sexta-feira, 20 de julho de 2018

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos?

Quase todo mundo visita Ravenna para ver os maravilhosos mosaicos bizantinos, mas a cidade também tem outras atrações, ruas antigas, praças fofas e aquele clima de cidade histórica não muito grande. A cidade ganhou poder no século I, quando o imperador Augusto construiu um porto na vizinha Classis (Classe). Ravenna foi transformada na capital do Império do Ocidente com a decadência de Roma, mantendo a posição entre os séculos V e VI.

Eu conheci a cidade fazendo um bate-volta de Bolonha, onde estava hospedada e acho que foi um dos bate-voltas mais interessantes e aproveitados. Para informações sobre horários de abertura, ingressos etc, cliquem nos nomes das atrações para abrirem os sites oficiais ou a página do escritório de turismo da cidade.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Piazza del Popolo
Piazza del Popolo (mais detalhes sobre a principal praça de Ravenna abaixo

Tumba de Dante Alighieri


Dante Alighieri foi exilado de Florença e morreu em Ravenna em 1321. A tumba foi erguida em 1780 pelo arquiteto Morigia de Ravenna. Aqui existe um lampião que é alimentado com óleo proveniente de Florença.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Tumba de Dante Alighieri

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Tumba de Dante Alighieri

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Tumba de Dante Alighieri


Leia aqui todos os posts sobre a Itália no blog!



Basílica de São Francisco com cripta submersa


Era onde Dante rezava durante seu exílio em Ravenna. A primeira igreja construída no local é do século V e entre os séculos X e XI, a igreja foi completamente reconstruída (o solo foi elevado e se perderam os mosaicos). Em 1261, foi confiada aos franciscanos e daí vem o nome de São Francisco. A cripta do século X está submergida e no fundo é possível ver os restos do mosaico do pavimento. O campanário do século IX, em formato quadrado com 32,9m de altura também chama a atenção.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Basílica de São Francisco com cripta submersa




Igreja de São João Evagelista


Construída no século V por Gala Placídia, acabamos encontrando sem querer. A sua torre do sino é do século X. Foi severamente danificada por um ataque aéreo em 1944, perdendo afrescos dos século XII-XIV e mosaicos.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Igreja São João Evangelista


Veja aqui como foi o nosso roteiro completo de 18 dias pelo norte da Itália e San Marino!

Piazza del Popolo


As 2 colunas da praça são testemunhas do governo veneziano em Ravenna. Em uma delas, San Vital substiutuiu o leão de Veneza. Destaque para o Palazzo della Comune com pórticos (prefeitura) reconstruída em 1681. Ao lado, o Palazzetto Veneziano (1461), para a Igreja do Sufrágio, do século XVIII e a estátua de Garibaldi na praça anexa em homenagem à ele.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Piazza del Popolo

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Piazza del Popolo

Acabamos comendo bem ali na praça no restaurante Grand Italia (review do TripAdvisor), com localização extremamente turística, com vista para a linda praça! Por conta disso, não é barato e comida é somente ok. Se perderam um pouco no atendimento no nosso caso pois haviam muitas mesas ocupadas lá fora e só uma atendente e ainda trocaram os turnos no meio da refeição.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Piazza del Popolo


Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!

* indicates required










Palácio de Teodorico


Construído entre os séculos VII e VIII, não é contemporâneo a Teodorico (que morreu no século VI). O verdadeiro palácio de Teodorico estava ao lado da atual igreja San Apolinar Nuovo. O edifício que hoje é conhecido como "Palácio de Teodorico" acredita-se ser um pedaço da igreja de San Salvador ad Calcos.

Catedral de Ravenna - Basílica Ursiana


Quando Ravenna tornou-se capital do Império do Ocidente em 402, o bispo mudou-se para a catedral de 5 naves. A basílica foi reestruturada no século IX e X e novamente no século XVI, mas foi demolida no período barroco. Na construção da igreja barroca entre 1734 e 1745, usou-se elementos da catedral primitiva, como as colunas na entrada do pórtico e da porta principal. Aqui fica o sepulcro de San Barbaciano, médico e conselheiro de Gala Placídia. Aproveite para visitá-la quando entrar no Batistério Neoniano ali ao lado.


O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Catedral de Ravenna - Basílica Ursiana


Cripta Rasponi e Giardini Pensili - Palazzo della Provincia


Uma cripta (na verdade um pequena capela, com um pouquinho de mosaico) e um jardim lindo no centro da cidade!



Está gostando do post? Aproveite para curtir a nossa fanpage no Facebook





Rocca (Fortaleza) Brancaleone


Perto da estação de trem, os venezianos construíram essa fortaleza entre 1456 e 1470 para melhorar as defesas da cidade (além de outras fortificações e muralhas). Foi fundamental na defesa de Ravenna quando o Duque de Urbino atacou a cidade em 1503, mas 9 anos depois caiu na batalha com os franceses. O sistema defensivo da fortaleza foi tornado-se inútil com a introdução cada vez mais maciça de canhões no século XVI. A área virou um parque e ali acontecem eventos durante o verão.

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Rocca (Fortaleza) Brancaleone

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Rocca (Fortaleza) Brancaleone

Mausoléu de Teodorico


Juntamente com os 7 primeiros lugares que falei no post sobre os mosaicos de Ravenna, esse mausoléu foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO - o conjunto recebeu o nome de Monumentos Paleocristãos de Ravenna. Construída em 520 a mando de Teodorico no cemitério godo. A cúpula foi feita a partir de um único bloco de pedra de Istria. Só vimos o mausoléu por fora mesmo. Leia mais sobre o mausoléu aqui (em espanhol).

O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos? Mausoléu de Teodorico

Museu de Arte de Ravenna


O museu está em um antigo monastério lindo, mas não achei que tendo tão pouco tempo na cidade valeria a pena visitar algum museu fechado. A mostra contém pinturas do século XIV ao século XXI e mosaicos modernos.
O porto antigo de Classe foi provavelmente construído no século V aC e tem cerca de 10 mil metros quadrados de área. Podemos ver como era um porto dos séculos V-VI. A exposição foi remodelada e as novidades podem ser conferidas a partir de dezembro/2018. Mais afastado do centro histórico - vá de ônibus, trem ou táxi.





Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!




O que ver e fazer em Ravenna além dos mosaicos no mapa


Marquei em preto a estação de trem e informações turísticas. Em verde estão os mosaicos de Ravenna, sendo as estrelas os que são patrimônios da UNESCO e o quadradinho, outros lugares. Em roxo estão as atrações deste post: estrela para patrimônio da UNESCO, coração para os lugares mais importantes e quadradinho para os que achei menos interessantes.





O que ver em Ravenna (Itália) além dos mosaicos?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.