quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha

Liechtenstein é um dos menores países da Europa (e do mundo) e fica ali escondidinho entre a Áustria e a Suíça, pertinho do sul da Alemanha. A grande maioria dos brasileiros que conhece a capital Vaduz em um dia sai de Zurique na Suíça. O país é mais interessante para quem vai esquiar ou curtir a natureza, mas caso você queira só conhecer a cidade principal pela curiosidade de ver como é uma micro-nação, um dia é suficiente. Na minha viagem pela Europa Central no verão 2019, dormi algumas noites em Lindau, no sul da Alemanha, nas margens do Lago de Constança (Bodensee) e aproveitei para fazer um passeio de um dia para Vaduz porque o tempo estava bem feio para aproveitar atrações de natureza na beira do lago.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Castelo de Vaduz. Foto: Michael Gredenberg - CC BY-SA 3.0



Sobre Liechtenstein


Liechtenstein é um principado com pouco mais de 37 mil habitantes em seus 160 km² e a região é governada pela austríaca Casa de Liechtenstein desde 1140. Em 1719, o condado de Schellenberg foi unido ao de Vaduz e assim surgiu oficialmente Liechtenstein. Se tornou um país independente em 1806 com a dissolução do Sacro Império Romano-Germânico. A língua oficial é o alemão e a moeda é o franco suíço, mas o euro é bem aceito (eu não troquei dinheiro não e comprei um souvenir pagando em euro). É um território rico, conhecido por ser um paraíso fiscal e lavagem de dinheiro. O atual príncipe Hans-Adam II nasceu em 1945 e é o chefe de estado desde 1989, mas desde 2004 seu filho e herdeiro Aloísio atua como regente.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Trem austríaco e paisagens pela janelinha do trem e do ônibus entre Lindau e Vaduz.







Segundo a Wikipedia, o nome "Liechtenstein" provém da fusão das palavras liechten (forma variante do termo lichten, "clara" em alemão) e stein ("pedra" em alemão), portanto significando literalmente, na língua local, "pedra clara".  O país é o quarto menor da Europa, após o VaticanoMónaco e San Marino (que conheci em 2016). Cerca de um terço da população é de imigrantes alemães, suíços, austríacos, italianos e portugueses, principalmente.

Curiosidade: existem outros locais com o nome "Liechtenstein" - um castelo famoso na Alemanha, outro castelo na Áustria e uma cidade perto de Tübingen, na Alemanha. Não pesquisei a relação, mas provavelmente por conta do sobrenome da mesma família.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Mapa do micro-estado. Existem outras cidades além de Vaduz, mas estão mais para pequenas vilas. Fonte: wikipedia/domínio público


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Mapa de folder distribuído no centro de informações turísticas



Roteiro de um dia em Vaduz/Liechtenstein


Desci do ônibus próximo à Catedral de St Florian, construída entre 1868 e 1873 em estilo neogótico (fotos abaixo) - ali fica o mausoléu da família real. Fui voltando caminhando pela rua principal Städle para o mini centrinho mais movimentado. Vindo de uma cidade de um milhão de habitantes (Campinas-SP), mesmo a capital de Liechtenstein parece uma vilazinha perdida no meio do nada e quase vazia... São cerca de 5 mil habitantes em Vaduz. Estava chovendo um pouco mais forte nessa hora e passei bem rápido por alguns dos prédios principais.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Catedral, algumas estátuas e Casa do Governo, uma das construções mais imponentes de Vaduz, construída entre 1903 e 1905 por um arquiteto austríaco chamado Gustav von Neumann. O mais novo prédio do Parlamento (abaixo) estava coberto por tapumes infelizmente.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Inaugurado em 2008, comporta o parlamento de 25 pessoas. Foto: Böhringer Friedrich/ CC-SA 2.5



Essa viagem foi em 2019, ano em que estavam comemorando os 300 anos da criação do principado. Só descobri isso ao ver os banners do lado de fora do Liechtensteinisches Landes Museum, que sinceramente eu não estava no clima de visitar e não entrei (milagre!). Confiram aqui a exibição permamente do museu (em inglês). Parei no centro de informações turísticas para comprar o selo abaixo! Já que não controlam a entrada de pessoas nas fronteiras com a Suíça ou a Áustria, é o único jeito de ter o carimbo no passaporte. Custava 2,75 euros/3 francos e você pode também comprar algum souvenir no local e tirar foto com coroa no "trono" fake rs.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Dali da rua principal somente para pedestres - Städle - temos uma vista bonita para as montanhas (Alpes) já na Suíça porque a fronteira é ali pertinho da capital. E do outro lado, o Castelo de Vaduz. Esse trenzinho azul funciona nos meses mais quentes (entre abril e setembro geralmente) e faz um circuito para conhecer um pouquinho mais além do centrinho de Vaduz.



Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!
* indicates required












Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
Castelo de Vaduz


Apesar de ser um símbolo de Liechtenstein, não é possível visitar o castelo de Vaduz porque ele é usado como moradia pela família real até hoje! Existe um caminho saindo da Städle para o castelo e você pode fazer pelas vistas panorâmicas da região, mas não é permitido entrar nele. Eu tentei começar a subir, mas era muito íngreme e as batatas das minhas pernas não estavam mais aguentando depois de um mês de viagem turística intensa, andando muitos quilômetros por dia (estava completando um mês de viagem naqueles dias e já sabia que esse meu primeiro mês ia ser mais intenso mesmo). O castelo é do século XII e está na família desde 1712, mas só se tornou a residência oficial dos príncipes de Liechtenstein em 1938. No museu do principado tem uma maquete de como ele era antigamente e as partes que foram acrescentadas depois.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha


Na região do Museu de Arte de Liechtestein (que abrange coleções de Arte Moderna e Contemporânea, além de exposições temporárias) inaugurado em 2000, ficam muitas esculturas ao ar livre também. O prédio em si do museu é um caixotão escuro bem feio para o meu gosto. Eu não entrei e fiquei só tirando foto das obras de arte que estavam do lado de fora - algumas fotos acima e algumas abaixo - incluindo a Ruhende Frau (1993) de Botero. Além da preguiça, confesso que não queria gastar com o ticket caro. Mas o Postmuseum é grátis então visitei o Museu Postal/dos Correios ali pertinho! Não tem muitas fotos porque o reflexo dos vidros não colaborava, mas o pequeno museu conta sobre a obsessão do país todo por selos e sobre a história dos correios na região. Inclusive mesmo sem entrar no museu você pode ver alguns dos selos mais famosos no chão ali pela Städle mesmo (algumas fotos acima e outras abaixo)! Selos contam sobre a História de um local, homenageiam pessoas e marcam eventos importantes, mas com a internet são hoje quase que só coisa de colecionador. A coleção do museu é imensa, incluindo selos da Primeira e Segunda Guerras Mundiais


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha


No mesmo prédio do Postmuseum, fica a Câmara dos Tesouros ou SchatzKammer (ingresso combinado com o Museu do Principado que já falei lá em cima), que não visitei, mas aqui tem fotos do que você encontra por lá - o principal são as joias da coroa. Não é permitido tirar fotos. Cheguei então em uma pracinha ao lado da Prefeitura de Vaduz (Rathaus) e sentei para comer meu lanche e observar a vida passar. Trabalhadores em horário de almoço, crianças voltando da escola, excursões principalmente de asiáticos enchendo os restaurantes caros... Comprei uma imã de geladeira com o castelo de Vaduz para os meus pais ali por perto e como estava cansada demais, decidi começar meu caminho de volta.


Conhecendo Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia, saindo da Alemanha
A praça da prefeitura com mais esculturas, inclusive a dos Três Cavalos.. Nessa última foto da montagem, um mini terminal de ônibus onde peguei o busão para ir embora de Liechtestein


Não tenho dicas de onde comer em Liechtenstein porque já sabia que era um país bem caro e como seria só um passeio de algumas horas, fiz um café da manhã mais reforçado com itens comprados no supermercado na Alemanha, levei um lanchinho  e comprei mais alguma comidinha em uma lanchonete na estação de trem em Feldkirche (Áustria) no trajeto de volta.

Para explorar Liechtenstein além de Vaduz, veja o blog Deguste seu destino. Para quem curte vinhos, o destaque é a vinícola Hofkellerei. Além de Vaduz, a outra cidade "maiorzinha" é Schaan, mas aposto que é tão tranquila quanto e sem muito o que fazer para quem gosta de agito e movimento nas ruas como eu.


Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na maior parte da Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogReal Seguros - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!


Seguro viagem europa 336x280


Como conhecer Vaduz (capital de Liechtenstein) em um dia saindo da Alemanha?


Caso você esteja viajando de carro pela região, a logística é mais fácil. Mas caso você esteja viajando de transporte público como eu, não é tão difícil.

Saindo de Lindau (Alemanha), o caminho mais fácil é pegar um trem para Feldkirch (Áustria) e ali na frente da estação de trem, pegar um ônibus para Vaduz. Desça na estação Vaduz Post ou Vaduz Kirchstrasse perto da igreja que foi minha primeira parada desse dia e vá caminhando pelo centro, seguindo o caminho de volta do ônibus. Peguei o mesmo ônibus de volta para Feldkirch no mini terminal de ônibus atrás da prefeitura (Rathaus). Cada trajeto de trem + ônibus leva em torno de 1h40. Confirme sempre os horários e paradas pelo site ou aplicativo da Deutsche Bahn, mas na época em que escrevo este post (dezembro/2021), você deve pegar o trem regional (por exemplo REX 5565, mas pode ser outro número) para Feldkirch e de lá, o ônibus 11 em direção a Sargans.

Em 2019, paguei 19,30 euros em um passe de transporte válido para a região por um dia inteiro para uma pessoa. Não consegui comprar o ticket na máquina da Deutsche Bahn na estação de Lindau - só consegui na máquina da ÖBB (empresa de trem austríaca) na mesma estação. Não sabia o nome do passe, mas simplesmente digitei o trajeto lá, a data, os horários aproximados que queria sair de Lindau e que queria estar de volta lá e a própria máquina sugere o passe diário ao invés de comprar um ticket para a ida e outro para a volta. Pesquisando agora (dezembro/2021) no site da ÖBB, somente a ida custaria 12,10 euros e o ticket de um dia (Tageskart) 20,10 por pessoa.

Daria tempo de conhecer Feldkirch rapidamente na volta ou então parar em outra cidade no caminho, como Bregenz, mas o dia estava bem feio e chuvoso e eu extremamente cansada então voltei logo para Lindau para descansar antes de sair para jantar e dar uma volta à noite. As opções de parada também não eram algo imperdível.


Quer viajar usando o mesmo chip que eu usei na Alemanha? Leia aqui tudo sobre esse chip! Ele funcionou perfeitamente durante esse passeio por Liechtenstein e na parada na Áustria!


Viaje Conectado


Onde ficar em Vaduz ou em outros lugares de Liechtenstein?


Eu não dormi no principado, que é bem caro, mas indico aqui as hospedagens onde poderia ficar em uma próxima visita. Veja aqui todas as opções de hospedagens no micro-país Liechtenstein e aqui todas as opções na capital Vaduz.

Para quem precisa economizar, a principal dica é o hostel em Schaan e entre as opções mais sofisticadas do país, gostei muito do Park Hotel Sonnenhof - Relais & Châteaux, por exemplo para uma viagem de lua de mel.

Bem na área para pedestres no centrinho de Vaduz, ficam o Residence Hotel e o Hotel Vaduzerhof by b_smart. Outras opções legais pelo país seriam Landhaus am Giessen (ainda bem perto do centrinho)Gasthof LöwenHotel Meierhof, Hotel Oberland ou JUFA Hotel Malbun, o último bastante indicado para quem quiser praticar esportes de inverno.





Booking.com






Roteiro de um dia em Vaduz/Liechtenstein no mapa



Marquei no mapa abaixo todos os pontos interessantes em Vaduz e Liechtestein que citei no post em roxo. Em preto, estão os pontos de ônibus por onde cheguei e saí e também onde parei na Áustria. O centro de informações turísticas está em rosa e em laranja, a vinícola mais famosa do país.







Vaduz/Liechtenstein não é o lugar mais bonito ou interessante para passear pela Europa, mas vale a pena matar a curiosidade de conhecer um mini país caso você esteja na região. Me conte o que achou sobre esse lugar curioso nos comentários!


Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações e tours no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

4 comentários:

  1. Gente, lendo blogs e conhecendo o mundo, que maravilha! Nunca tinha ouvido falar dessa cidade, esses países pequenos geralmente são bem desconhecidos. Obrigada por compartilhar.

    ResponderExcluir
  2. Conheci Vaduz num passeio de um dia, como vc, mas partimos de Zurique. Também temos a foto nesse trono e o carimbo no passaporte, que é lindo (bem podia ser gratuito). É um passeio bem simpático

    ResponderExcluir

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.