quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Livros e filmes para você ler/assistir antes de visitar algum campo de concentração

Ontem foi a comemoração de 71 anos da libertação do campo de concentração de Auschwitz, provavelmente o mais famoso deles. Coincidentemente, estou lendo 2 livros sobre o assunto e o meu primeiro livro do ano também falava um pouco sobre isso, então resolvi fazer este post com diversas dicas de livros e filmes para entender melhor o assunto, além de curiosidades sobre o Holocausto. Holocausto "foi o genocídio ou assassinato em massa de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial, no maior genocídio do século XX, através de um programa sistemático de extermínio étnico patrocinado pelo Estado nazista" segundo a Wikipedia.

Livros sobre holocausto, Segunda Guerra e campos de concentração
Os livros que eu tenho que falam um pouco (ou muito) sobre o holocausto, a Segunda Guerra e os campos de concentração

Indico a leitura deste post do Contos da Mochila (sobre a visita a Auschwitz na Polônia) e esse post de curiosidades sobre o campo de concentração no blog Retrip. Ainda não conheci Auschwitz, mas na imagem abaixo, mostrei o portão de entrada do campo de Sachsenhausen, nos arredores de Berlim, que visitei no final de 2014 (estou devendo o post aqui no blog!). Essa frase ficou famosa e está também em outros portões de campos de concentração (tradução: o trabalho liberta).






Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!




Visitar um campo de concentração nunca é algo divertido, mas é mais do que obrigatório!!! Em outra oportunidade, visitei o campo de Dachau (perto de Munique) e fiquei ainda mais impressionada - não sei se porque era a minha primeira visita do tipo ou se Dachau é mesmo mais impressionante do que Sachsenhausen.

Dicas de livros e filmes para se preparar para visitar um campo de concentração

Vejam aqui 2 listas de top 10 filmes sobre o Holocaustos: Lista 1 e lista 2.

Impossível falar de Holocausto, judeus e Segunda Guerra Mundial sem lembrar de Anne Frank! Já indiquei livros e filme sobre ela neste post antigo aqui do blog! Imprescindível para quem está planejando conhecer Amsterdã! Ela não fala sobre um campo em si no diário, mas mostra muito bem como era a vida dos judeus escondidos durante a guerra e o perigo iminente da captura. O 2o livro da montagem abaixo com a garota judia na capa está em alemão, mas na casa/museu dela em Amsterdã é possível comprar em diversos idiomas e eu super recomendo, pois além da história de Anne, traz um bom resuminho sobre a guerra.

Livros O diário de Anne Frank, Anjo da Morte e O Leitor

Eu li o "Anjo da Morte" na minha pré-adolescência e lembro muito bem dele até hoje. Os relatos de um sobrevivente (e fugitivo) de um campo de concentração são tão impressionantes que depois de 20 anos da leitura, ainda estão na minha cabeça! Gostei muito do filme "O Leitor" com a Kate Winslet e depois de muitos anos que fui ler o livro (aliás no último feriado de Ano Novo só). No começo da história, não tem nada a ver com o assunto desse post, mas depois a história surpreende!

Compre "O diário de Anne Frank"
Compre "Anjo da Morte"
Compre "O Leitor" (tem filme também)



Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!


* indicates required










Essa semana mesmo comecei a ler "Os bebês de Auschwitz" e ainda estou bem no comecinho e adorando!  O livro conta como 3 mães tiveram seus filhos no mais temido campo de concentração e eu ainda estou na história da 1a delas. O livro em alemão com marca de copo no capa é "O menino de pijama listrado" que finalmente estou lendo depois de ter me emocionado horrores com o filme (quem viu ou leu sabe o motivo - não vou dar spoilers). Nas fotos de baixo, 2 livros que li em 2015: "A garota que você deixou para trás", um romance razoavelmente novo, em que metade da história se passa em uma cidadezinha da França ocupada pelos nazistas - o nome do livro é na verdade o nome de um quadro na história - e "Ele está de volta", que conta com muito bom-humor como seria se Hitler acordasse nos dias de hoje (muito mais divertido quando você entende um pouco de história, um pouco de Alemanha e de Berlim).

Livros "Os bebês de Auschwitz", "O menino do pijama listrado", "A garota que você deixou para trás" e "Ele está de volta"

Compre "Os Bebês de Auschwitz"
Compre "O menino do pijama listrado" (tem filme também)
Compre "A garota que você deixou para trás"
Compre "Ele está de volta" (tem filme também)

ATUALIZAÇÃO EM 2017

Li os 2 livros abaixo em 2016/2017 por indicação de leitores pelo blog ou redes sociais e gostei bastante dos 2. Mas ressalto que o "Depois de Auschwitz" não foi escrito pela irmã da Anne Frank como diz a capa do livro porque a única irmã dela morreu em um campo de concentração! Fiquei inconformada que a editora mesquinha colocasse uma coisa dessas na capa do livro para vender mais! Essa autora Eva Schloss acabou virando enteada do pai da Anne muito depois da morte da Anne Frank. As irmãs do livro da direita são outras pessoas e não tem nada a ver com Anne Frank ou Eva Schloss.



Curiosidades sobre o holocausto (clique no link para o site original, em inglês)


  1. Um terço dos judeus daquela época foi assassinado durante o holocausto;
  2. Pelo menos 1.1 milhão de crianças judias foram mortas;
  3. O campo de concentração onde estava Anne Frank foi libertado por tropas britânicas poucas semanas após sua morte;
  4. Hitler planejava recolher milhares de objetos dos judeus para criar um "Museu de uma Raça Extinta" após a guerra;
  5. Witold Pilecki foi preso em Auschwitz voluntariamente para coletar informações, fugiu e contou para o mundo sobre os campos de concentração;
  6. A empresa Leica (de máquinas fotográficas) ajudou centenas de judeus, contratando e enviando-os para o exterior;
  7. A Mesquita de Paris ajudou judeus a escaparem dos nazistas fornecendo-lhes identidades muçulmanas durante a 2a Guerra Mundial;
  8. Hitler nunca visitou nenhum campo de concentração;
  9. A negação do Holocausto é um crime explícito ou implícito em 17 países, incluindo Alemanha e Áustria;
  10. Mais de 870 mil pessoas foram mortas em Treblinka, com um staff de apenas 150 pessoas;
  11. Os únicos descendentes de judeus poupados pelos nazistas foram aqueles cujos avôs e avós se converteram para o cristianismo antes da fundação do Império Germânico (1871);
  12. O lutador de boxe judeu Salamo Arouch estava preso em Auschwitz. Ele foi obrigado a lutar contra outros prisioneiros e quem perdia eram mortos. Ele sobreviveu mais de 2 anos e 200 lutas até que o campo fosse libertado;
  13. Uma família muçulmana que salvou judeus durante o Holocausto foi mais tarde salva por Israel durante o genocídio na Bósnia e acabou se convertendo ao judaísmo;
  14. 4 irmãs de Freud morreram em campos de concentração;
  15. Durante a 2a Guerra Mundial, 2 médicos poloneses salvaram  8 mil judeus inventando uma falsa epidemia de tifo, que impediu que os nazistas entrassem na cidade;
  16. Dachau, o 1o campo de concentração nazista, abriu 6 anos antes da 2a Guerra Mundial;
  17. Alfred Hitchcock filmou um documentário sobre o Holocausto em 1945 que ficou escondido até 1984;
  18. 99% dos judeus da Dinamarca sobreviveu ao Holocausto porque os dinamarqueses organizaram uma evacuação em massa para a neutra Suécia;
  19. Antes do Holocausto, Hitler deu uma chance aos EUA, Grã-Bretanha e outros de receberem refugiados judeus, mas eles recusaram;
  20. A empresa que criou o Zyklon B, gás utilizado para matar milhões de judeus, ainda existe e é uma empresa da área de controle de pestes;
  21. Um judia delatou até 3 mil judeus que estavam escondidos para proteger sua própria família. Mesmo depois dos nazistas enviarem seus pais e marido para um campo de concentração em 1943, ela continuou ajudando a Gestapo até 1945;
  22. Depois da guerra, um grupo de vingadores judeus formulou um plano de vingança para matar 6 milhões de alemães, envenenando a água de diversas cidades. A polícia britânica descobriu e frustrou o plano;
  23. O oficial da SS que prendeu Anne Frank se tornou um membro do serviço de inteligância da Alemanha Ocidental e comprou o livro escrito por ela para saber se era citado nele;
  24. Em Auschwitz, um guarda se apaixonou por uma prisioneira judia e salvou sua vida diversas vezes. Ela testemunhou a seu favor em seu julgamento após a guerra;
  25. Um cônsul japonês salvou 6 mil judeus concedendo vistos japoneses mesmo depois de ser proíbido pelo governo de concedê-los;
  26. Cerca de 60 milhões de marcos alemães (aproximadamente 125 milhões de euros hoje) foram gerados para o governo nazista pelo trabalho escravo em Auschwitz;
  27. Em 1945, Eisenhower previu que pessoas negariam a existência do Holocausto.

14 comentários:

  1. É um tipo de turismo 'pesado', mas completamente necessário pra gente entender melhor o mundo em que vivemos.

    As indicações dos livros são ótimas, já li alguns e coloquei outros na minha meta 2016. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Camila! Se tiver indicações, pode deixar por aqui. E obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Adorei o post!! Já vou colocar O leitor e Os bebês de Auschwitz na minha lista!! Goato muito de tudo relacionado ao assunto!! Bjooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal! Se tiver alguma sugestão, pode deixar aqui tb! Bjs!

      Excluir
  3. Muito legal o artigo! E foi um livro (O Diário de Helga) que me levou a visitar Terezin na República Checa, um campo considerado "modelo" pelos nazistas. Contei a história no meu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ler lá e colocar o livro na minha wishlist de leitura rs. Ah, tem bastante coisa sobre Terezin em "Os bebês de Auschwitz", mas não vou dar spoiler rs.

      Excluir
    2. Fernanda, já tinha visto "Os bebês de Auschwitz" nas livrarias e acabei não comprando porque tenho uma prateleira inteira de livros que ainda não li...rsrs Mas, se fala sobre Terezin, acho que ele vai saltar pro início da fila...

      Excluir
    3. Spoiler: rs uma das mães desses bebês passou um tempo em Terezin! O livro conta das 3 famílias e como as 3 mães foram parar em Auschwitz e aí fala também de outros campos/lugares.

      Excluir
  4. Recomendo ´A guerra de Clara´, um dos melhores que eu li sobre o assunto, vale a pena!

    ResponderExcluir
  5. Acho um tema importantíssimo pra estudo mas ao mesmo twmpo aterrador e triste. Por tudo que já li a reapeito, não sei se teria saude emocional pra visitar um campo. Os museus do holocausto que já visitei mundo afira já me abalaram muito. Em Amsterdã desisti de visitar a casa de Anne uando estava na porta porque me emocionou muito. Trnho muitos amigos na comunidade judaica e o assunto me toca muito profundamente e por isso meamo nunca vou parar de ler e estudar a respeito. Alguns livros dessa lista ainda não li mas já entraram pra minha listinha! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, "O diario de Anne Frank" foi um dos primeiros livros que li quando ainda era criança e gostei tanto que a casa dela era o principal local que queria visitar em Amsterdã... Todo o resto era lucro. AMEI a casa mas eh claro não tem como não se emocionar. Tb gosto de ler sobre o tema e sigo aumentando essa listinha, quem sabe em breve não tem a parte 2 desse post? Bjs Simone!

      Excluir
  6. Fernanda, tem o Noite e Neblina, documentário Francês, é um marco na filmografia sobre o assunto IIGM, Alemanha, Nazismo...

    ResponderExcluir