quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável

Bonito (MS) já foi eleito o melhor destino de ecoturismo no Brasil simplesmente 16 vezes até antes da pandemia! E em 2013, recebeu o prêmio internacional de melhor destino de turismo responsável do mundo na WTM de Londres, uma das maiores e mais importantes feiras de turismo!



Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Nascente Azul
Nascente Azul - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Cachoeira Rio da Prata
Cachoeira Rio da Prata - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público




Eu passei um feriado em Bonito muitos anos atrás e até hoje está entre os lugares mais maravilhosos que já fui! O destino é cheio de atrações de natureza como grutas, cachoeiras, rios de água cristalina, trilhas, balneários etc e fica no Parque Nacional da Serra da Bodoquena na borda do Pantanal.



O que é turismo sustentável e responsável?


Ainda vou fazer mais posts sobre o assunto porque há muito o que se falar sobre isso, mas seria basicamente um tipo de turismo que preserva a natureza, não explora os seres humanos e coloca valores como desenvolvimento sustentável acima do lucro. Leia mais sobre turismo sustentável no blog Viajar Verde e sobre turismo responsável no blog Nuny pelo mundo.


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Nascente Azul
Nascente Azul - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Nascente Azul
Nascente Azul - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Nascente Azul
Nascente Azul - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


O turismo representa 45% do PIB de Bonito, injeta R$ 300 milhões na economia local com um pouco mais de 209 mil turistas em 2019. São 478 empresas do setor, que geram 2 mil empregos em uma cidade com cerca de 22 mil habitantes (estimado para 2021).



Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável


Preservação da natureza para as gerações futuras


Quando eu estudei Turismo na faculdade no início dos anos 2000, Bonito era o maior exemplo para o país todo de sustentabilidade no turismo e extensamente estudado em sala de aula (ou até em viagens técnicas, como foi o meu caso em 2003 rs). O grande diferencial de Bonito é que o governo (juntamente com os responsáveis pelas empresas turísticas da área) estabeleceu a capacidade de carga de cada atração - um limite de quantas pessoas poderiam visitar aquele determinado atrativo por dia. Vários desses estabelecimentos e atividades que fazemos em Bonito estão em locais com ecossistemas frágeis e esse limite seria para preservar tudo aquilo para as gerações futuras.

Por incrível que pareça, essa atitude foi revolucionária nos anos 90, pois o mais comum sempre foi explorar cada atração pelo Brasil para gerar o lucro máximo possível até não ter mais como recuperar o local - isso não só no turismo, mas com qualquer outra indústria. Até hoje temos locais e atividades problemáticas, mas cada vez mais vemos melhorias e novidades positivas nesse setor. No exterior, essa preocupação começou um pouco antes e segue mais avançada em alguns lugares, menos avançada em outros.

Esse limite de turistas nas atrações de Bonito existe até hoje e é controlado por um voucher. Não é possível visitar a atração que o turista quiser no dia que quiser, sem se planejar - na alta temporada e feriados é necessário reservar as atrações mais concorridas com antecedência - mas são tantas atrações e atividades que ninguém fica sem passeio (dizem que dá para passar um mês inteiro por lá fazendo um passeio por dia sem repetir!). O preço é tabelado em todas as agências, mas você precisa garantir os seus ingressos com alguma delas. Não sei até que ponto a cidade se destaca tanto assim no cenário de turismo sustentável/responsável até os dias de hoje - mesmo porque outras iniciativas e outros locais começaram a se preocupar com o tema também. Ah, todas as atrações só podem ser visitadas com guia!

Observando a flora e a fauna da região


A primeira atração que eu conheci em Bonito (na verdade fica na cidade vizinha de Jardim rs) foi o Buraco das Araras, a maior dolina da América do Sul. É possível observar vários animais ali, mas o destaque são as araras de vários tipos. Elas são aliás a figura mais representada nos souvenirs de Bonito em geral.


 




O ecossistema principal em Bonito é o cerrado e não teria um nome melhor para a cidade - é uma paisagem de cair o queixo atrás de outra!


Quer conhecer outro destino maravilhoso aqui mesmo no Brasil? Veja aqui 5 motivos para viajar para Foz do Iguaçu e porque todo brasileiro deveria conhecer as cataratas!



Esporte de aventura e ecoturismo em Bonito


Viajar para Bonito muito provavelmente vai significar uma série de atividades intensas (a grande maioria aquática): rafting, boia cross, trilhas, arvorismo, passeios de quadriciclo, caiaque ou cavalo, flutuação e rapel e outros esportes de aventura. Flutuação é o mais tranquilo deles, mas os instrutores deixam beeeem claro e repetem dezenas de vezes durante os passeios que não é permitido encostar no fundo (leito) do rio e isso pode ser mais difícil e demandar esforço para quem não saiba nadar direito ou se distraia por algum motivo. Foi a atividade que eu mais gostei de fazer em Bonito e na época, eu e uma amiga compramos uma máquina fotográfica descartável à prova d´água na entrada da atração para poder tirar fotos embaixo d´agua daquele monte de peixinho fofo que passou nadando embaixo da gente.


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Rio Sucuri
Rio Sucuri- Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Rio Sucuri
Rio Sucuri- Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Vale a pena DEMAIS investir naquelas capas para usar celular debaixo d´água (eu até comprei uma em Porto de Galinhas, mas não confiei 100% - prefiro não arriscar) ou mesmo comprar uma máquina fotográfica com essa possibilidade (não existia naquela época ou era extremamente cara, mas hoje existem modelos de R$200,00 - R$300,00 - não precisa ser uma super GoPro cara).





Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável - Gruta Lagoa Azul
A Gruta Lagoa Azul é um dos passeios mais populares de Bonito com esse lago com um tom de azul incrível que se tornou o cartão postal da cidade - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público


Dizem que o passeio mais completo e diferente de Bonito é o Abismo Anhumas, que combina gruta, rapel, flutuação e passeio de bote, mas o preço é beeem salgado. Muitas das atrações da região são a céu aberto como as cachoeiras, balneários, rios para flutuação, mas caso você pegue alguns dias chuvosos, não se desanime! O site Mala Pronta listou várias atividades para você fazer em Bonito com chuva.



Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!
* indicates required





Novidade em Bonito (MS) - Museu Subaquático


Até recentemente eu não tinha parado para pensar nesse tipo de atração, mas em uma breve pesquisada descobri que já são alguns museus subaquáticos pelo mundo. O de Bonito é o primeiro museu do tipo no Brasil e o primeiro em água doce. Depois que vi as fotos incríveis, fui pesquisar sobre a sustentabilidade de um empreendimento do tipo e diversos museus subaquáticos no exterior são utilizados tanto para conscientizar a população e os visitantes sobre a importância da preservação dos ecossistemas aquáticos, como também para regenerar corais em perigo de destruição pelo turismo. Essa reportagem é só um exemplo sobre o museu subaquático do México, mas li também sobre o mesmo tipo de atração na Austrália, Espanha, Grécia, França e outros locais (reportagens em inglês).

Com a ação do calcário e do magnésio presente nos rios de Bonito, estima-se que as esculturas do novo museu se modifiquem com o tempo, tornando-as únicas.






Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável - Novidade em Bonito - Museu Subaquático
Museu Subaquático de Bonito - foto: assessoria de imprensa


Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável - Novidade em Bonito - Museu Subaquático
Museu Subaquático de Bonito - foto: assessoria de imprensa


Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável - Novidade em Bonito - Museu Subaquático
Museu Subaquático de Bonito - foto: assessoria de imprensa


Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável - Novidade em Bonito - Museu Subaquático
Museu Subaquático de Bonito - foto: assessoria de imprensa


Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável - Novidade em Bonito - Museu Subaquático
Museu Subaquático de Bonito - foto: assessoria de imprensa


Outros diferenciais no turismo em Bonito é a possibilidade de conhecer a região Centro-Oeste - região que é bastante esquecida pelos turistas no Brasil em geral, experimentar frutas do cerrado, tanto em natura como em drinks ou sorvete, combinar alguns dias em Bonito com um roteiro pelo Pantanal e também descansar do ritmo de cidades grandes, mas sem o tédio de muitos destinos de interior onde "não tem o que fazer".

Bonito (MS) - turismo sustentável e responsável
À noite, dê uma passada na Praça das Peraputangas em Bonito - Foto: Flávio Andrade - MTur - domínio público



Quem aí ficou com vontade de conhecer Bonito?

Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável

Conhecendo Bonito (MS) e aprendendo sobre turismo sustentável e responsável




Este é um publieditorial, mas as opiniões sobre o destino contidas neste post são independentes.


Você sabia que pode reservar hotelalugar carro, garantir seguro viagem com descontopesquisar passagens aéreas, comprar chip de internet para usar no exterior, conseguir ingressos para atrações e tours no Brasil e no mundo todo, além de guias de diversas cidades e países pelos links aqui do blog? Você não gasta nenhum centavo a mais e o blog ganha uma pequena comissão! Obrigada!

12 comentários:

  1. Morro de vontade de conhecer Bonito/MS, e depois desse post fiquei com muito mais vontade!! Lugar Lindo! E foi muito bom entender mais sobre o turismo sustentável que acontece por lá.

    ResponderExcluir
  2. Bonito está no meu radar faz tempo, mas como minhas crianças ainda eram pequenas resolvi esperar um pouco para que eles aproveitem bastante os passeios também. Estamos planejando ir no ano que vem, adorei as dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tem vários passeios q não são baratos e no seu caso pra 4 pessoas, então melhor mesmo esperar eles crescerem pra aproveitarem!

      Excluir
  3. Morro de vontade de conhecer Bonito, ainda não fui, acredita? Acho maravilhoso como conseguiram construir todo um sistema de turismo sustentável que mantém as atrações preservadas e ainda lindíssimas!

    ResponderExcluir
  4. Que saudade de Bonito no MS. Um lugar que é exemplo de turismo sustentável e responsável. O que mais gostei de fazer quando fui lá foi a flutuação e ver todos aqueles peixinhos coloridos. Lindo demais!

    ResponderExcluir
  5. Esse lugar parece realmente ser incrível! Cada cor de água!!! Tem que ser cuidado mesmo pra que todos possam usufruir com responsabilidade
    Você acha que dá pra curtir Bonito mesmo quem não sabe nadar? 😬 tenho medo de não aproveitar nada por não mergulhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa água é mesmo incrível! Olha, mergulho mesmo eu não sei se precisa nadar, mas a maior parte das atrações é tudo em água não muito funda. Eu teria medo mesmo assim se não soubesse nadar rs, mas acho que vai de cada um. Ou aprende antes de ir ;)

      Excluir
  6. Meu sonho é conhecer Bonito no MT, tanta coisa linda para fazer e concordo muito com um turismo sustentável e responsável.

    ResponderExcluir

Todos os comentários no "Tá indo para onde?" passam por moderação e por isso não aparecem de imediato. Ele só vai aparecer quando for respondido. Em geral, os comentários são respondidos quinzenalmente.