sábado, 5 de outubro de 2013

Belo Horizonte - dicas de hospedagem, gastronomia, transporte de/para o aeroporto, compras e bate-voltas

Continuando o post de ontem, agora seguem as dicas mais práticas de Belo Horizonte!

Seguro viagem geral 468x60

Hospedagem


Hotel Ibis Liberdade BH

Hotel Ibis Liberdade BH



Ficamos no Hotel Ibis Liberdade, muito bem localizado para quem quer explorar a região central de Belo Horizonte. Dá para passear a pé pela Praça da Liberdade, feira da Av. Afonso Pena, etc. O café da manhã era normal, mas eles só disponibilizavam quartos duplos e todos com uma cama de casal. O grupo dos convidados para o casamento era grande e dois meninos tiveram que dividir uma cama de casal porque não teria outro jeito.

Sempre haviam vários táxis na porta do hotel e a casa antiga restaurada é linda. É ali que ficam a recepção, a área de internet e do café da manhã. Os apartamentos ficam na torre logo atrás. No último dia, fizemos o check-out e deixamos as malas na recepção para almoçar antes da viagem de volta. Nessa hora, uma rasteirinha que eu tinha acabado de comprar na feirinha simplesmente sumiu. Depois da nossa reclamação, reviramos a área da recepção e nada. Algumas horas depois, eles nos ligaram que tinham encontrado e enviaram por correio.

Reserve o seu hotel em Belo Horizonte através deste link do Booking e ajude a manter o blog - sem custo para você!



Gastronomia


Momo Confeitaria

Logo Momo Confeitaria
logo do site oficial do restaurante

Eles têm várias filiais em Belo Horizonte e eu fui na da Savassi. Não experimentei nada de confeitaria, mas só o almoço por kilo de domingo. A variedade é grande, segundo o site, eles servem carnes variadas, peixes, frutos do mar, grelhados, massas, risotos, culinária japonesa, paelha, mais de 20 saladas e muitas sobremesas. 

Dona Lucinha


Restaurante Dona Lucinha
logo do site oficial do restaurante

Restaurante Dona Lucinha

Restaurante Dona Lucinha

Restaurante Dona Lucinha

Restaurante Dona Lucinha
essa e as 3 fotos acima foram retiradas do site do restaurante

Não lembro quem exatamente tinha recomendado esse restaurante, mas é super tradicional de comida mineira. Eles também têm outras casas, inclusive em São Paulo. O sistema era buffet, pagando um preço único, se não me engano caro, mas as opções eram fartas. A vantagem desse sistema é que cada um come o que quer, sem se preocupar em achar um prato que agrade a duas pessoas para dividir, por exemplo. E também, é a chance de comer um pouco de cada coisa, podendo experimentar mais opções Além de todas as comidas típicas, me deliciei na mesa de sobremesas, principalmente com a ambrosia, que não conhecia. Depois desse restaurante, experimentei várias por aí e nenhum chegou aos pés. Achei essa receita aqui, será que é igual? Segue também um post com detalhes sobre o restaurante.

Além dos 2 restaurantes citados acima, deixo aqui as dicas da Lu, do "Chata de Galocha"  que mora por lá e tem muitas dicas interessantes desse assunto.

Compras


Quando o assunto é compras em BH, não tem para ninguém. A Cony, do blog "Futilish", é uma chilena que mora lá há bastante tempo, é hoje uma das blogueiras de moda mais famosas do Brasil e adora a feira da Afonso Pena. Seguem aqui os posts dela sobre a feira: post 1post 2post 3 e post 4. Tanto no "Futilish", como no "Chata de Galocha" tem mais dicas de lojas mais arrumadinhas.

Indo e voltando do aeroporto


Nesta última viagem, saí do aeroporto de táxi mesmo e voltamos de van alugada. Mas em 2008, utilizei um ônibus da Conexão Aeroporto para ir do aeroporto de Confins para o centro da cidade. Esses ônibus ligam o Aeroporto de Confins, o Aeroporto da Pampulha, a rodoviária de Belo Horizonte e o Terminal Executivo Álvares Cabral, no centro da cidade, que foi onde desci quando utilizei.

Lá em 2008, o Terminal Executivo Álvares Cabral nada mais era do que um ponto de ônibus em uma avenida movimentada, se alguém souber de alguma melhoria, por favor avise nos comentários! Não tinha nenhum letreiro/sinal por lá então imagino que para quem não conhece, deve ser difícil saber o local exato para pegar o ônibus para os aeroportos. Eu não tive problemas porque só fiz o trajeto aeroporto-centro. Os preços variam de R$ 7,25 a R$ 19,70, dependendo da rota que você for fazer e se for utilizar o ônibus executivo, convencional ou urbano.


Ônibus Unir

Rodoviária


Pelo que eu me lembro, já estive na rodoviária de Belo Horizonte meia dúzia de vezes e não faço questão de voltar rs. Mas já foi minha salvação quando não tinham promoções de passagem aérea para lá! O prédio dá uma impressão de muita sujeira porque é muito velho e mal cuidado, assim como todo o entorno. Os banheiros são pagos (R$ 0,50 ou R$ 1,00 - não tenho certeza). Tem várias lojinhas por lá, mas todas bem simples. Na última vez que passei ali (junho/2013), vi muita gente carregando os eletrônicos nas tomadas espalhadas pelo saguão.

Está procurando por hospedagem para sua viagem??? Reserve pelo Booking através dos links e banners do blog, não pague nenhum centavo a mais por isso e colabore na manutenção deste blog! Obrigada!


Bate-voltas e outras dicas


A Camila, do "Viaggiando" mora em BH e tem postado muitas dicas legais sobre a cidade, inclusive sobre os museus da Praça da Liberdade. Estou morrendo de vontade de visitar vários deles por "culpa" dela rs. O pessoal do Sundaycooks já publicou um roteiro para um final de semana na cidade e eles também tem dicas para um bate-volta que um dia eu ainda vou fazer: Sabará. Outro post legal sobre Sabará é este aqui da Cyntia, da Fragata Surprise. Mais um passeio super recomendado na região é para Inhotim, que ainda não tive oportunidade de conhecer.

E você tem alguma sugestão de passeio, restaurante, bar, hotel, etc na cidade? Escreva nos comentários!


Você já curte nossa fanpage no Facebook, já segue o nosso Twitter, o nosso Instagram e o Google+?

2 comentários:

  1. Faz tempo que não vou ao Xapuri, restaurante que funciona na Pampulha, mas era maravilhoso. Funciona(va) em regime de buffet, era caro, mas valia cada centavo. Aliás, gastronomia em BH é brincadeira, né? Como se come bem naquela cidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, a culinária mineira é demais! Já me indicaram esse restaurante antes, mas nunca consegui ir . Quem sabe na próxima!

      Excluir