sábado, 21 de setembro de 2013

Cidades Históricas de Minas - Dia 2 - Ouro Preto

A primeira parada do dia foi na Casa de Tomás Antonio Gonzaga, que hoje é sede da Secretaria de Turismo, da cidade. Não estava na programação, mas estava no nosso caminho e resolvemos parar. Nenhuma foto ficou boa infelizmente. O dia estava muito nublado ainda porque era cedo. Tiramos foto rapidinho do Largo São Francisco e da Igreja São Francisco de Assis, mas deixamos para visitar mais tarde e seguimos para a Matriz Nossa Senhora da Conceição, onde fica o Museu do Aleijadinho – (entrada R$ 8, com o mesmo ticket você pode visitar também a Ig. S. Francisco de Assis). 

Ig. S. Francisco de Assis



passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

Matriz N. S. da Conceição

Na saída, passamos no Chafariz e na Ponte de Marília e eu só relembrando das aulas de literatura do colégio. Ainda era cedo para comer então tiramos muitas fotos na Praça Tiradentes e entramos em várias lojinhas e visitamos a feira de artesanato no Largo São Francisco. Almoçamos no super recomendado Bené da Flauta, que tem um ótima visão da Igreja São Francisco de Assis.

Chafariz da Marília

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

Ig. S. Francisco de Assis

Ig. S. Francisco de Assis

Ig. S. Francisco de Assis

Ig. S. Francisco de Assis

Praça Tiradentes

Praça Tiradentes

Praça Tiradentes

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

Praça Tiradentes

Praça Tiradentes

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto

Bené da Flauta e a igreja

Bené da Flauta

Ig. S. Francisco de Assis

vista do Bené da Flauta

Praça Tiradentes

Passamos na Casa de Artes, logo em frente ao restaurante, com exposição de artistas de Ouro Preto e aí sim visitamos a famosa Igreja São Francisco de Assis (com o mesmo ticket do Museu do Aleijadinho). Seguimos para a Igreja Nossa Senhora do Carmo (entrada R$ 2), que fica praticamente ao lado do Museu da Inconfidência (deixamos este museu para o dia seguinte). Ao lado da Igreja do Carmo, fica o Museu do Oratório, que estava no nosso roteiro, mas depois do excesso de arte sacra do dia (e já sabendo que ainda tinha muito mais pela frente), acabamos desistindo.

vista da Igreja São Francisco de Paula

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Museu do Oratório

passeando por Ouro Preto

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Visitamos o Teatro Municipal, que fica em frente à Igreja do Carmo e apesar do guia que não parava de falar, foi bem legal (não anotei o preço, mas nada por lá é muito caro). É o teatro mais antigo em funcionamento das Américas. Depois de um banho, fomos jantar no restaurante Piacere, de comida italiana com cozinha à vista, que foi ok. Não foi excepcional, mas também não foi ruim. Parece que o restaurante fechou em 2011. O caminho até lá foi meio escuro e vazio, mas apesar de ser o menos perto do nosso hotel, fomos à pé mesmo.

Teatro Municipal

Teatro Municipal

passeando por Ouro Preto

passeando por Ouro Preto


Mais sobre o Museu do Oratório para quem interessar e mais sobre o teatro em Ouro Preto também. Para quem acha que fizemos muita coisa em um dia, a parte histórica de Ouro Preto é bem pequena. Quase todas as atrações ficam grudadas e ficando em um hotel no meio de tudo, facilita.

Mapa do roteiro do dia (o hotel é o ponto na Rua Conde de Bobadela e segundo o Google este trajeto inteiro não dá nem meia hora a pé! Dobre o tempo porque tem ladeiras, mas mesmo assim, super fácil de fazer!):


Ver Ouro Preto - dia 2 num mapa maior

Caso precise alugar um carro para conhecer a região de Ouro Preto e Tiradentes, alugue através da Rentcars, uma de nossas parceiras!




Nenhum comentário:

Postar um comentário