domingo, 20 de novembro de 2016

Piazza San Marco em Veneza

Meio difícil começar a postar de Veneza por outro tópico que não seja a Piazza San Marco, - segundo Napoleão, "a mais elegante sala de estar da Europa". É aqui que ficam os grandes ícones dessa cidade já icônica e é impossível (e até um desperdício de oportunidade) ir a Veneza e não passar pela Piazza San Marco. Consequentemente, ela está sempre lotada de gente!

Basilica de San Marco e Campanario na Piazza San Marco, Veneza
Basilica di San Marco e Campanario na Piazza San Marco, Veneza

A praça originou-se no século IX, com um pedaço de terra em frente à Basílica di San Marco e foi ampliada para sua forma atual em 1177 quando um rio e um porto foram aterrados. Leiam mais sobre a história da praça na wikipedia. Leiam aqui sobre o fenômeno acqua alta, que quando atinge Veneza, sempre atinge a Piazza San Marco, que é o ponto mais baixo da cidade.

vista aérea do Campanario e Palazzo Ducale, Veneza
Em outro post eu conto como e onde fazer essa foto do Campanario, Palazzo Ducale e um pedacinho da Piazza San Marco

No mapinha abaixo, marquei os principais pontos turísticos nos arredores da praça e alguns restaurantes/cafés famosos por ali. Conhecemos tudo isso em um dia e ainda sobrou tempo, mas não pegamos quase nenhuma fila - o que é bem raro! Tem um videozinho logo abaixo do instagram do blog, onde mostro um pouquinho do clima da praça à noite. É sensacional dar uma passada aqui após o jantar e curtir uma musiquinha antes de ir para o hotel!




Vejam aqui todos os posts dessa viagem de mais de 20 dias pelo norte da Itália! Ainda estou longe de acabar os posts, mas já tem bastante dica aqui no blog!





Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!





A parte ruim da praça é o excesso de pombos e vendedores ambulantes por ali. Existem alguns com barraquinhas que são ok e outros sem barraquinha que são irritantes demais! Todos os milhares de turistas passam por aqui e todo mundo quer aproveitar e ganhar uma graninha com isso. Existe muito policiamento e vi por diversas vezes alguns ambulantes (dos que não tem barraquinhas) saírem correndo de algum policial (imagino que deve ser por conta de produtos contrabandeados, pessoas ilegais na Europa e coisas assim). E nem pense em perguntar preço nenhum se não quiser que um dos vendedores grude em você!!! Aliás, os policiais sempre iam atrás do pessoal que vendia milho para dar para os pombos - ninguém merece pagar para tirar foto com pombo! Aff...

Vamos falar agora das atrações da praça!

Basílica de San Marco


A imponente construção mistura elementos do ocidente e do oriente. Os cavalos de bronze do exterior são cópias (os originais estão no interior da basílica) e foram trazidos de Constantinopla em 1024. Mosaicos de diferentes épocas enfeitam os cinco portões e o portal principal é emoldurado por entalhes românicos feitos entre 1240 e 1265. No mosaico da fachada, o corpo de San Marco está sendo levado para a basílica, após ter sido supostamente roubado em Alexandria.

Basilica di San Marco, Piazza San Marco, Veneza

O piso de mosaicos da igreja mostra lindas figuras de animais como aves, mas está muito irregular devido às estacas que sustentam Veneza. O corpo de San Marco teria sumido no incêndio de 976 e reaparecido em 1094. Seus restos estão no altar. A igreja magnífica que conhecemos é a terceira presente no mesmo local. A partir de 1075, os navios que voltavam do exterior eram obrigados a trazer um presente precioso para enfeitar a casa de São Marcos. Depois de 1807, sucedeu San Pietro di Castello como catedral de Veneza.




O teto e algumas paredes (mais de 4 mil m2) são revestidos de mosaicos dourados, sendo os mais antigos do século XII. Existem ali algumas reproduções de obras de Ticiano, Tintoretto e Veronese. Destacam-se o Domo da Ascensão do século XIII no centro da Basílica e acima da nave, o Domo de Pentecostes, do século XII.

Basilica di San Marco, Piazza San Marco, Veneza

Não tirei quase nenhuma foto aqui porque era proibido (essas acima são bem da entrada, do local onde conferem se você está suficientemente vestido - sem decotes ou saia/shorts curto). A entrada geral é grátis, mas a fila costuma ser longa! Existem algumas partes da Basílica com entrada paga, como o Museu San Marco (onde estão os cavalos de bronze originais e de onde se tem uma vista legal da praça), que não entramos - mas no link acima tem o post do blog Aquele Lugar que visitou! Para encontrar o museu, siga indicação de "loggia dei cavalli". Paga-se também para ver a Pala d´Oro, uma peça riquíssima atrás do altar - esse era só 2 euros e rapidinho de se ver então entramos e olha - é uma peça só, mas ficamos um tempinho ali admirando porque é impressionante demais! Quem quiser spoiler, veja este link. Encomendada em 976 dC, a peça foi sendo mais enfeitada ao longo dos anos e mesmo com algumas pedras tendo sido retiradas por Napoleão, as 250 pinturas esmaltadas em folha de ouro com moldura gótica de prata, ainda contam com muitas pérolas, rubis, safiras e ametistas. Outro trecho pago é o Tesouro, que não entramos. Tanto o museu como o tesouro custavam algo em torno de 5 euros por pessoa.

Basilica di San Marco, Piazza San Marco, Veneza

Palazzo Ducale (ou Palácio dos Dodges ou  Palácio Ducal)


Um primor da arquitetura gótica, era a casa dos governantes de Veneza e a sede do governo. Foi fundado no século IX, mas a aparência externa é resultado de intervenções nos séculos XIV e XV. Destaque para a a Sala del Maggior Consiglio, a Escadaria dos Gigantes e a Porta della Carta na saída (ao lado da Catedral).

Palazzo Ducale, Veneza

Palazzo Ducale, Veneza
Na frente/lado do palácio ficam essas 2 colunas com estátuas - a da esquerda com o leão alado símbolo de Veneza e a da direita, com São Teodoro, antigo padroeiro de Veneza antes de São Marco com um lança e um crocodilo (ou seria jacaré?)

Palazzo Ducale, Veneza
Porta della Carta (na verdade a saída do palácio já bem do ladinho da Basílica de San Marco), escultura "Os Tetrarcas" já na parede da Basílica. Essa escadaria dentro do Palazzo Ducale é o destaque do pátio (Escadaria dos Gigantes).

Palazzo Ducale, Veneza
Escadaria dos Gigantes novamente, Arco Foscari e mais uma estátua de San Teodoro e o crocodilo

Palazzo Ducale, Veneza

visita regular leva a diversas salas e existe também um tour por partes secretas (mais detalhes abaixo), mas prepare-se para filas imensas nessa atração caso vá somente visitar sem o tour. Nós chegamos cedinho (+/- 9h) e entramos rápido! Podem haver algumas alterações no itinerário de acordo com restaurações e eventos fechados (algumas salas estavam fechadas quando fomos, mas ainda vimos a maior parte).

Palazzo Ducale, Veneza

Palazzo Ducale, Veneza
Como vocês podem ver, TODAS AS SALAS SÃO MARAVILHOSAS!

Palazzo Ducale, Veneza

Palazzo Ducale, Veneza

Palazzo Ducale, Veneza

Palazzo Ducale, Veneza
Nas 2 fotos de cima, a Sala del Maggior Consiglio, destaque da visita.

Depois de passar por todas essas salas maravilhosas, passamos pela Ponte dos Suspiros (abaixo) e seguimos para a antiga prisão.

Palazzo Ducale, Veneza


Informações Práticas


Site: Museus da Praça São Marcos

Preço: 19 euros para 4 museus (Palazzo Ducale acima, Museo Correr, Museu Arqueológico e Biblioteca Marciana abaixo).
Horários de funcionamento: Palácio Ducal: aberto das 08h30 às 19h00 de 1 de Abril a 31 de Outubro e das 08h30 às 17h30 de 1 de Novembro a 31 de Março. Fechado: dia de Ano Novo e dia de Natal. Museu Correr e Museu Arqueólogico: aberto das 10h00 às 19h00 de 1 de Abril a 31 de Outubro e das 10h00 às 17h00 de 1 de Novembro a 31 de Março. Fechado: dia de Ano Novo e dia de Natal. Biblioteca Marciana: aberto de Segunda-feira a Sexta-feira das 08h00 às 19h00 e no Sábado das 08h00 às 13h30. Fechado: Domingo, 1 e 6 de Janeiro, 25 de Abril, 1 de Maio, 2 de Junho, 15 de Agosto, 1 e 21 Novembro, 8-25-26 de Dezembro

Itinerário Secreto - Palazzo Ducale: 20 euros - reservar o tour com o idioma necessário pelo site.


Compre aqui os seus ingressos para atrações de Veneza, através do parceiro do blog Ticketbar!

Museus da Piazza San Marco



Tour - Itinerário secreto do Palazzo Ducale





Ponte dos Suspiros


Essa famosa ponte veneziana não fica na praça propriamente dita, mas coloquei neste post pois ela faz parte do Palazzo Ducale. Construída em 1600 para unir o Palazzo Ducale à prisão, recebeu esse nome pois era aqui que os prisioneiros davam o seu último suspiro. Durante o tour pelo palácio, passamos pela ponte e é muito estranho ver aquele aglomerado de turista na ponte da frente tirando foto de "você".

Ponte dos Suspiros, Veneza

Campanário


A primeira torre no local foi construída em 1173 para ser um farol e ajudar os navegadores. Na Idade Média serviu como prisão e sofreu algumas reformas, mas permaneceu intacta até o início do século XX. A torre atual foi uma reconstrução após o colapso da anterior em 1902. Foi reaberta para o público em 1912, com o acesso facilitado por um elevador.

Campanario, Piazza San Marco, Veneza

Do topo dos quase 100m do campanário, avista-se até os Alpes em dias limpos e sempre se tem uma vista linda da laguna de Veneza (mas eu achei a vista da Piazza San Marco bem ruim, provavelmente porque fica perto e alto demais!). Entrar no Museu San Marco (que falei acima), pode ser uma alternativa caso a fila do campanário esteja gigante - mas aí não seria tão alta! Preço: 8 euros, com elevador.

Veneza vista do alto do Campanario da Piazza San Marco

Veneza vista do alto do Campanario da Piazza San Marco

Veneza vista do alto do Campanario da Piazza San Marco

Torre dell´Orologio


Do Renascimento (fim do século XV), tem mecanismos escondidos. Tem representações das fases da lua e dos signos do zodíaco. Diz a lenda que quando foi concluído, arrancaram os olhos dos inventores para que não copiasse o projeto. No topo superior, está o famoso leão alado de São Marcos com fundo azul cheio de estrelas. No topo, 2 figuras conhecidas como "os mouros" tocam o sino de hora em hora. Veja mais detalhes sobre a Torre do Relógio em um post exclusivo do blog Itália per amoreÉ necessário reservar com antecedência - vejam os horários e idiomas do tour de 1h aqui. Preço: 12 euros, com direito a entrar também no Museu Correr, Museu Arqueológico e na Biblioteca Marciana.

Torre dell´Orologio, Piazza San Marco, Veneza
A foto debaixo da direita é o outro lado do relógio, quando você entra na ruazinha que sai de San Marco em direção ao Rialto e olha para trás!

Museu Correr


Pouco conhecido entre os turistas, conta um pouco da história de Veneza e está interligado ao Museu Arqueológico e à Biblioteca Marciana (a última estava fechada quando visitei). O núcleo das peças foi a doação do acervo de Teodoro Correr em 1830 e por isso o nome do museu. Conta com um acervo de mapas, moedas, armaduras e vários objetos relacionados aos doges. A galeria de quadros só tem o acervo superado pela Accademia., incluindo pinturas de Carpaccio e esculturas de Canova.

Museo Correr, Piazza San Marco, Veneza
A entrada fica embaixo dessa faixa vermelha

Museo Correr, Piazza San Marco, Veneza
Salas que hospedaram a Imperatriz Elizabeth, a Sissi

Museo Correr, Piazza San Marco, Veneza

Museo Correr, Piazza San Marco, Veneza

Museo Correr, Piazza San Marco, Veneza

Está instalado em prédios ao redor da Piazza de San Marco, que foram residências e gabinetes dos procuradores da Sereníssima República de Veneza. Uma das partes era antes ocupada por uma igreja, que foi demolida por Napoleão para construir mais um prédio interligando os que já existiam antes e assim "fechando" a praça. A Ala Napoleônica seria a sede da corte francesa em Veneza.

Preço: 19 euros para 4 museus (Palazzo Ducale acima, Museo Correr, Museu Arqueológico e Biblioteca Marciana abaixo).

Quer um roteiro prontinho para 2 dias em Veneza? Veja esse super ebook com o básico da cidade + o roteiro!


 Compre agora o seu roteiro de 2 dias em Veneza!


Restaurantes/Cafés famosos


Difícil dizer que todo e qualquer restaurante/bar na região vai ser pegadinha para turista, mas é beeem provável! Os mais famosos na praça mesmo são o Caffè Florian, Cafe Lavena e Ristorante Quadri. Os preços são absurdos (até cheguei a dar uma olhada nos cardápios), mas uma coisa legal para quem se hospeda na região é após o jantar, seguir para a Piazza San Marco e observar os grupos que tocam versões clássicas de músicas famosas na frente de cada um desses estabelecimentos históricos. Os espectadores (dezenas por noite) seguem de restaurante em restaurante acompanhando os músicos. Quando um começa o intervalo, o pessoal partem para o próximo e assim vai o revezamento noite adentro.

Restaurantes e cafés famosos na Piazza San Marco, Veneza

Restaurantes e cafés famosos na Piazza San Marco, Veneza



Fora da praça, mas bem perto fica o famoso Harry´s Bar, onde foi inventado o coquetel Bellini. Do grupo Cipriani, preparem as carteiras! Veja aqui a receita para preparar o seu Bellini!

Bellini no Harry´s Bar, Veneza

Bellini no Harry´s Bar, Veneza
Esqueci de anotar o preço de uma das bebidas mais caras da minha vida, mas acho que o Bellini custou 16 euros (com as azeitonas) . O café e a torta , eu não lembro mesmo.


Quem mais ficou louco quando pisou na Piazza San Marco pela primeira vez??? Este post contém links para afiliados.


Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

2 comentários:

  1. Que post completo! E eu que achei que você só fosse falar da Piazza San Marco... adorei! Quantas atrações que nem cheguei a conhecer...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha Se é pra fazer o serviço, vamos fazer bem feito né? rs

      Excluir