domingo, 15 de dezembro de 2013

Fundo do Baú - Santiago básico e alguns bate-voltas (1997)

Em janeiro de 1997 estive pela primeira vez em Santiago, com meus pais e uma das minhas avós. Não era a primeira vez fora do país, mas preferimos comprar uma excursão afinal essa era a época das excursões baratésimas e nenhuma informação na internet. 

Dividimos a semana entre Santiago e Buenos Aires, assunto de outro post. No primeiro dia, fizemos o city tour básico passando pelo hipódromo e Cerro San Cristóbal (dentro do Parque Metropolitano) com a enorme imagem da Virgem Maria.

Hipódromo em Santiago


Santiago

Santiago vista do Cerro San Cristobal

Cerro San Cristobal

No segundo dia, partimos para Valparaíso e Viña del Mar, onde passamos rapidamente pelo famoso relógio de flores, almoçamos na beira do Pacifico - deu até pra molhar a mão nas águas geladas - e depois vimos o Museo Fonck, que a principal atração na verdade é o moai do lado de fora - mal sabia eu que 16 anos depois visitaria a maravilhosa Ilha de Páscoa.

Um dia em Viña del Mar e Valparaíso

Um dia em Viña del Mar e Valparaíso

Um dia em Viña del Mar e Valparaíso

Um dia em Viña del Mar e Valparaíso

Relógio em Viña del Mar

Um dia em Viña del Mar e Valparaíso

Museu Fonck

À noite, fomos a um show de danças típicas chilenas e a maioria era na verdade da Ilha de Páscoa, lembrando muito a Polinésia e o Havaí, bem aquelas coisas que a gente vê nos filmes. Até dispensamos um show do tipo na ilha porque já tínhamos visto esse em Santiago.

show folclórico em Santiago

show folclórico em Santiago

No terceiro dia, seguimos para Portillo. Quem faz a travessia dos Andes entre Santiago e Mendoza, passa por ali. A estrada para chegar lá, super sinuosa, já é uma atração, assim como a paisagem árida. Era verão e portanto não era possível esquiar ou praticar esportes que a estação de esqui oferece, mas aproveitamos as vistas legais (e o vento gelado lá em cima dos Andes!). Meus pais até afirmam que viram um condor!

bate-volta para Portillo

bate-volta para Portillo

Hotel Portillo

Hotel Portillo

Hotel Portillo

bate-volta para Portillo


O lago atrás do Hotel Portillo é lindo, mas na realidade não tem o que ficar fazendo ali no verão. Não é preciso roupa de neve - eu estava de calça jeans e camiseta e só coloquei um moletom por causa do vento. Aliás, na viagem inteira fez bastante calor e só usei calça nesse dia porque os guias disseram que lá em cima das montanhas era frio.

Na volta, ainda paramos para subir o Cerro Santa Lucía, bem no centro da cidade. Apesar de ser bem mais baixo, prefiro a vista daqui (menos poluição e mais próxima dos prédios) do que a do Cerro San Cristóbal.

Cerro Santa Lucia

Cerro Santa Lucia

No quarto dia, seguimos para Buenos Aires e entre check-out, vôo e check-in, o dia foi perdido. A cidade será assunto do próximo post! Depois de visitar Santiago várias vezes, dispensaria o show folclórico e não faria questão de ir a Portillo no verão.

Confiram outras dicas mais atuais de Santiago aqui. Infelizmente não lembro em que hotel ficamos hospedados desta vez. Reserve sua hospedagem na cidade através deste link do Booking, pague a mesma coisa se reservasse em outro lugar e ajude a manter o blog!




Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!




2 comentários:

  1. Fernanda, adorei seu blog.

    Acabei de entrar na ABBV, vi seu blog lá. Agora faço parte do grupo

    Beijos,

    ResponderExcluir