segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Como é a visita a Sachsenhausen, o campo de concentração nos arredores de Berlim?

Do jeito que sou louca por História (incluindo aí as partes ruins), obviamente incluí uma visita ao campo de concentração Sachsenhausen pertinho de Berlim na minha viagem de 2014. Já tinha visitado Dachau, nos arredores de Munique quase 10 anos atrás, mas acho esse tipo de visita triste, mas tão necessário, que ainda vou conhecer Auschwitz um dia. 

Li recentemente os ótimos livros "Os bebês de Auschwitz", "O Leitor" e "O menino do pijama listrado" e corri para escrever esse post com todo o horror ainda fresco na memória. Além desses livros, recomendei outras leituras (e filmes também) sobre o mesmo tema aqui no blog recentemente. Não deixem de ler sobre a casa-esconderijo de Anne Frank em Amsterdã e sobre "O diário de Anne Frank".

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim


Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!




Aberto em 1936 para prisioneiros rebeldes, foi o primeiro campo de concentração nazista. A administração de todos os campos de concentração também estava neste mesmo local. De 1936 a 1945, 100 mil pessoas foram mortas aqui de fome, doenças diversas, trabalho forçado ou abusos e mais de 200 mil foram prisioneiras neste campo. Mais de 3 mil prisioneiros foram libertados entre 22 e 23/abril/1945 por soldados poloneses e soviéticos. Entre 1945 e 1950, existiu no mesmo local um campo soviético, que abrigou cerca de 60 mil prisioneiros do Serviço Secreto Soviético, entre os quais 12 mil morreram de fome ou doenças. Em 1961, foi aberto o memorial no local.

São 11 exibições permanentes no local - Events and Developments, Jewish Prisioners, The Prisioners Muder, City and Camp, Oranienburg Concentration Camp, History of the Memorial Site, Prison, Inspectorate of Concentration Cams, Soviet Special Camp).

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim


campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Alguns memoriais nos jardins na entrada do campo

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Dá até um arrepio em ver esse uniforme aí, mesmo que não esteja no corpo de nenhuma pessoa!

Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!

* indicates required










campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Impossível não se emocionar quando você vê o "pijama listrado" e lembra do filme/livro!

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
O famoso portão! Muitos edifícios já foram destruídos e tem um descampado bem grande.

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim



Está gostando do post? Aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook






campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
É possível ter uma leve ideia das condições precárias em que os prisioneiros viviam

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Demarcações de algumas barracas que foram destruidas

O filme abaixo é baseado em história real de prisioneiros ali do Campo de Sachsenhausen!



campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Vala de execução

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Crematório

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Monumento às vítimas do Campo Sachsenhausen

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Enfermaria

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim
Ponto de ônibus para voltar a Berlim (aquele montinho de gente na direita, embaixo de uma placa)

Vejam abaixo o vídeo do casal Alemanizando sobre a visita deles ao mesmo campo:



Informações Práticas


Onde fica? Straße der Nationen 22 - D-16515 Oranienburg

Como chegar? Saindo da estação central de Berlim (Hauptbahnhof) a melhor opção é com o RE5 em direção a Rostock até S Oranienburg Bhf e depois Bus 804 até o campo. Descendo em Oranineburg, é só sair da estação e o ponto de ônibus é na rua em frente - cuidado com a direção do ônibus! Saindo da estação S+U Friedrichstraße, a melhor opção é com o S1 até S Oraninenburg Bhf (última estação) e depois Bus 804 até o campo. É possível caminhar nesse último trecho, mas como é um passeio de muita andança, eu não recomendo (seriam uns 20 minutos e ainda tem a volta depois!). O ônibus que eu peguei estava LOTADO em um domingo bem frio de outono/inverno com uma excursão de adolescentes italianos. Cuidado com os horários do ônibus 804 (ainda mais aos fins de semana)! Existe também o ônibus 821, que é bem menos frequente. Confira o itinerário no site/app da BVG para outras opções e horários exatos. Trajeto de cerca de 45 minutos/1 hora. É necessário ter o ticket ABC para Oranienburg.

Quanto custa? A entrada é grátis, mas é EXTREMAMENTE RECOMENDÁVEL alugar o audioguide por 3 euros se não me engano (escolhi espanhol, mas tem também inglês). Existem tours guiados também, partindo de Berlim - por exemplo este aqui em espanhol, organizado pelo próprio memorial. Não deixe de pegar o folder na entrada, com o mapa do campo inteiro - é gigantesco!

O que levar? Sapato confortável para andar. Leve tudo o que for preciso! No campo de concentração, existe somente uma cafeteria pobre então recomendo levar água, snack, casaco, boné, protetor, capa/guarda-chuva - qualquer item que você precise para o dia. Na estação de Oranienburg existe uma lojinha de conveniência bem pequena, mas não abre muito cedo, pelo menos de domingo.

Horários e dias de funcionamento? Consulte o site oficial para informações atualizadas.

10 comentários:

  1. Uau! Que pesado, né?
    Li o relato do Rafa Leick também e estou encantada com os detalhes que ambos trouxeram dessa experiência.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Eloah! Vou até reler o dele, acho que li logo que ele postou e nem lembro mais!

      Excluir
  2. Lembro de ter me chocado só de assistir ao "Menino de Pijama Listrado"... todo mundo comenta a tensão que é visitar um centro de concentração, mas ainda quero ir mesmo assim. Triste capítulo da história!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha prima leu o livro do menino do pijama listrado faz um tempo já e eu não me esqueço dela soluçando ao final!!!

      Excluir
  3. Adoro história também e lugares como esse nos fazem lembrar dos erros que cometemos. Todos esses lugares trágicos demandam uma preparação antes porque não são fáceis de digerir, mas são necessários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu gosto do assunto, estou sempre lendo/vendo filmes sobre isso aí a minha preparação já é contínua... Acho mais fácil até.

      Excluir
  4. Qual campo de concentração vale mais a pena incluir na programação: este ou Dachau? Visitarei Berlim e Munique em breve e preciso considerar apenas um no roteiro. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil responder porque além de gosto ser algo pessoal, eu visitei os 2 campos com uma década de diferença... O de Dachau me impactou mais, mas não sei se é mais impactante mesmo ou se isso aconteceu porque foi o primeiro campo de concentração que visitei.

      Excluir
  5. Boa tarde, recomendo tbm a leitura do livro Refugio Secreto de Corrien teen boom.

    ResponderExcluir