quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Blogagem Coletiva Roteiros Etílicos - Como é a Avaliação Nacional de Vinhos e onde se hospedar em Bento Gonçalves (RS)

Este é mais um post sobre enoturismo, escrito em parceria com meus pais, que estudam o assunto e visitam vinícolas pelo mundo há anos. E é também mais um post de blogagem coletiva (links ao final do post!), sobre roteiros etílicos!

Blogagem Coletiva Roteiros Etílicos
Designed by Freepik

Para os enófilos que já cansaram de visitar vinícolas pelo mundo, participar da Avaliação Nacional de Vinhos em Bento Gonçalves pode ser uma experiência muito legal!

O Evento


Avaliação Nacional de Vinhos


Avaliação Nacional de Vinhos é organizada anualmente no último sábado de setembro em Bento Gonçalves pela Associação Brasileira de Enologia. Não é um evento para quem está começando nesse mundo, mas é bem interessante - ainda mais porque pode-se estender a viagem e aproveitar a região da Serra Gaúcha que tem muito para oferecer em enoturismo.

Segundo o site da prefeitura do município gaúcho, "o um evento de grande importância na vitivinicultura, especialmente pelo seu caráter educativo. Experts, enólogos, enófilos, sommeliers, jornalistas especializados e apreciadores de vinho de vários países se reúnem para conhecer os melhores vinhos de cada safra, participando de degustações juntamente com um painel de comentaristas do mundo inteiro. A Avaliação apresenta a radiografia do setor, servindo de termômetro para diagnosticar e comparar a evolução do Brasil na elaboração de vinhos."

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Historisches Grünes Gewölbe: atração de cair o queixo no Residenzschloss, em Dresden!

Dresden felizmente está cada vez mais presente no roteiro de turistas, seja como um bate-volta de Berlim ou como uma parada estratégica entre Berlim e Praga. Quando estava estudando em Berlim, queria passar um fim de semana lá, mas eram tantos passeios para fazer, que fui só um dia mesmo, com uma colega de curso. Sobre esse passeio, vou falar em outro post com mais detalhes.

O que ver em Dresden, Alemanha
Em sentido horário: a Frauenkirche, Fürstenzug, Zwinger e Semperoper - as principais atrações de Dresden

No blog Viajoteca, temos 11 razões para visitar Dresden, no Turomaquia, 12 razões para se apaixonar por Dresden e no Espírito Viajante, 26 motivos para visitar Dresden, mas além disso tudo, tem outro super motivo para visitar a cidade reconstruída após um bombardeio terrível na Segunda Guerra Mundial: o Historisches Grünes Gewölbe, dentro do Residenzschloss!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Como é a visita a Sachsenhausen, o campo de concentração nos arredores de Berlim?

Do jeito que sou louca por História (incluindo aí as partes ruins), obviamente incluí uma visita ao campo de concentração Sachsenhausen pertinho de Berlim na minha viagem de 2014. Já tinha visitado Dachau, nos arredores de Munique quase 10 anos atrás, mas acho esse tipo de visita triste, mas tão necessário, que ainda vou conhecer Auschwitz um dia. 

Li recentemente os ótimos livros "Os bebês de Auschwitz", "O Leitor" e "O menino do pijama listrado" e corri para escrever esse post com todo o horror ainda fresco na memória. Além desses livros, recomendei outras leituras (e filmes também) sobre o mesmo tema aqui no blog recentemente. Não deixem de ler sobre a casa-esconderijo de Anne Frank em Amsterdã e sobre "O diário de Anne Frank".

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

campo de concentração Gedenstätte Sachsenhausen, Berlim

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

O que fazer em um dia ou um fim de semana em Magdeburg (Alemanha)?

Magdeburg não é A cidade turística alemã, mas quando vi que ela ficava no meio do caminho entre Frankfurt e Berlim, comecei a pesquisar sobre ela. Eu precisava dormir uma noite entre essas 2 cidades (ou poderia ficar um dia a mais em Frankfurt ou chegar um dia mais cedo em Berlim, mas preferi conhecer uma cidade nova). A capital do estado de Saxônia-Anhalt e porto importante do rio Elba foi fundada por Carlos Magno, mas se tornou importante no século X quando o Imperador Otto I, ou Otto, o Grande estabeleceu aqui sua residência. Por conta disso, tudo na cidade é Otto para cá, Otto para lá. Foi muito importante no período medieval (era membro da Liga Hanseática) e também uma das maiores cidades do Sacro Império Romano Germânico , mas foi arrasada na Guerra dos Trinta Anos (no século XVII) e quase 80% destruída na Segunda Guerra Mundial.

O que ver e fazer em Magdeburg, Alemanha


Entre a guerra e a reunificação da Alemanha em 1990, Magdeburg se localizava na antiga Alemanha Oriental (ou DDR). Alguns mais nerds vão se lembrar da cidade das aulas de Física do colégio devido à uma importante experiência que aconteceu aqui (leia sobre os Hemisférios de Magdeburg). Hoje ela não está tão preservada assim como outras cidades que conheci na mesma viagem (tem muita arquitetura stalinista), mas foram diversos motivos que somados me levaram a dormir uma noite na cidade: o hotel maravilhoso e novinho que descobri (e aprovei), uma atração turística meio louca e uma ponte para navios (clique para ler os post)!




segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Você conhece as 7 maravilhas de Brasília?

O pessoal gosta mesmo dessa história de eleger maravilhas, não é? Já mostrei aqui no blog, as 7 maravilhas de Campinas e os 12 tesouros da Espanha e recentemente descobri que elegeram também as 7 maravilhas de Brasília! Já faz tempo que quero conhecer a cidade e passei uma temporada lá agora em janeiro/2016 (mas a maior parte do tempo nos arredores da cidade, sem programações turísticas).

A eleição organizada pelo IBOOC (International Bureau of Cultural Capitals) ocorreu em 2008, entre 25 pontos importantes da capital brasileira e os 7 vencedores estão neste post! Visitei todos por pura coincidência, porque não sabia desse concurso até visitar o último desses 7 - e foi lá que descobri! Nesta notícia, você pode ver também quais eram os outros 18 pontos turísticos na disputa popular.

Tem um mapinha no fim do post para você se localizar! O melhor meio de transporte entre as 7 maravilhas definitivamente (e infelizmente) é o carro. As que estão no Eixo Monumental podem ser visitadas a pé porque ficam perto.

1) Catedral


Claro que a catedral linda, maravilhosa não ficaria de fora!!! Há muito tempo que eu não visito nenhuma igreja ou templo pensando em religião e sim na beleza arquitetônica do local e acho que todo mundo deveria fazer o mesmo!


7 maravilhas de Brasília - Catedral

7 maravilhas de Brasília - Catedral


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

A ponte para navios em Magdeburg (Alemanha)!

Já dei dicas aqui no blog sobre hospedagem e restaurantes em Magdeburg, cidade onde parei por um fim de semana entre Frankfurt e Berlim. Um dos motivos que resolvi parar aqui, foi essa ponte louca que descobri na internet uns tempos atrás. O dia estava bem feio e o passeio é inteirinho em alemão e apesar de nem ligar para engenharia e coisas do tipo, é uma coisa muito louca estar em um navio atravessando um ponte e um outro rio passando ali embaixo!

No próximo post, conto o que mais tem para fazer em Magdeburg, mas tive que separar em 2 posts, para não ficar gigante!


A ponte


Aberta em outubro/2003, essa ponte é o maior aqueduto navegável do mundo, com 918m e conecta o canal Elbe-Havel com o canal Mitteland, encurtando consideravelmente o tempo de navegação na região. A ideia de conectar os 2 canais já existia há mais de 100 anos e construção da ponte se iniciou em 1905!!! Claro que a Segunda Guerra Mundial paralisou a construção. Durante a Guerra Fria, o projeto também foi deixado de lado pois o comércio leste-oeste não era mais interessante e somente após a reunificação da Alemanha é que o trabalho foi retomado (1997/1998). Segundo a wikipedia, custou cerca de 501 milhões de euros.

Ponte para barcos em Magdeburg, Alemanha
Mapa da Wikipedia. Vermelho = caminho antigo que os barcos faziam e amarelo = caminho mais curto atual

Ponte para barcos em Magdeburg, Alemanha
Foto da wikipedia

Olha no vídeo abaixo como é a história!





terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Dicas de restaurante em Campinas - Centro e Cambuí

Voltando às dicas de restaurantes em Campinas e região, no post de hoje mostro como são a mais nova sensação da cidade (uma taverna medieval), um italiano bom, bonito e barato no bairro mais badalado e um outro restaurante arrumadinho onde vi o maior camarão da minha vida!!! Infelizmente, não podemos usar o 
Guia Vale Mais em nenhum deles!

Veja aqui dicas gastronômicas no Shopping Iguatemi Campinas - post 1 e post 2dica no distrito de Sousas, dicas no bairro Cambuí - post 1post 2post 3 e post 4, além de dicas no bairro Castelo!

Milord Taverna


Aberto recentemente, foi a sensação na semana anterior ao Carnaval! Um bar/restaurante em estilo medieval, imitando as antigas tavernas! A decoração é bem legal, como vocês podem ver nas fotos abaixo! A luz baixa e as paredes de tijolinho realmente dão a sensação de você ter voltado no tempo! Os funcionários (e alguns convidados) vestidos a caráter também colaboram, é claro. E além disso, ainda tem uma banda tocando músicas medievais para todo mundo animar e entrar no clima!

Onde comer em Campinas - Milord Taverna

Onde comer em Campinas - Milord Taverna

Onde comer em Campinas - Milord Taverna