terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Palácios e castelos da Casa Real de Savoia em Turim e Gênova

Resolvi fazer esse post para explicar muita coisa que vi em Turim e em Gênova relacionada à família real italiana, a Casa Real de Savoia (chamada também de Sabóia), que como já disse em outros posts aqui no blog, a gente acaba nem estudando direito na escola - diferentemente das famílias reais portuguesas, espanholas e francesas. Nas 2 cidades são diversas atrações que podemos visitar hoje em dia que contam como eram a vida e o governo daquela época - alguns eu visitei e outras não.

Casa Real de Savoia


Os Savoias reinavam em regiões do atual sul da França, um trecho da Suíça e noroeste da Itália. Se tornaram a família real do Reino da Sardenha e do Reino da Itália, após a unificação do país. Até o século XIX, a Itália era formada por pequenos "reinos" e com o movimento chamado de Ressurgimento, unificou-se sob o governo da Casa de Savoia. Segundo a wikipedia, "o reinado da Casa de Savoia em Itália terminou em 13 de junho de 1946, com um referendo no qual os italianos escolheram a república como a sua forma de Estado".

Brasão da Casa de Sabóia
Brasão da Casa de Savoia - imagem de domínio público




Você sabia que o seguro viagem é OBRIGATÓRIO para entrar na Europa??? Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!





Casa Real de Savoia em Turim


São cerca de 15 palácios e castelos pertencentes à casa de Savoia em Turim e na região do Piemonte que entraram para a lista de patrimônios da UNESCO e vou falar sobre alguns deles abaixo. Veja a lista na wikipedia. Alguns estão incluídos no passe Torino Card que já contei aqui e existe um outro passe mais abrangente para as residências reais, o Royal Card. Para visitar todos eles, veja as informações completas no site oficial do conjunto de residências reais, inclusive como chegar em cada um deles.

mapa das residências reais em Turim e Piemonte


Palazzo Reale

Neste post específico, já falei muito sobre o Polo Real em Turim, complexo com o Palazzo Reale, a Armeria Reale, a Biblioteca Real, a Galeria Sabauda e o Museu Arqueológico. Todos em torno da praça principal da cidade, a Piazza Castello.

Palazzo Reale Turim
Palazzo Reale em Turim

Armeria Reale, Turim
Armeria Reale


Palazzo Madama

Um palácio maravilhoso bem no meio da Piazza Castello e pertinho do complexo acima. Já contei neste post sobre a fachada barroca de uma lado e o forte medieval do outro! Mas acredite ou não, as 2 fotos abaixo são da mesma construção!

Palazzo Madama Turim
Palazzo Madama

Palazzo Madama Turim

Palazzo Madama Turim


O Palazzo Carignano que falei rapidamente no post sobre o que fazer em Turim também está nessa lista! Fora da lista, mas que vale muito a pena visitar, estão os apartamentos e tumbas reais nos domínios da Basílica de Superga, que já mostrei aqui no blog também!

Venaria Reale, Villa della Regina, Palazzina di Caccia di Stupinigi, Castello Di Rivoli e Castello di Moncalieri


Outros locais que merecem a visita são a Venaria Reale, a Villa della Regina, a Palazzina di caccia di Stupinigi, o Castello di Rivoli e o Castello di Moncalieri. Leia mais e veja fotos clicando nos links ou baixando um pdf sobre todos eles aqui. Leia mais sobre o Palácio de caça de Stupinigi no blog No Mundo da Paula e sobre a Venaria Reale no blog Itália para brasileiros e novamente a Venaria Reale no blog No Mundo da Paula..

Casa Real de Savoia em Gênova


Palazzo Reale

Situado em Gênova, esse palácio não foi construído pela casa de Savoia, mas foi comprado por eles. A propriedade não durou um século sob domínio da família real. Gênova era a independente Sereníssima República de Gênova (rival de Veneza por sinal) entre o inicio do século XI e 1797 e então foi incorporada à República da Ligúria, depois à Sardenha e só então ao Reino da Itália.

O Palazzo Reale ou Palazzo Stefano Balbi foi construído entre 1618 e 1620 (ou seja, ainda na época que Gênova era uma república independente) pela família Balbi (inclusive o Stefano do nome). Foi vendido ainda no século XVII para a família Durazzo, que o expandiu consideravelmente. Em 1823, foi comprado pela casa de Savoia, que o declarou como residência real e fez diversas modificações, como a Sala do Trono e das Audiências, além do salão de baile. Em 1919, o palácio se converteu em propriedade do Estado.

O Palácio Real foi declarado patrimônio da humanidade em 2006, conjuntamente com outros palácios genoveses da época da República (conhecidos como Rolli de Genova). Vejam o site oficial para horários e dias de funcionamento e preços. Fizemos um bate-volta de Milão para Gênova e o Palazzo Reale foi a última atração que visitamos no final do dia porque já estava perto da estação de trem para voltar para Milão.

Palazzo Reale, Gênova
É engraçado que na verdade essa é a parte dos fundos do palácio -  a fachada para a rua não é muito diferente de outros palácios residenciais da região.

Palazzo Reale, Gênova

Palazzo Reale, Gênova

Palazzo Reale, Gênova

Palazzo Reale, Gênova

Palazzo Reale, Gênova

Palazzo Reale, Gênova

Outros palácios da Casa Real de Savoia na Itália


Existem outras residências da casa real espalhadas pela Itália, mas nenhuma delas foi extensamente utilizada pela família real italiana (mesmo porque eles nem estiveram tanto tempo assim no poder).

Villa real de Monza (perto de Milão)
Palácio Real (em Milão, ao lado do Duomo)
Palácio Pitti (Florença)


Outros palácios da Casa Real de Savoia fora da Itália


Não tenho certeza se é o único ou não, mas o Palácio Belvedere em Viena (Áustria), que já mostrei aqui no blog, pertencia à Eugênio de Savoia.


Você já curte a fanpage no Facebook, já segue o Twitter, o Instagram, o Google+ e o Pinterest?

2 comentários: