quinta-feira, 6 de julho de 2017

O que ver e fazer em Gênova

Quando se pensa em Gênova, os brasileiros automaticamente pensam no importante porto italiano e também em Cristóvão Colombo, mas a cidade tem muitos palácios lindos também. Achei uma mistura de prédios lindos com áreas decadentes e até hoje (1 ano depois da visita) ainda me sinto confusa com o que vi e senti por lá. Sabe aquela coisa de gostei e não gostei? Sentir uma peninha de ter só passado o dia e ao mesmo tempo dar graças a Deus que não dormimos por lá?

O que ver e fazer em Gênova, Itália
Essa com certeza é a parte linda da cidade!

Gênova (Genoa) é uma cidade grande (mais de 600 mil habitantes) e um dos principais portos do Mar Mediterrâneo (o maior porto italiano). A cidade provavelmente foi fundada pelos gregos pelo menos 4 séculos antes de Cristo e destruída pelos cartaginenses em 209 aC. Posteriormente foi reconstruída pelos romanos e a partir do século XI, tornou-se uma república governada pelos cônsules. Os mercadores genoveses enriqueceram com o transporte e comércio de mercadores do Oriente Médio e rivalizava com a República de Veneza. Após conflitos no século XIII e XIV, Gênova perdeu territórios e iniciou seu declínio, tendo passado pelos domínios da França, Piemonte, República da Ligúria e reino da Sardenha até a unificação italiana em 1861.

Fiz o mapa abaixo marcando as principais atrações em verde, as que eu não dei muita prioridade em amarelo, a estação de trem, algumas dicas de onde comer na cidade, as ruas principais e centros de informação turística.




Leia aqui todos os posts sobre Gênova no blog!



Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!




O que fazer em Gênova - caminhar pelo centro histórico



Como toda cidade européia, o centro é sempre interessante para um passeio. Achei inclusive esse carrinho fofo colorido na lateral da catedral e o trenzinho que faz passeios pela cidade (mas não andei nele). Sinceramente, me perdi no centro de Gênova mais do que em Veneza!!! Achei as vielas bem mais labirínticas do que em qualquer outro lugar onde já passei (falo mais sobre elas abaixo)! Um destaque da área é o Palazzo Ducale, com muitas exposições temporárias.

O que fazer em Gênova - centro

Atrações de Gênova - centro histórico
O Palácio Ducale é esse de cima na direita - é a antiga casa do doges de Gênova. Tem 2 pátios e arcadas do século XVI.



Porto de Gênova


Não vou entrar muito em detalhes porque já contei e mostrei tudinho o que tem para ver e fazer no porto de Gênova em outro post aqui no blog!

Atrações de Gênova - Porto de Gênova
Galeone Neptuno

Atrações de Gênova - Porto de Gênova
Subindo no elevador panorâmico Bigo temos uma vista incrível da cidade!

Receba a nossa newsletter quinzenal! Não se preocupe porque não fazemos spam!


* indicates required











Caruggi de Gênova


São os famosos becos da cidade, também chamados de "vico". Tem uma foto lá em cima e outra aqui em baixo, mas essas ruazinhas das fotos são até largas para os padrões dos becos que vi por lá e acabei não tirando foto porque são escuros e alguns deles porque tinham pessoas estranhas passando e não tive coragem de pegar na câmera nem no celular. Leia mais sobre eles aqui em espanhol e com fotos.

Atrações de Gênova - monumento a Cristóvão Colombo e caruggi de Gênova
Atrações de Gênova - monumento a Cristóvão Colombo na praça da frente da estação de trem e um dos caruggi de Gênova caminhando entre a estação e o porto - essa região eu achei até um pouco insegura. Os becos mais para o alto da cidade, perto da catedral são também estreitos e escuros, mas pelo menos não tinham pessoas estranhas então a sensação era esquisita só por parecer uma cidade abandonada. Se eu estivesse sozinha, acho que não teria coragem de passar por muitos vicos que vi por lá.


Cattedralle di San Lorenzo


Entramos rapidinho nessa igreja, onde eu considero que o destaque é o contraste das pedras pretas e brancas - ficou lindo! Me lembrou a Catedral-Mesquita de Córdoba (que é vermelha e branca). A fachada gótica é do século XIII, mas a construção mistura vários estilos arquitetônicos. Não visitamos o Museo del Tesoro di San Lorenzo guarda um prato romano de vidro verde que teria sido usado na Última Ceia, entre outros tesouros.

Atrações de Gênova - Cattedrale di San Lorenzo


Piazza Ferrari


É uma praça bem grande com prédios bonitos, estátuas, chafariz etc. Aqui começa (ou termina?) uma das principais ruas comerciais da cidade - a Via XX Settembre.

Atrações de Gênova - Piazza Ferrari


Casa de Cristóvão Colombo, Chiostro di Sant´Andrea e Porta Soprana


Viemos até Gênova por ser a cidade de Cristóvão Colombo, mas acabamos nem entrando na casa que hoje virou um museu! Na verdade, não é certeza que essa casa abaixo tenha sido a morada do navegador. Veja mais detalhes dela no post da Gisele, no blog Destinos por onde andei.


Atrações de Gênova - Casa de Cristóvão Colombo e Chiostro di Sant´Andrea
As 2 primeiras fotos são na verdade do que restou do claustro di Sant´Andrea - visita gratis praticamente ao lado da casa de Colombo, que é paga.

Atrações de Gênova - Porta Soprana
Bem perto dali, fica a Porta Soprana (lindaaa) e um pedaço da antiga muralha da cidade. Nas fotos acima, o portão visto dos 2 lados.


Palazzo Reale


Também não vou dar muitos detalhes porque já tem outro post aqui no blog onde falo sobre esse palácio e outros da dinastia dos Sabóia na região de Turim e Gênova. O pátio (2 fotos de baixo) pode ser acessado sem pagar para para ver os cômodos maravilhosos e essa área aberta (2 fotos de cima) tem que pagar ingresso.

Atrações de Gênova - Palazzo Reale


Outros palácios da cidade - Rolli di Genova


Existem dezenas de palácios lindos em Gênova e 42 deles estão inscritos como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 2006, como Le Strade Nuove e o sistema dos Palazzi dei Rolli. "Strade Nuove" são as ruas novas (para a época que foram construídas - século XVI) onde os palácios estão localizados - Via Garibaldi, Via Cairoli e Via Balbi. Aqui está a lista completa dos 42 palácios e também outros que não foram declarados patrimônio. Os nobres genoveneses do século XVI construíram esses palácios, um mais suntuoso do que o outro, e disputavam para abrigar visitas de autoridades e pessoas influentes. Só entrei no Palazzo Reale, que mostrei em outro post, mas fiquei encantada com tantos palácios lindos - definitivamente a parte que mais gostei de Gênova! Abaixo, fotos de vários palácios, mas isso aí nem são todos!



As 2 fotos do meio acima são do Palazzo Bianco e a igreja aí é a Basilica della Santissima Annunziata del Vastato. Nas 3 fotos debaixo, o Palazzo Doria-Tursi, sede da prefeitura de Gênova.

Mais fotos do Palazzo Doria-Tursi, sede da prefeitura de Gênova

Palazzo Rosso



Alguns desses palácios são hoje museus, com dezenas de obras de arte de todos os tipos - Palazzo Rosso, Palazzo Bianco, Palazzo Doria-Tursi (também prefeitura), Palazzo Reale (falo mais acima) e Palazzo Spinola di Pellicceria.

Villa del Principe - Palazzo e Jardins de Andrea Doria

Outro palácio maravilho e aqui além da construção em si e das obras de arte em exposição, o destaque são os jardins. Fica bem perto da estação principal de trens, mas para o lado oposto de todas as outras atrações de Gênova. Leia mais aqui (em inglês). Saiba quem foi Andrea Doria aqui.



Outras dicas para conhecer Gênova


Existe um cartão para descontos nos museus e transporte público em Gênova, com opções válidas para 24h ou 48h. Clique no link para mais informações. Gênova conta com aqueles ônibus turísticos de 2 andares que você pode subir e descer em diversas paradas - veja mais informação aqui.

Genoa CFC é um dos times de futebol mais antigos da Itália e outro passeio que pode ser legal na cidade é visitar os fortes (clique para uma lista com todos eles). A Gisele, do blog Destinos por onde andei, contou sobre a Oktoberfest de Gênova, em setembro/2016. Se algum dia eu voltar a Gênova, vou explorar mais dos palácios maravilhosos!

Onde e o que comer em Gênova


Aqui tem um texto em inglês sobre o que tem de mais típico na culinário genovesa - molho pesto e focaccia, além de outras coisasEsta é a receita de pesto dada pelo escritório de turismo da cidade. Existe um Eataly na cidade, mas não comi lá. Vejam as impressões do blog Destinos por onde andei. Marquei no mapa um restaurante que vi uma recomendação online depois que voltei de viagem e também o local onde comemos - super simples - mais para bar do que restaurante, mas com sanduíches bons.

Onde ficar em Gênova


Sei que algumas coisas ficaram de fora do meu roteiro porque preferimos fazer somente um bate-volta saindo de Milão, mas na época das pesquisas, não curti nenhum hotel na cidade. Aliás, até hoje, continuo não estando 100% satisfeita com nenhum hotel em Gênova. Na verdade o problema não são os hotéis em si, mas não consigo me convencer sobre qual a melhor área para se hospedar, porque vejo defeito em todas as opções (ou é longe da estação ou longe das atrações ou se restaurantes por perto ou tem muita subida para chegar lá, etc).

O Grand Hotel Savoia perto da estação de trens é a indicação do blog Fuxicos de Viagem e o Hotel Helvetia mais perto do centro histórico, é a indicação do blog Viajonários. Também perto da estação de trens fica o Hotel Continental Genova e o Hotel Nuovo Nord. No porto antigo, destaco o Best Western Porto Antico e o NH Collection Genova Marina. Entre o porto e o centro histórico, tem o Art B&B. No centro histórico, destaco o Hotel La Nuvole Residenza d´Epoca, o La Piazzetta Rooms (melhor nota), o Piccoli Leoni (bed and breakfast), o Best Western Plus City Hotel e o Bristol Palace.




Booking.com






Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

Nenhum comentário:

Postar um comentário