Gostei! Desses eu só conheço o Orsay e adoro! Tive que visitar todas as vezes que estive em Paris. Outros estão na minha lista, mas ainda não tive oportunidade e alguns eu nem sabia que existiam. É bom fugirmos do óbvio, não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É ótimo! Eu só fui 1 vez pra Paris, mas com certeza qnd voltar, voltarei ao Carnavalet q tb está no post!

      Excluir
  5. Visitei 5 dos museus da sua lista :D Inclusive, o Instituto Ricardo Brennand foi o primeiro museu que lembro de ter visitado na vida - e é meu favorito até hoje, muito pela memória afetiva também, mas ele é incrivel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, memória afetiva influencia muito rs, mas é todo diferentão e inesperado!

      Excluir

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.