domingo, 26 de outubro de 2014

Coleções de viagem - imãs de geladeira - parte V

Quem aí ainda não tiver visto, aqui estão a primeira, a segunda, a terceira  e a quarta parte da coleção. E ainda está longe de acabar!

coleção de imãs de geladeira

O primeiro imã à esquerda é o Patio de los Leones na Alhambra, em Granada (Espanha) e uma das minhas maiores paixões "viajísticas" já que fiz intercâmbio por lá um tempo atrás. Aqui conto sobre 
a Alhambra e o que mais fazer em Granada. Não cometa o erro da maioria dos turistas que deixa poucas horas para conhecer a cidade!!!


O tamanco holandês da direita não tenho certeza se veio da Holanda (conheci Amsterdã em 2012) ou de Holambra (cidade no interior de SP que já visitei várias vezes porque moro pertinho), mas quem se interessar pela cultura holandesa e flores, fique de olho na Expoflora, a maior exposição de flores do país que acontece nessa cidade em agosto/setembro.

O fogão embaixo dos tamancos é de Embu das Artes-SP, cidade que conhecemos um tempão atrás e quero voltar.

coleção de imãs de geladeira

As araras da esquerda são de Bonito, onde estive um tempão atrás com os amigos da faculdade e a castanhola da direita é da Andaluzia. Quando estive por lá, tive a oportunidade de ver 2 shows de flamenco, um em um local bem intimista e outro, uma grande produção com uma das principais bailaoras da Espanha - sim, não existem "dançarinas" de flamenco - elas são chamadas de bailaoras.

coleção de imãs de geladeira

Esse é o Elevador Lacerda em Salvador, um dos pontos turísticos da cidade que visitei diversas vezes entre o final dos anos 90 e início dos anos 2000, mas o imã só foi comprado mesmo pelos meus pais, em uma viagem bem mais recente (tem um racho bem no meio do coitado, que já levou vários tombos da porta da geladeira!).

coleção de imãs de geladeira

O imã da esquerda é a famosa estátua da Pequena Sereia, em Copenhagen, na Dinamarca. Apesar de ser menor do que o esperado, visitei 2 vezes quando fiz intercâmbio lá. Para quem não sabe, o escritor dessa história, Hans Christian Andersen, é dinamarquês então essa estátua é um dos ícones do país.

Já o imã da direita, foi comprado aos 45 minutos do segundo tempo, no aeroporto indo embora de Foz do Iguaçu porque a gente não tinha encontrado nenhum imã decente nos dias que passamos por lá. As cataratas quase ficaram de fora da nossa geladeira, mas quando já tínhamos perdido as esperanças, encontramos!

coleção de imãs de geladeira

No alto da foto, temos um barquinho, representando uma das melhores coisas de Paraty - passeios de barco! O imã de Chicago foi presente de um primo porque ninguém aqui em casa já esteve lá, mas a cidade está na minha bucket list de viagem. O Cristo Redentor aí no cantinho de baixo foi trazido pela minha mãe em uma das últimas vezes que esteve no Rio de Janeiro a trabalho porque demos conta que não compramos quando estivemos turistando por lá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário