quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Ilha de Páscoa - uma introdução

Finalmente é a vez da Ilha de Páscoa!!!

Desde criança sempre tive 3 destinos que estavam no topo da minha lista de desejos: Egito, Machu Picchu e Ilha de Páscoa. Até hoje, o único que realizei foi a Ilha de Páscoa, no começo desse ano. Não tenho a menor ideia de onde surgiu essa vontade de ir para lá.

A passagem aérea para a Ilha de Páscoa sempre foi um absurdo de cara e fazia anos que eu "namorava" pacotes turísticos para lá (como tudo lá é carésimo, acaba barateando um pouco pelos acordos que as agências têm com operadoras, hotéis e companhias aéreas). No começo do ano surgiram várias promoções malucas para lá e fechamos correndo as nossas férias! Mas como a ilha é pequena, com poucas opções de hospedagem e até então, com poucos relatos na internet, preferimos fechar um pacote mesmo. Hoje tem uma meia dúzia de blogs contando já sobre a ilha, acho que todos aproveitaram a mesma promoção! rs


Tem muita gente que nunca ouviu falar sobre lá, então onde fica? No meio do Pacífico, entre o Tahiti e o Chile! O vôo de ida Lima-Hanga Roa (única "cidade" da ilha) e o de volta Hanga Roa-Santiago levaram aproximadamente 4 horas! Viajamos de madrugada e por sorte os aviões estavam vazios, pudemos dormir em 3 bancos cada um nos 2 trajetos! Esse vôo de Lima foi cancelado pouco tempo depois da minha viagem, então hoje eles têm somente 1 vôo por semana vindo do Tahiti e 1 por dia vindo de Santiago.

onde fica a Ilha de Páscoa?
(fonte: Easter Island Spirit)



Conexão em Lima


Ficamos loucos no aeroporto com os produtos peruanos, mas ainda não foi dessa vez que conhecemos o Peru! Compramos chocolates recheados de banana, café e outras coisas diferentes, pisco, misturas para fazer pisco sour de outros sabores, além do limão e claro, eu experimentei a Inca Kola que já queria provar há um bom tempo. Tem gosto de tutti-frutti, mas é menos doce do que o Guaraná Jesus, do Maranhão rs.

inca kola


O que tem para ver na ilha?


Basicamente, moais! Mas você me pergunta, o que são moais? São estátuas de pedra, como essas aí embaixo, que eram construídas quando o o chefe de uma tribo morria e era erguida perto da vila como proteção. Eram sempre colocadas em altares (chamados de ahu), de frente para a vila e de costas para o mar.

moai em Hanga Roa

travelling moai - Ahu Tongariki
(o cachorro precisa de aulas de inglês rs)

Para viajar tranquilo, garanta já o seu seguro viagem com a parceira do blogSeguros Promo - comparador de preços com as melhores seguradoras do mercado! Você não gasta nenhum centavo a mais por isso e colabora para manter o blog!


História Rapanui


A ilha, descoberta em um domingo de Páscoa por um explorador holandês em 1722, era cheia de árvores mas tudo foi derrubado por essas tribos (muito provavelmente para ser usado no transporte dos moais). Depois de algumas visitas de europeus, as tribos aparentemente entraram em guerra e começaram a derrubar os moais umas das outras. O último registro de um moai levantado (pelos nativos) é de 1838. Só a partir de 1955, os arqueólogos começaram os trabalhos para levantarem alguns exemplares e hoje, dos mais de 800 moais da ilha, aproximadamente uns 40 estão de pé (alguns estão ainda inacabados, na "fábrica" deles).

Rapa Nui é considerado o nome de verdade da ilha pelos nativos. A teoria mais aceita é que eles vêm da Polinésia, mas também existem outras que dizem que são da América Latina. As danças lembram muito as da Polinésia, mas alguns altares dos moais lembram as construções incas. Estima-se que durante o período da construção dos moais (aprox. entre 1.000 e 1.600 DC), a população da ilha era de aproximadamente 12.000 rapanuis mas em um censo em 1877, restavam apenas 111, depois das guerras tribais, de serem levados como escravos para o Peru e sofrerem de doenças diversas causadas pelo contato com os europeus.

Hoje, a ilha pertence ao Chile, que a anexou somente em 1888, mas isso nunca foi totalmente aceito pelos nativos. Entre 1903 e 1953, uma empresa chilena se instalou por lá para criar ovelhas e os nativos não tinham praticamente nenhum direito, confinados em Hanga Roa. Desde 1965, eles podem eleger um prefeito e o governador é indicado pelo presidente do Chile, entre os nativos. Agora eles têm vários benefícios: somente um Rapanui pode ser dono de terras na ilha e eles têm subsídios, por exemplo, para combustível. Em 1995, o Parque Nacional Rapa Nui (40% da ilha) foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Nossa, me empolguei com a história rs Todas essas informações foram traduzidas de um livro/guia super legal que comprei por lá, depois posto mais sobre ele. Um bom site para ler sobre a ilha é esse aqui: Easter Island Spirit. Prometo muitas fotos nos próximos posts!


Você já curte nossa fanpage no Facebook, já segue o nosso Twitter, o nosso Instagram e o Google+?

4 comentários:

  1. Está na minha lista de viagens de sonhos ;-) Agora quer vi que dá pra ir pelo Peru, vou ficar de olho nas promoções, e quem sabe junto outra ida ao Peru à Ilha de Pascoa? Adorei Fe! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, esse vôo do Peru foi cancelado logo depois que voltei de lá, mas não custa observar pra ver se a LAN não volta a operá-lo! A gente pensou em continuar a viagem por lá, mas os dias de férias não davam!

      Excluir
  2. Adorei as dicas!!! Sonho em ir pra lá desde que assisti ao filme "Rapa Nui" quando criança. Vou aproveitar muitas dicas suas! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Eu não vi esse filme ainda, mas era louca pra conhecer a ilha porque já tinha lido/visto fotos em vários jornais e revistas.

      Excluir